Academia Brasileira de Letras inclui ‘feminicídio’, ‘sororidade’ e ‘home office’ em vocabulário atualizado da língua portuguesa

A Academia Brasileira de Letras (ABL) lançou, nesta semana, a sexta edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp), que não era atualizado desde 2009. Foram incluídas mil entradas novas, levando o total de entradas no Volp a 382 mil. É possível consultar a grafia delas on-line.

A ABL acrescentou palavras como “feminicídio”, “sororidade”, “negacionismo” e “pós-verdade”, além de “crossfit”, “pós-verdade” e outras relacionadas à pandemia de Covid-19, como “home office”, “lockdown” e o próprio nome da doença, grafado com letra minúscula (“covid-19”) pela Academia.

Veja, abaixo, alguns exemplos e seus significados, segundo a ABL:

home office: no Brasil, significa trabalhar de casa, mas, no inglês, a expressão equivalente seria “work from home”. Literalmente, em inglês, “home office” significa “escritório de casa”. (A ABL não traz uma definição para o termo).

Infodemia: volume excessivo de informações, muitas delas imprecisas ou falsas (desinformação), sobre determinado assunto (como a pandemia, por exemplo), que se multiplicam e se propagam de forma rápida e incontrolável, o que dificulta o acesso a orientações e fontes confiáveis, causando confusão, desorientação e inúmeros prejuízos à vida das pessoas.

Feminicídio: delito de homicídio praticado contra mulher decorrente de violência doméstica ou familiar e/ou por motivo de menosprezo ou discriminação de gênero.

Necropolítica: uso do poder político e social, especialmente por parte do Estado, de forma a determinar, por meio de ações ou omissões (gerando condições de risco para alguns grupos ou setores da sociedade, em contextos de desigualdade, em zonas de exclusão e violência, em condições de vida precárias, por exemplo), quem pode permanecer vivo ou deve morrer. O termo foi cunhado pelo filósofo, teórico político e historiador camaronês Achille Mbembe, em 2003.

Pós-verdade: Informação ou asserção que distorce deliberadamente a verdade, ou algo real, caracterizada pelo forte apelo à emoção, e que, tomando como base crenças difundidas em detrimento de fatos apurados, tende a ser aceita como verdadeira, influenciando a opinião pública e comportamentos sociais. Também pode ser um contexto em que asserções, informações ou notícias verossímeis, caracterizadas pelo forte apelo à emoção e baseadas em crenças pessoais, ganham destaque, sobretudo social e político, como se fossem fatos comprovados ou a verdade objetiva.

Sororidade: sentimento de irmandade, empatia, solidariedade e união entre as mulheres, por compartilharem uma identidade de gênero; conduta ou atitude que reflete este sentimento, especialmente em oposição a todas as formas de exclusão, opressão e violência contra as mulheres.

 

 

Fonte: G1