Lutador Anderson Silva, de 46 anos, planeja se aposentar do boxe em 2024

Um dos maiores nomes da história do MMA e atualmente no boxe, Anderson Silva, 46, tem como objetivo se aposentar até 2024, antes de chegar aos 50 anos. A poucos dias de enfrentar Tito Ortiz, o combate está marcado para sábado com transmissão ao vivo e na íntegra no Combate, e na TV Globo, após o Altas Horas, ele comentou, em entrevista ao site TMZ, sobre o futuro da carreira:

– Meu objetivo é que minha última luta seja aos 49 anos. Provavelmente aos 49 estarei acabado. Esse é o meu objetivo. Lutar por mais três anos e pronto. 49, esse é o número. Talvez eu possa lutar mais, mas agora meu objetivo é quando eu completar 49 anos eu parar de lutar – disse.

O duelo do sábado é contra Tito Ortiz, outra estrela do MMA. As principais casas de aposta colocam o brasileiro como franco favorito, com alguns pagando até US$ 6,50 para cada US$ 1 no lutador dos EUA.

O evento terá também a luta entre Evander Holyfield e Vitor Belfort. Um dos primeiros astros do MMA brasileiro, Vitor Belfort terá pela frente um desafio para a carreira. Nas artes marciais mistas, são 41 lutas, com 26 vitórias, 14 derrotas e 1 “no contest”. Campeão dos meio-pesados do UFC, em 2004, Vitor tenta retorno ao boxe profissional, após vitória em 2006. O adversário inicial seria o astro do boxe Oscar de la Hoya, mas ele testou positivo para Covid-19 e foi hospitalizado na semana passada.

Agora, o rival é o americano Evander Holyfield, de 59 anos. O ex-campeão dos pesos pesados do boxe não pisa em um ringue profissionalmente desde 2011, quando derrotou o dinamarquês Brian Nielsen. Já para Belfort o combate marcará sua segunda vez na modalidade. Em 2006 ele derrotou Josemario Neves por nocaute técnico no primeiro round. A última luta do brasileiro no MMA foi em 2018, quando foi nocauteado por Lyoto Machida, no UFC 224.

Crédito: ge.globo.com