Sede do projeto Lona na Lua em Tanguá ganha forma e imensa estrutura impressiona

Lívia Louzada

Esse é apenas um resumo da entrevista. A live completa pode ser encontrada no Instagram do Jornal (@folhadaterrajornal), e no canal do YouTube (Folha da Terra Digital)

Mais uma conquista para o setor cultural. O projeto Lona na Lua, que já possui sede em Rio Bonito, terá também uma unidade no município de Tanguá, o Estação Lona na Lua Tanguá. As obras já estão em andamento e tudo foi mostrado na Live da Folha, no dia 19 de agosto, que aconteceu direto do terreno, localizado na Rua Presidente Dutra, próximo ao viaduto, no Centro da cidade, onde o fundador e diretor do projeto, Zeca Novais e o secretário de Educação de Tanguá, Luciano Lúcio, receberam a reportagem da Folha e falaram como começou a parceria entre a Prefeitura da cidade e o Lona.

O Estação Lona na Lua Tanguá está sendo construído com recursos privados, de um grupo de pessoas que preferem ficar no anonimato, mas que decidiram ajudar o projeto a crescer. O terreno em que a estrutura está sendo erguida, é uma cessão da Prefeitura de Tanguá, e segundo o secretário Luciano Lucio, esse não é um terreno, “é, o, terreno”, ou, como também disse Zeca, localizado em uma área nobre da cidade.

“Esse é um espaço nobre aqui da cidade, e com certeza vai receber crianças dos quatro cantos do município para fazerem muita arte, para terem muita educação e cidadania aqui dentro. Estamos muito felizes”, disse Zeca.

A expectativa para o empreendimento é grande, como explicou Luciano, “o Rodrigo (Medeiros, prefeito de Tanguá) se empenhou para entregar o que há de melhor. Não tenho dúvidas de que é Tanguá de antes, e Tanguá depois do Lona na Lua. Já estou pensando lá na frente em como a Prefeitura pode fazer convênios. Não tenho dúvida de que vai ser uma das coisas mais importantes desse governo e uma das coisas mais importantes realizadas no município de Tanguá até hoje”, disse o secretário.

Emocionado com a conquista, Zeca Novais falou um pouco do quanto lutou para que esse sonho fosse realizado. “É essa lição que fica, tantas vezes humilhado, tantas vezes feito de chacota, ‘ah! o Lona na Lua não, tem outras coisas na frente’. Beleza, a cidade precisa de muita coisa, mas porque não pensar em arte, em educação, em cidadania? Que mais representantes defendam a arte como inclusão social, não só em Rio Bonito, em Tanguá, mas em todo Brasil”, desabafou o diretor.

Estrutura

Na parte da frente estão sendo erguidas a bilheteria, sala de reuniões, banheiro para o público; com adaptação para deficientes, estacionamento; inclusive para pessoas com deficiência, espaço com acessibilidade, rampa para cadeirantes, e piso tátil para pessoas com deficiência visual. No meio, a estrutura de 10 metros de altura, onde ficará a lona que tanto encanta quem conhece o projeto; e ao fundo, a parte dos bastidores, com camarim, vestiário, banheiros e lavanderia.

Histórico de parceria

Com 12 anos completados em maio desse ano, o Lona na Lua coleciona uma bela história de lutas, mas de conquistas também. Esse ano, mais uma vez, o projeto será beneficiado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), através do projeto ‘Criança Esperança’, da TV Globo. Essa é a segunda vez que o órgão dá apoio ao projeto, a primeira vez foi em 2018. Em 2016, o aluno do Lona, Lucas Fernandes, foi o vencedor do ‘Click Esperança’, no Fantástico. No mesmo ano, uma campanha de arrecadação de doações, produzida pelo Lona na Lua, passou a ser veiculada na TV Globo. Já em 2017, Zeca Novais anunciou a abertura do ‘Criança Esperança’ daquele ano, direto do palco do Caldeirão do Huck.

No ano passado, o jovem Wesley Gomes, também formado pelo Lona na Lua, participou de um projeto da TV Globo que foi veiculado nos intervalos comerciais, chamado “motivo para doar esperança”.

A Live da Folha acontece toda semana no Instagram do Jornal Folha da Terra (@folhadaterrajornal), sempre com um entrevistado diferente sobre os assuntos mais diversos.