Mesmo sendo proibido, turistas aglomeram em Cabo Frio

Mesmo sendo proibido, turistas e banhistas se aglomeraram em embarcações na Boca da Barra, próximo à Ilha do Japonês, em Cabo Frio.

O decreto de 15 de março deste ano, proíbe o funcionamento de boates, casas de festas e espaços de dança em bares e restaurantes, além dos serviços e atividades de transporte de passageiros em embarcações, com finalidade turística.

Nos vídeos que circulam pelas redes sociais é possível ver as pessoas em diversos barcos e sem máscaras de proteção facial. Os registros foram feitos no sábado (17).

A reportagem enviou as imagens para a infectologista, Tânia Vegara, da Sociedade Brasileira de Infectologia, que disse ser inacreditável mesmo com a quantidade de jovens adoecendo de forma grave.

“É incrível que com essa quantidade de óbitos diariamente no país, na nossa cidade, no nosso estado, com inúmeros jovens adoecendo de forma grave, que as pessoas não consigam entender que não vão conseguir enfrentar o vírus com essa gravidade”.

“As pessoas que tão se comportando desta forma, elas estão sendo extremamente desrespeitosas, não só com elas, mas com todas as pessoas, toda a população, todos que estão adoecendo, todas as famílias que estão perdendo seus entes queridos e todos os profissionais de saúde e trabalhadores essenciais que estão dando a sua alma, o seu sangue pra socorrer. É muito desrespeito,” completou a infectologista.