Banco de Perucas do Centro Oncológico do HRDV recebe mexas de cabelos naturais e toucas

Diversas doações de mexas de cabelos naturais têm chegado ao Banco de Perucas do Centro Oncológico do Hospital Regional Darcy Vargas (HRDV) nas últimas semanas. O projeto solidário foi iniciado em meados de 2019 e arrecada todo tipo de acessório, que possa ajudar os pacientes durante o tratamento oncológico. Para realizar uma doação, basta ir ao Setor de Oncologia da nossa unidade, de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Além das mexas naturais, são aceitas doações de toucas, echarpes, lenços, prótese mamária feitas em crochê, dentre outros acessórios. O cabelo recebido pelo projeto é enviado ao grupo ‘Unidas pela Vida’, que efetua a confecção das perucas em parceria com salões de beleza. De acordo com Viviane Fonseca, psicóloga do Setor Oncológico e idealizadora do projeto, todo tipo de cabelo é muito bem-vindo.

“Qualquer tipo de cabelo, com química ou sem é aceito. A partir de 10 cm a gente já consegue enviar para confeccionar as perucas. Nós enviamos uma quantidade determinada de cabelo e depois recebemos as perucas. As pacientes vêm aqui e têm acesso a todas as perucas para que elas possam escolher, experimentar e levar para casa a de sua preferência”, explicou a psicóloga.

A peruca fica com a paciente pelo tempo que ela precisar. Por se tratar de um cabelo natural, a paciente pode pintar, escovar, dentre outro procedimentos estéticos, conforme explica a psicóloga. “Quando o cabelo da paciente cresce novamente, a gente pede que ela devolva a peruca para passarmos a outro paciente. Os outros acessórios não são necessários devolver, mas a maioria das pacientes traz de volta porque sabe que vai ajudar”, contou Viviane.

“O tratamento oncológico mexe, principalmente, com as mulheres na questão estética e isso interfere diretamente na autoestima. O fato de as pacientes chegarem aqui, encontrarem um cabelo muitas vezes semelhante ao que elas perderam, se olhar novamente com aquele cabelo, se reconhecer, poder fazer de novo um penteado… Isso traz uma felicidade muito grande e favorece para que elas melhorem”, finalizou a psicóloga.

 

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Hospital Regional Darcy Vargas