Número de homicídios cresce na Região dos Lagos

Os moradores da Região dos Lagos estão assustados com o aumento do número de homicídios na área. Isso porque, em um mês, do dia 19 de agosto até o dia 19 de setembro, 25 mortes foram registradas. Em Cabo Frio, por exemplo, 14 pessoas foram mortas neste período de tempo. Entre eles, um policial militar que separou uma briga e foi morto na Praça de São Cristóvão, além de um jovem motorista de aplicativo que foi encontrado morto em Guriri.

Em Araruama, o vereador Ciraldo Fernandes da Silva foi assassinado também durante o período. Já em Arraial e em Búzios, ossadas foram achadas em estágio de decomposição. Mortes também marcaram o período nestas regiões e em Cabo Frio também.

Para o Gestor de Segurança, José Maria Cadimo, os índices de crime estão maiores e os “crimes mais comuns estão sendo banalizados, aprimorando os mais sofisticados, sem que haja punição eficaz para esta crescente delinquência”. Esse índice contraria a campanha feita pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, que afirma que “o número de homicídios dolosos é o menor em quase 30 anos”.

Ainda segundo José Maria, as políticas públicas estão sendo incapazes de combater a violência. “Os investimentos realizados no setor de combate à criminalidade são aplicados de forma inadequada e não conseguem baixar as estatísticas alarmantes.”

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), na área do 25º Batalhão de Polícia Militar, o número de homicídios dolosos em 2019, de janeiro a julho, caiu 25,5% em relação ao mesmo período de 2018. Já o número de mortes por intervenção de agentes do Estado, quando há confrontos armados, aumentou 33%.

Para Cadimo, é necessária a ação do poder municipal “principalmente no que tange à prevenção da violência primária, já que esse tipo envolve ações focadas em fatores sociais, econômicos, psicológicos e ambientais”.

Ele ainda completa: “Reconhecemos o trabalho da polícia, no entanto, sem os investimentos necessários há décadas, o aumento do número de ocorrências foi inevitável, absorvendo praticamente todo o efetivo das Polícias Civil e Militar para o atendimento às vítimas, comprometendo todo o trabalho preventivo que deveria ter sido realizado.”

As ações da polícia que apreenderam drogas e armas na região tem também inibido a venda dessas substâncias. “A vulnerabilidade por deficiência no controle e fiscalização pelos órgãos competentes, durante vários anos, vem motivando o ingresso e comercialização de drogas, que consequentemente, são o motivo de disputa e crimes violentos”. Segundo a Polícia Civil, todos os crimes denunciados estão sendo investigados.

Fonte: O São Gonçalo 

Policiais de Maricá apreendem R$ 3 mil em drogas

Policiais Militares do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) da 6ª Companhia de Maricá apreenderam na tarde desta sexta-feira, 20, uma carga de drogas avaliada em R$3000, na Comunidade do ‘Cantinho’, Região Central de Maricá. O caso aconteceu por volta de 12h30. De acordo com um levantamento feito pelo LSM, após receberem denúncias de que marginais estariam instalado uma ‘boca de fumo’ na Comunidade, os Policiais foram até a localidade para averiguar.

Chegando no local, os militares avistaram três elementos em atitude suspeita, que fugiram com a aproximação da viatura. Os Policiais realizaram uma varredura no local e encontraram uma carga de drogas, contendo 116 pinos de cocaína de R$10, 88 pinos de cocaína de R$5 e 56 trouxinhas de maconha de R$10.

As drogas foram apreendidas e levadas para a Delegacia de Maricá (82ªDP).

Fonte: Portal LSM

Idoso morre eletrocutado em Maricá

Um homem de 62 anos acabou morrendo eletrocutado na tarde da última quarta-feira (18) em Maricá. O caso aconteceu por volta das 16h em Itaipuaçu, na Rua Professor Cardoso de Menezes. A vítima foi identificada como José Wilson Pereira Duarte.

Segundo informações, o idoso teria subido em um poste da rede elétrica para mexer em fios soltos, quando acabou sendo atingido por uma descarga elétrica em decorrência de um curto circuito, e acabou morrendo no local.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) do Barreto, em Niterói.

 

 

Guarda Municipal de Saquarema promove campanha de conscientização no trânsito

A Guarda Civil Municipal de Saquarema realizou um ato de conscientização nessa última quinta-feira (19) em comemoração à Semana Nacional do Trânsito. Os guardas organizaram uma blitz para distribuir folhetos informativos, contendo dicas para preservar a segurança e bem-estar no trânsito.

Um levantamento feito pela Seguradora Líder, que administra o DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) no Brasil, relata que em nove estados brasileiros, o trânsito provocou, em 2018, mais mortes do que crimes como homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte.

Desta forma, o objetivo principal da Semana Nacional do Trânsito é o desenvolvimento da conscientização social sobre os cuidados básicos que todo o motorista e pedestre deve ter no trânsito. Nesse sentido, ensinar atitudes de respeito, precaução e responsabilidade é essencial para a mudança do quadro alarmante de acidentes de trânsito. A Prefeitura de Saquarema, por meio da Guarda Civil Municipal, irá realizar palestras na Rede Municipal de Ensino pelo resto do mês de setembro.

DER-RJ dá início a obras de revitalização na RJ-104

O DER-RJ deu início às obras de pavimentação da RJ-104 iniciaram nesta sexta-feira (20), do Km 7 ao Km 11 (sentido Niterói), do entroncamento com a RJ-106, em Tribobó, até Alcântara. Nesta primeira fase são 4 km de intervenções de recuperação do pavimento asfáltico, com interdição de uma faixa para a execução do serviço, durante dez dias. A previsão é as obras durem, ao todo, um ano.

A revitalização da rodovia contempla serviços de pavimentação, drenagem, terraplenagem e obras especiais em viaduto, entre o Viaduto de Maria Paula, em Niterói, e a Rodovia Niterói-Manilha (BR-101), e tem prazo para a conclusão no final de agosto de 2020. As intervenções são realizadas sempre em horário comercial, de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

“Essa obra vai gerar desenvolvimento, geração de emprego e renda, além de dar mais segurança, agilidade e conforto aos usuários. A missão do departamento é assegurar a conservação e segurança nas rodovias”, disse o presidente do DER-RJ, Uruan Cintra de Andrade.