Rio pretende acabar com pagamento de passagens de ônibus em dinheiro até 2023

A Prefeitura quer acabar com o pagamento em dinheiro das passagens de ônibus do Rio até 2023. Até lá, os cartões que dão acesso aos coletivos poderão ser recarregados em lotéricas e bancas de jornais, por exemplo. Além disso, um aplicativo será disponibilizado para o usuário controlar a conta. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (21), durante o lançamento do novo modelo de bilhetagem digital no Palácio da Cidade, em Botafogo, na Zona Sul.

A Prefeitura também disse que quer abrir a caixa preta dos transportes para dar mais transparência financeira. Atualmente, o município não tem acesso ao banco de dados do sistema de bilhetagem, o que dificulta o planejamento da rede e a melhoria do serviço.

A licitação que vai selecionar o novo concessionário do transporte será aberta em setembro, e o vencedor vai ser anunciado em outubro. A partir de março do ano que vem, o novo sistema será implementado, com uma empresa especialista em bilhetagem, que vai se dedicar a cuidar apenas dessa atividade. O objetivo é centralizar todo o dinheiro da arrecadação na prefeitura, que vai ser a responsável por fazer o repasse aos operadores.

O novo sistema deve ajudar no controle de fraudes e no aprimoramento do monitoramento da demanda. Os passageiros terão mais seis meses, a partir de agora, para esgotar os créditos restantes no cartão atual. Depois disso, um novo cartão será disponibilizado pela prefeitura gratuitamente. Mas quem não conseguir usar todo o crédito antes desse prazo, vai poder recuperar depois.

Segundo a Secretaria Municipal de Transportes, o processo é lento, mas deve ajudar a sanar o problema da falta de ônibus e das aglomerações dentro dos coletivos.

 

 

Fonte: Band News FM Rio