Itaboraí: Retomada do ensino presencial será feita em cinco fases

A retomada do ensino presencial em Itaboraí será feita de forma gradual, em cinco fases, respeitando as determinações das autoridades sanitárias. Em todas as fases, as instituições devem funcionar com 50% de sua capacidade e os responsáveis pelos alunos deverão registrar seu interesse através de compromisso com a respectiva Unidade Escolar.

A definição ocorreu na manhã de quarta-feira (24), em reunião no auditório da Escola Municipal Guilherme de Miranda Saraiva, no bairro Ampliação. O planejamento da secretaria de Educação prevê que, na primeira semana de março, os trabalhadores da rede passem por uma capacitação, junto à Secretaria Municipal de Saúde e com a Vigilância Sanitária. O objetivo do treinamento é promover conhecimento sobre as mudanças causadas pela pandemia da Covid-19, principalmente no âmbito educacional. Essa qualificação se estenderá por todo o mês.

O secretário municipal de Educação, Mauricílio Rodrigues de Souza, se reuniu com a Comissão Municipal de Gerenciados Educacional da pandemia da Covid-19 e com representantes da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) para compartilhar as estratégias do plano de retomada do ensino presencial. Segundo o chefe da Secretaria, é necessário retornar o ensino presencial, porém é preciso tomar algumas atitudes para manter a segurança dos alunos e profissionais.

“O objetivo da reunião foi compartilhar ideias, buscar soluções e definir o melhor para os nossos alunos, para que eles possam ficar protegidos dentro do ambiente escolar. Precisamos retomar as atividades presenciais, mas devemos manter todos em segurança”, disse o secretário.

Vale destacar ainda que o início das atividades por parte das instituições de ensino da rede privada é de cunho facultativo e para as instituições de ensino da rede pública municipal de cunho normativo.

Previsão de retomada

1ª fase: direcionada às instituições de ensino da rede privada, em todo o segmento da Educação Básica, a partir de 3 de março;

2ª fase: liberação de atividades presenciais nas instituições de ensino da rede pública para turmas de Educação Infantil e Educação Especial, a partir de 5 de abril;

3º fase: retorno das atividades na rede pública de ensino para turmas de Ensino Fundamental 1, a partir de 19 de abril;

4ª fase: retorno dos estudantes da rede pública de Ensino Fundamental 2 e EJA, a partir de 3 de maio;

5ª fase: liberação para instituições de ensino médio e superior, a partir de 17 de maio.

Monitoramento

Durante todo esse período, os números de notificações de casos de Covid-19 no município serão observados pelos setores responsáveis da Secretaria Municipal de Saúde, para medir os resultados e definir se as fases serão mantidas ou não, podendo haver suspensão das atividades dependendo do estágio de propagação do vírus na cidade.