Prefeitura de Maricá terá nova plataforma virtual para facilitar emissão de notas fiscais no comércio

A Prefeitura de Maricá, por meio do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (COMDECO), promoveu nesta quarta-feira (08/12) uma reunião para apresentar a nova plataforma virtual que cria a “Nota Maricá”, facilitando a emissão de notas fiscais no comércio da cidade. O conselho é formado por empresários, membros da sociedade civil, do legislativo e do governo municipal. A reunião aconteceu no auditório da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, no Centro.

A plataforma será implementada gradativamente durante o mês de dezembro, com testes a partir da próxima semana e será acompanhada de cursos de capacitação presenciais e on-line. Será aplicado um treinamento necessário aos interessados para que possa se familiarizar com o sistema. As capacitações vão ocorrer a partir do dia 13 de dezembro em horários que serão ajustados de acordo com as necessidades e a agenda dos interessados.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Igor Sardinha, afirmou que a nova plataforma vem para somar as inúmeras ações planejadas pelo governo para o próximo ano a fim de facilitar e desburocratizar a vida dos empresários locais. “Essas iniciativas são importantes e fazem parte de uma série de ações que estamos construindo para facilitar a vida dos comerciantes que querem cumprir corretamente com seus impostos e assim contribuir para o crescimento do município”, afirmou.

O subsecretário de Tecnologia da Informação da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Fazenda, Vitor Silveira, explicou como funcionará o procedimento.

“A Nota Maricá, como será chamada, terá várias facilidades para que os comerciantes do município consigam emitir notas fiscais com mais facilidade e velocidade, melhorando assim a vida do comerciante e aumentando a arrecadação do município”, disse.

Todos os comerciantes cadastrados pelo COMDECO receberão um e-mail com o qual terão mais informações sobre o Nota Maricá e também poderão se inscrever nos cursos de capacitação para utilizar a ferramenta. Devido às medidas sanitárias decorrentes à Covid-19, as turmas presenciais serão delimitadas a no máximo 20 pessoas.

Fotos: Evelen Gouvea