Após derrubada do Decreto que instituía a intervenção no Darcy Vargas, confusão na unidade acaba na Delegacia

No início da tarde desta quarta-feira (6), 24h após a Câmara de Vereadores de Rio Bonito derrubar o Decreto Municipal que instituía a intervenção no Hospital Regional Darcy Vargas, integrantes da nova diretoria, eleita em março, teriam tentado entrar nas dependências da unidade de posse do Decreto Legislativo, que já foi publicado no site da Câmara.

Houve um princípio de confusão pois os mesmos não teriam tido a entrada autorizada, segundo informações. O caso acabou na 119ª Delegacia de Polícia de Rio Bonito, onde foi feito um Registro de Ocorrência, por policiais militares que foram chamados na unidade de saúde, por ameaça e desobediência.

Sobre o caso, a Prefeitura de Rio Bonito enviou a seguinte nota:

Nota da Prefeitura 

A Prefeitura Municipal de Rio Bonito, face ao princípio da legalidade e transparência da administração pública, vem a público informar que, diante da notificação da aprovação pela Câmara dos Vereadores do Decreto Legislativo 01/2022 ocorrida nesta data, submeteu a notificação bem como o conteúdo do referido decreto ao corpo jurídico desta Prefeitura, buscando verificar a aplicabilidade e constitucionalidade do ato, com o objetivo de fazer cumprir seus atos pautados pela legalidade. Reafirma ainda o seu compromisso com a gestão séria e com o povo Riobonitense.

A Comissão Interventora também enviou uma nota.

Nota oficial da Comissão Interventora

“O Hospital Regional Darcy Vargas (HRDV) informa, que diversos pacientes e colaboradores foram submetidos a um tumulto lamentável, causado por um grupo de pessoas, que adentraram as dependências da unidade com o intuito de destituir a Comissão de Intervenção.

O grupo tentou invadir o setor administrativo, sob posse de uma documentação, que não se sobrepõe à liminar emitida pela Justiça, que garante a legitimidade do processo de intervenção no HRDV.

Devido ao tumulto gerado, integrantes do grupo e alguns membros da comissão interventora do HRDV se encaminharam até à delegacia da cidade, onde foi constatada a permanência da intervenção tendo em vista a liminar apresentada na DP.

Além de causar transtorno aos pacientes da nossa unidade, tal tumulto impossibilitou a inauguração dos nossos novos consultórios, que estava previsto para a manhã desta quarta-feira (6). A unidade já retornou ao seu pleno funcionamento.”

O Jornal também fez contato com o novo presidente eleito pelos sócios, Rosaldo Machado, e aguarda retorno.

 

 

 

Lívia Louzada