Saquarema tem vagas de emprego disponíveis

Três vagas de emprego estão abertas em Saquarema, sendo duas com regime CLT. As oportunidades são para nível de escolaridade média e todas na área de vendas.

A primeira vaga, de Vendedor Externo, é no regime de contrato de prestador de serviços. O salário é a combinar. O contratado precisa possuir clientes ativos e experiência com vendas.

Dentre as atribuições da vaga, está realizar o intermédio de negócios mercantis para terceiros, por meio de visitas aos clientes para apresentação de produtos e serviços e finalização da venda. O vendedor também deverá controlar pedidos, acompanhar clientes na pós venda e estudar tendências de mercado, a fim de identificar novas oportunidades de negócio e alcançar a meta estabelecida.

As próximas vagas são no regime CLT. Na vaga de Assistente Administrativo (Oferta de Produtos Financeiros), o salário é entre R$ 1.000 e R$ 1.150. O profissional será responsável pela abordagem (externa e interna) de clientes e fornecimento de informações sobre produtos financeiros, prestando atendimento de excelência aos clientes. Ele também precisará ter familiaridade com análise e manuseio de documentos, conhecimentos básicos de informática e facilidade com cálculos simples.

O candidato também deverá ter experiência entre 1 e 3 anos no ramo e, além do salário, terá outros benefícios: assistência médica e odontológica, auxílio farmácia, bônus por resultado, participação nos lucros, seguro de vida, vale-alimentação, vale-refeição e vale-transporte.

Já a última vaga, de Promotor de Vendas, também tem salário à combinar. O candidato, caso contratado, será responsável pela representação da empresa no ponto de venda, reportando problemas, destacando a exposição dos produtos e execução das atividades de merchandising.

É desejável ter experiência na área ou como repositor de mercadorias (apesar de não ser obrigatório). Além do salário, a empresa oferece como benefícios plano de saúde, celular fornecido pela empresa, auxílio combustível e vale-alimentação.

Inscrições podem ser feitas clicando aqui.

Cruz Vermelha e Dados do Bem realizam testagem gratuita em São Gonçalo

A Cruz Vermelha Brasileira em parceria com o “Dados do Bem” já iniciou em São Gonçalo a operação de monitoramento epidemiológico contra a covid-19. Baixe gratuitamente o aplicativo e preencha o questionário no endereço: https://play.google.com/store/apps/details.

O atendimento é feito com dia e hora marcados na filial da instituição no bairro Estrela do Norte.

Liderado pelo Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) e pela Zoox, o projeto combina inteligência epidemiológica e big data para acompanhamento, em tempo real, da distribuição da epidemia do coronavírus nos centros urbanos. Através da parceria, “Dados do Bem” vai alcançar mais pessoas em diferentes pontos do estado do Rio.

A parceria firmada entre a Cruz Vermelha Brasileira e iniciativa consiste na cessão gratuita da tecnologia “Dados do Bem” para a instituição, bem como a entrega da inteligência de dados gerada pelo aplicativo. Além disso, também está incluído o treinamento de profissionais para viabilizar a iniciativa. A CVB fica responsável por toda operação relacionada ao projeto.

O ponto de partida do “Dados do Bem” é um aplicativo gratuito disponível para Android e iOS. Nele, o usuário preenche um cadastro e responde a um simples questionário de autoavaliação, com perguntas sobre sintomas associados à COVID-19 e histórico de saúde. A partir dos dados fornecidos, a plataforma indica a possibilidade de ele estar infectado pelo novo coronavírus.

Não se trata de um diagnóstico, mas de uma avaliação de sinais clínicos e epidemiológicos. Uma amostragem das pessoas cujas respostas ao questionário apontarem para uma alta probabilidade de Covid-19 poderá ser chamada para a realização de testes imunosorológicos.

Como é praxe em investigações científicas, o anonimato de todos os participantes é preservado e as informações coletadas não serão utilizadas para fins lucrativos. Ao baixar o aplicativo, a pessoa concorda com o envolvimento voluntário no estudo. Os voluntários da Cruz Vermelha Brasileira poderão fazer até 200 testagem por dia.

O presidente nacional da Cruz Vermelha Brasileira, Julio Cals, destacou a importância dessa parceria no enfrentamento à COVID-19. “A Cruz Vermelha Brasileira através da parceria com o “Dados do Bem”, vai obter um panorama maior sobre as áreas mais afetadas pelo vírus e, dessa forma, poderá promover campanhas direcionadas ao local em maior vulnerabilidade a
fim de conter o avanço do novo coronavírus, fazendo com que a instituição possa beneficiar ainda mais pessoas no país”, afirma o presidente.

“Estamos muito felizes e honrados em contar com a parceria de uma instituição do porte da Cruz Vermelha no projeto “Dados do Bem”. A operação em conjunto vai nos permitir alcançar mais pessoas em diferentes lugares e assim conseguiremos ter ainda mais informações para enfrentar a COVID-19. Além da atuação em São Gonçalo e no Rio de janeiro, queremos potencializar ainda mais ações com a Cruz Vermelha”, afirma o CEO da Zoox, Rafael de Albuquerque.

