Inflação faz combustível subir e chega a R$ 8,79 em Fernando de Noronha

A disparada no preço dos combustíveis está assustando os brasileiros. No arquipélago de Fernando de Noronha, este já é o décimo primeiro reajuste de preço deste ano, e o litro de combustível passou de R$ 8,59 para R$ 8,79. A culpa desse aumento todo é da inflação calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, que ficou em 0,87% em agosto, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Puxada pelo aumento do preço da gasolina, esta foi a maior taxa para um mês de agosto desde 2000, embora levemente abaixo dos 0,96% registrados em julho. Desde março, o indicador acumulado em 12 meses tem ficado cada vez mais acima do teto da meta estabelecida pelo governo para a inflação deste ano, que é de 5,25%.

O IBGE destacou que, em agosto, o indicador acumulado em 12 meses ficou acima de 10% em 8 das 16 regiões pesquisadas.

 

Fernando de Noronha

Segundo a direção do único posto da ilha, o aumento é referente aos reajustes aplicados pela Petrobras. Também foi levada em conta a variação de imposto cobrado pelo governo do estado, a chamada pauta fiscal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

“Tivemos que repassar os aumentos da gasolina, tanto da pauta fiscal quanto da Petrobras. Não houve reajuste no diesel, porque a pauta fiscal teve um aumento de apenas um centavo e a Petrobras não alterou o valor nas últimas semanas”, informou o diretor do posto, Rafael Coelho. O valor do litro do óleo diesel segue sendo comercializado por R$ 6,99.

Os clientes da ilha não gostaram do novo preço da gasolina. “Muito alto o valor da gasolina. É complicado com esse preço. Eu não esperava por esse aumento”, falou a empresária Marta Granville.

 

 

Fonte: G1