Olimpíadas e Paralimpíadas 2020 não terá público

O governo japonês e os organizadores dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Tóquio-2020, anunciaram, nesta quinta-feira (8), que a competição não contará com a presença de público. A decisão aconteceu depois do decreto de um novo estado de emergência na capital japonesa, para conter o aumento de casos da covid na região. A medida entrará em vigor na próxima segunda-feira (12), e vai até 22 de agosto, coincidindo com as datas das competições olímpicas.

A decisão de fechar os portões ao público também se estende para cidades da Grande Tóquio (Kanagawa, Chiba e Saitama). Em arenas fora da região metropolitana, como Fukushima, Miyagi e Shizuoka, que não estarão sob estado de emergência, será mantida a restrição de público a 50% da capacidade dos estádios, com o limite de 10 mil torcedores residentes no Japão. Estrangeiros foram barrados desde março por causa da pandemia do coronavírus.

Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional, chegou a Tóquio nesta quinta-feira. Após a decisão sobre o estado de emergência, o dirigente, em quarentena em seu hotel por conta dos protocolos de segurança, se reuniu virtualmente para definir as medidas que serão tomadas para o evento. Em coletiva de imprensa após a reunião, Seiko Hashimoto, chefe do Comitê Organizador, pediu desculpas a quem comprou ingressos.

– Peço desculpas a todos que haviam comprado ingressos e que estavam ansiosos para ver as competições. Mas espero que todos compreendam, estamos a duas semanas da cerimônia de abertura. Vamos continuar nos esforçando para garantir a segurança de todos e para entregar os Jogos com sucesso – afirmou.

Em caso de diminuição dos casos em Tóquio, os organizadores poderão rever as restrições. Ainda há a possibilidade de os Jogos Paralímpicos, que terão início no dia 24 de agosto, serem abertos a um pequeno número de torcedores. A decisão será tomada no dia 16 de julho.

 

Crédito: ge.globo.com