“Dados do Bem” não realiza testagem em massa. A iniciativa integra os dados de risco identificados pela autoavaliação e os resultados de testes sorológicos rápidos aplicados em amostras desta população para realizar análises que permitam entender a disseminação do vírus da área avaliada, fornecendo informações para o combate à epidemia pelo poder público.

Vale ressaltar que todos que preenchem o questionário de autoavaliação já estão colaborando com a iniciativa, mesmo aqueles que não são convocados para fazer testes.

A Cruz Vermelha Brasileira segue promovendo ações de combate ao novo coronavírus, através da campanha “Estamos Prontos” a instituição já beneficiou mais de 1 milhão de pessoas no Brasil.

Em São Gonçalo, os testes serão feitos a partir do dia 13/07, de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h na sede da Cruz Vermelha. O endereço é Dr. Nilo Peçanha, 475 – loja 01 Fundos – Estrela do Norte, São Gonçalo. Os testes serão realizados de segunda a sexta-feira, de 9h às 17h.

Fiocruz: estudo aponta medicamento de ação prolongada contra HIV

Um estudo clínico internacional que teve participação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) constatou que a utilização do fármaco Cabotegravir injetável a cada oito semanas tem eficácia superior às doses diárias de Truvada na prevenção do HIV. Desde novembro de 2016, a pesquisa comparou os dois fármacos em 4.570 voluntários HIV negativo que utilizavam a profilaxia pré-exposição ao HIV (PrEP) em sete países, incluindo o Brasil.

O estudo foi o primeiro ensaio clínico em larga escala contendo medicamento injetável de ação prolongada como forma de prevenção ao HIV. Os resultados foram apresentados na semana passada durante a 23ª Conferência Internacional da Aids.

A primeira das três análises intermediárias previstas no protocolo do estudo mostrou que a contaminação dos usuários do Cabotegravir injetável de longa duração foi 66% inferior à das pessoas que usaram doses diárias de Truvada. Ao todo, 52 pessoas adquiriram HIV durante a pesquisa – 39 delas usaram a PrEP de Truvada, e 13 a de Cabotegravir.

A chefe do laboratório de Pesquisa Clínica em DST e Aids do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), Beatriz Grinsztejn, coordenou o estudo em parceria com Raphael Landovitz, professor associado da Divisão de Doenças Infecciosas da David Geffen School of Medicine, na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA).

O estudo, chamado de HPTN 083, foi realizado pela rede de pesquisa HIV Prevention Trials Network (HPTN), da qual o laboratório da Fiocruz é integrante desde 1999. O financiamento foi do National Institute of Allergy and Infectious Diseases/National Institutes of Health (NIAID/NIH) dos Estados Unidos.

As pessoas que participaram da pesquisa são homens gays, homens que fazem sexo com homens e mulheres travestis e trans que fazem sexo com homens, sendo dois terços com menos de 30 anos e 12% mulheres trans e travestis. O estudo foi planejado para ter maior foco em populações vulneráveis que estavam pouco representadas em estudos anteriores, como jovens, negros, travestis e mulheres trans. Os voluntários e voluntárias foram acompanhados em 43 centros de pesquisa da África do Sul, Argentina, Brasil, Estados Unidos, Peru, Tailândia e Vietnã. O INI/Fiocruz teve o maior número de participantes, com 240.

 

CEDAE é notificada e riobonitenses não ficarão sem água

A CEDAE pretendia interromper  temporariamente, na terça-feira (14), o fornecimento de água no município de Rio Bonito para obras de manutenção. O serviço foi suspenso já que no inquérito civil 88/2020 da 2ª Promotoria de Justiça, no período de pandemia, a empresa não pode interromper o fornecimento de água, à menos que garanta o abastecimento com a ajuda de caminhões pipa. Por esse motivo, a Secretaria de Meio Ambiente notificou a CEDAE, através do Auto de Constatação.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Guilber Amaral, a CEDAE não informou a Prefeitura de que seria feita a interrupção.

“Ficamos sabendo através das redes sociais. Em momento nenhum, nas reuniões da Comissão de Saneamento, em que o coordenador da CEDAE de Rio Bonito faz parte, foi informado sobre essa interrupção”, disse Guilber.

TSE: Fiocruz e dois hospitais devem criar protocolos de segurança para eleições

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou nesta segunda-feira (13) um acordo para que a Fundação Oswald Cruz (Fiocruz) e os hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein participem na elaboração de um protocolo de segurança para a realização das eleições municipais de novembro, tendo em vista a pandemia de covid-19.

As instituições devem avaliar todos os riscos de contágio e à saúde pública durante a votação, e desenvolver em seguida os protocolos sanitários e ambientais para a realização da votação no cenário da pandemia.

Segundo o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, não haverá custo aos cofres públicos pelo serviço, que será uma ajuda “patriótica”, prestada “graciosamente”, conforme escreveu ele em ofício dirigido às instituições.

Em virtude da pandemia, o Congresso promulgou há duas semanas uma emenda à Constituição que adiou o primeiro turno das eleições municipais de 04 de outubro para 15 de novembro. O segundo turno foi alterado de 25 de outubro para 29 de novembro.