‘outro patamar’ do Flamengo citado por Vanderlei, ameaça bom relacionamento com torcida

Além dos 17 jogos sem vencer o Flamengo, o que irrita a torcida do Vasco desde a noite de quinta-feira é a declaração do técnico Vanderlei Luxemburgo dada depois da derrota por 2 a 0 no clássico.

O treinador afirmou que “o jogo do Flamengo você descarta, claro que você quer ganhar pela rivalidade, por tudo que envolve um clássico entre Flamengo e Vasco, mas o Flamengo está brigando por outro patamar”.

A reação dos torcedores foi imediata e deixa em xeque o conhecido clima amistoso entre o treinador e os vascaínos, que costumam dizer que Luxemburgo é o único rubro-negro que eles gostam.

“Clássico é clássico. Aposto que no vestiário ele não falou ‘se perdermos, tá de boa’, assim como aposto que ele diria ‘no futebol é 11 contra 11, não se ganha nem perde de véspera’, caso tivéssemos vencido”, escreveu um torcedor no Twitter.

“Gosto do trabalho dele, mas não tem que entrar com esse pensamento. A obrigação é pelo menos lutar em campo, não entrar para empatar ou perder. Um time apático e omisso desse não consegue ganhar nem do Íbis”, afirmou outro.

“Nao acho que o Luxa mentiu. A realidade é absurda. O Vasco tira o Benítez (que é um jogador nota 5 no Brasil, mas nota 9 no Vasco) e coloca o Catatau (que é horível). Eles trocam o ‘Gabisemgol’ e entra o Pedro. É colocar uma Ferrari para fazer um pega com um Fiat 147. Não dá”, defendeu o torcedor.

Vanderlei Luxemburgo tem contrato com o Vasco somente até o fim do Campeonato Brasileiro. Faltam quatro rodadas para o término da competição e o time está a dois pontos da zona de rebaixamento.

Nova coletiva serve para apagar incêndio

Nesta sexta-feira, Luxemburgo voltou a dar entrevista coletiva, por problemas técnicos na entrevista de quinta-feira, e aproveitou para se corrigir, depois da repercussão da declaração do treinador.

– A grandeza do Vasco é igual a do Flamengo. Nesse jogo a rivalidade está presente e já há uma motivação por si só. Quis dizer que eles estão disputando título e nos brigando embaixo. É algo momentâneo. A grandeza e tradição do Vasco ninguém vai tirar – afirmou.

O treinador destacou que o momento é de cuidar do lado psicológico dos jogadores.

– Temos a Maíra (Ruas, psicóloga do Vasco), que conversa muito com os jogadores. Eu também sou experiente para tratar disso, já conversamos com os jogadores logo depois da partida, a derrota para o Flamengo já é passado.

Antes de encerrar a coletiva, Vanderlei Luxemburgo destacou seu desejo de fazer um trabalho a longo prazo no Cruz-maltino:

– Estamos trabalhando muito, todos os dias, e os jogadores sabem que nossa competição é outra. Não vou mentir para o torcedor e se ele entendeu mal isso aí, do patamar, esquece, é claro que a grandeza dos clubes é a mesma, só que os momeentos são diferentes, não posso dizer outra coisa. Ano que vem quero estar aqui disputando título, disputando a Libertadores. Vamos manter o Vasco na Primeira Divisão e depois temos de fazer um planejamento para levar o Vasco a esse patamar.

 

Fonte: extra.com