Neymar fica no PSG até 2025

Neymar renovou contrato por mais quatro anos.

A renovação é vista de maneira quase indiferente na França

O jogador que foi comprado pelo preço mais alto da história do futebol, 222 milhões de euros, cerca de R$ 1,4 bilhão, em 2017, se tornou decepcionante.

Conquistou dez títulos, mas apenas nacionais, no futebol francês, considerado de nível inferior, comparado às ligas inglesa, italiana, alemã e espanhola.

O jogador brasileiro foi para o PSG para se assumir como protagonista, se transformar no melhor do mundo, e conquistar a inédita Champions League.

Fracassou nos seus principais objetivos.

E conseguiu acabar com a aura, com o orgulho dos torcedores do PSG reservavam a ele.

Farras desrespeitosas, expulsões infantis, chiliques com árbitros, provocações a adversários, simulações. Ele foi rompendo sua imagem de ídolo.

Não há nem comparação na admiração que ele despertava em 2017 e a que tem agora, apesar de seguir como um dos melhores jogadores do mundo.

Ele mesmo sabe que destroçou sua popularidade na França. Com sua absurda vontade de voltar para o Barcelona, desrespeitando o compromisso com o PSG, que o recebeu como um enviado dos céus. Chegou, de acordo com a imprensa espanhola, a oferecer 20 milhões de euros, cerca de R$ 127 milhões, para complementar seu pagamento e voltar à Catalunha, em 2019.

Não, por acaso, torcedores organizados do PSG colocaram faixas no Parque dos Príncipes ofendendo, mandando Neymar embora.

Fonte: esportes.r7