Investigado por tráfico de mulheres e exploração sexual, grupo fez cerca de 200 vítimas

O Grupo

Seis pessoas foram presas, quatro no Brasil em Foz do Iguaçu (PR), São Paulo (SP), Goiânia (GO) e Rondonópolis (MT), uma em Portugal e outra na Espanha.

O grupo investigado por tráfico internacional de mulheres e exploração sexual fez cerca de 200 vítimas, informou a Polícia Federal na delegacia de Sorocaba (SP), responsável pela operação “Harem BR”. Entre as vítimas estão menores de idade.

A prisão na capital paulista é do investigado apontado como o principal alvo do esquema criminoso. O homem foi encontrado em uma casa no Bairro Granja Julieta. Na residência de luxo, policiais apreenderam documentos e mídias para investigar se há mais envolvidos.

Uma mulher foi presa na Espanha. Ela é apontada como “a despachante” do grupo, responsável por facilitar e falsificar a documentação para enviar as vítimas a outros países.

Justiça

Ao todo, a 1ª Vara da Justiça Federal em Sorocaba expediu nove mandados de busca e apreensão e oito de prisão preventiva. Cinco alvos de mandados de prisão foram incluídos na lista da Interpol por estarem em outros países, como Paraguai, Estados Unidos, Espanha, Portugal e Austrália.