Restos mortais são encontrados enterrados no quintal, em Itaboraí

Os restos mortais que podem ser de uma mulher e seus dois filhos foram encontrados, na tarde desta quarta-feira (6), enterrados no quintal da casa de um ex-policial militar, em Visconde, Itaboraí. Apesar de não haver registro de ocorrência em relação ao desaparecimento da família, o crime aconteceu em 2017.

O corpos das vítimas, a mãe de 59 anos, e os dois filhos de 38 e 35, foram encontrados pelo filho do ex policial militar, que se suicidou no último dia 23 de dezembro.

“Após a morte do pai, o filho foi até a casa limpar e encontrou uma carta. Nessa carta, o policial contava que os corpos estavam enterrados lá. Dizia também que tomou a decisão de enterrar os corpos, após encontrar o trio já executado. Ele alegou também que se matou por não conseguir conviver com essa história”, contou um policial que investiga o caso.

Segundo o ex-policial contou na carta, ele chegou em casa e encontrou o trio já sem vida e com sacos na cabeça. Por não saber o que a polícia pensaria do assunto, ele preferiu enterrar os corpos em seu quintal.

A história digna de filme de terror deixa a polícia com diversos questionamentos, dentre eles o porque da família ter desaparecido e nenhum parente ter procurado a polícia para registrar os sumiços.

Embora esteja morto, o ex policial é o principal suspeito da morte dos três.

Encontro 

Com a carta em mãos, o filho do ex- policial procurou a 71° DP (Itaboraí), que acionaram bombeiros e agentes da Divisão de Homicídios de Niterói,  Itaboraí e São Gonçalo.

“Após os bombeiros localizarem os ossos enterrados e cobertos com cimento, a equipe da DH foi ao local realizar perícia”, contou o delegado que investiga o caso.

Ele acrescentou que parentes das vítimas estão sendo procurados para prestarem depoimento e que os corpos vão passar por exame de DNA.

Os restos mortais foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Tribobó (IML), em São Gonçalo.

 

Fonte: osaogoncalo