Acusado de ataque ao Porta dos Fundos chega ao Brasil em duas semanas

O empresário acusado de arremessar coquetéis molotov em direção ao prédio da produtora Porta dos Fundos, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, deve chegar ao Brasil em até duas semanas. A informação foi confirmada pelo advogado de defesa de Eduardo Fauzi, Diego Rossi.

O caso aconteceu em dezembro de 2019. Fauzi foi para Rússia dias após o crime e foi incluído na lista dos foragidos do país. Nesta quarta-feira (12), a Justiça da Rússia autorizou a extradição do empresário.

A Polícia Federal deu início ao processo de extradição de Fauzi em setembro de 2020, quando ele foi preso pela Interpol em um aeroporto da Rússia.

A defesa de Eduardo Fauzi espera que o Tribunal Regional Federal da Segunda Região retire a classificação do crime de terrorismo para que o acusado responda apenas pelo crime de dano. Dessa forma, o processo seria devolvido à Justiça Estadual.

 

Crédito: Band News