Pacientes acamados são vacinados em Itaboraí

Seguindo o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Itaboraí iniciou nesta segunda-feira (08/02), a vacinação das pessoas acima de 18 anos restritas ao leito (acamadas) residentes na cidade. Serão 350 doses aplicadas nas próprias residências pelas equipes da Estratégia da Saúde da Família até a próxima sexta-feira (12/02).

Desde a semana passada, as equipes da Estratégia de Saúde da Família estão entrando em contato com os familiares dos pacientes acamados informando sobre o início da imunização. Não é necessário o deslocamento já que todos os acamados são cadastrados, e caso haja algum contratempo impedindo a vacinação nessa semana programada, os agentes comunitários de saúde agendarão para a semana seguinte.

 

O trabalho dos agentes de saúde da família é fundamental nessa fase da vacinação para evitar aglomerações ou deslocamentos desnecessários. São eles que conduzem a equipe de vacinação – um supervisor e um técnico de enfermagem – até as residências. Como já são conhecidos das famílias, são prontamente atendidos pelos familiares, respondem todas as dúvidas sobre a campanha de vacinação e, ainda, informam quando será a próxima visita para aplicar a 2º dose da vacina.

“Os agentes comunitários de Saúde da Família são essenciais para nosso trabalho. Graças a eles, conseguimos agilizar o processo de vacinação. Por mais que a gente tenha o cadastro com os endereços, são eles que sabem exatamente a localização, melhor horário para ir e até a melhor rota para imunizarmos o maior grupo possível de acamados”, contou o enfermeiro e supervisor regional, Fernando Lemes dos Santos, responsável pelo registro e identificação dos pacientes visitados.

Um dos primeiros a ser vacinado foi o senhor Luiz Felipe da Silva, de 84 anos, morador de Planalto Marambaia, acamado devido sequelas do Alzheimer. Os agentes comunitários de saúde e equipe da SMS foram recebidos com muita alegria na entrada da casa pela sua esposa, Dona Inácia Maria Felipe da Silva.

“Graças a Deus, vocês chegaram! Estávamos rezando por esse momento. Depois de tudo que passamos no último ano, com tantas notícias de mortes dessa doença, é uma felicidade acompanhar vocês trabalhando. Que vocês continuem trabalhando muito. E, que chegue logo a minha vez!”, disse Dona Inácia, de 80 anos, emocionada.

O pedido de Dona Inácia logo será atendido. Na próxima semana, será a vez dos idosos acima de 90 anos a serem vacinados, e depois serão os idosos de 85 a 89 anos, em seguida os de 80 até 84 anos – faixa etária de Dona Inácia. O cronograma vai depender da disponibilidade das doses que são enviadas pelo governo do Estado.

Apenas o grupo prioritário dos acamados serão vacinados em suas residências. A secretaria informa que os familiares dos pacientes que não são cadastrados pela Estratégia de Saúde da Família do município devem se dirigir à unidade de saúde mais próxima para solicitar que uma equipe se dirija a residência para realizar a vacinação do acamado.