Governador Cláudio Castro inaugura polo da Faetec em Tanguá

O governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro inaugurou, na tarde de hoje, quarta-feira (15), a unidade da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) de Tanguá, voltada para alunos do nível médio de ensino, a partir dos 16 anos. Na mesma oportunidade, o governador entregou nas mãos do prefeito de Tanguá, Rodrigo Medeiros, o cheque simbólico de R$ 32.437.384,62 do leilão da Cedae, e ainda assinaram o Termo de Cooperação Técnica para drenagem e pavimentação da Estrada da Posse dos Coutinhos, que liga os municípios de Tanguá, Rio Bonito e Itaboraí. A Faetec de Tanguá fica localizada no mesmo prédio da Escola Municipal Iasmin Gonzaga Arantes, no Centro da cidade.

Segundo Rodrigo Medeiros, a conquista é fruto do bom relacionamento com o governo do estado e o empenho em captar recursos para a cidade. Na opinião do prefeito, a iniciativa visa garantir um futuro melhor para os tanguaenses, proporcionando capacitação profissional.

“Estou realizando um sonho aqui hoje. Vamos fazer a maior transformação social nessa cidade. Nosso objetivo é fazer com que os jovens se capacitem para enfrentar o mercado de trabalho preparados e com mais chances de conseguir o lugar que merecem dentro da sociedade”, disse Medeiros.

Para o governador Cláudio Castro, um dos desafios neste governo, é a geração de empregos e a capacitação profissional. “A Faetec enche meu coração de alegria. Tenho uma grande missão, mas não tenho dúvidas de que o estado vai se recuperar. Quero emprego pra quem é daqui (do estado do Rio), pra quem nasceu e mora aqui. A Faetec é mais que qualificação, é recuperar dignidade, é recuperar sonho, e esse sonho temos a obrigação de tornar realidade”, disse o governador.

Estiveram presentes na inauguração os deputados estaduais André Corrêa, Adriana Baltazar, e Felipe Soares, e os deputados federais José Augusto Nalin, Gelson Azevedo, e Altineu Côrtes.

 

Texto: Lívia Louzada

Foto: Governo do Estado/Luis Alvarenga

Em parceria com o Lona na Lua, Associação do Ministério Público do RJ lança campanha de doação de brinquedos para o Dia das Crianças

A parceria da Associação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (Amperj) com o projeto Lona na Lua tem mais uma novidade. Na última quarta-feira (1º) o órgão deu início a uma campanha de arrecadação de fundos para a compra de brinquedos, que serão doados a crianças carentes de Rio Bonito e Tanguá (RJ). Desde março, a Associação conta com a contribuição dos associados na distribuição de donativos a pessoas em vulnerabilidade econômica e social, e agora chegou a vez dessa união se fortalecer em prol das crianças de 4 a 7 anos, através da doação de brinquedos.

“Sabemos que as crianças são as mais afetadas em meio aos problemas sociais, principalmente em decorrência da pandemia, por isso queremos fazer a diferença neste Dia das Crianças. Contamos com a colaboração dos nossos associados, que ao longo deste período têm nos ajudado a manter as doações de cestas básicas. Agora, vamos fazer a diferença através dos brinquedos, tão essenciais para o desenvolvimento da criançada”, diz Felipe Ribeiro, diretor financeiro da Amperj.

Os brinquedos serão entregues ao projeto sociocultural Lona na Lua, com sede em Rio Bonito e Tanguá. “A ideia é que uma trupe da Lona entre nas comunidades para fazer a distribuição, não necessariamente para alunos do projeto”, explica Zeca Novais, fundador e diretor do Lona na Lua.

Zeca destaca ainda a preocupação do projeto com a autoestima das crianças que vivem nas regiões mais pobres.

“A pandemia nos trouxe muitas tristezas, perdemos muitas vidas e tivemos um grande impacto na autoestima dessas crianças, que, muitas vezes, não têm acesso à internet para que possam estudar em suas casas. Receber esse carinho neste momento tão difícil é muito importante para essa garotada. É amor, é caridade, uma atitude genuína, com muito desprendimento e bonita da Amperj”, diz Zeca.

A ONG já conseguiu parceria com a editora Sextante, que vai contribuir com a doação de livros. A Amperj entra nessa corrente para completar a alegria das crianças, com os brinquedos.

“Meu sentimento é de gratidão, porque desde o início desta gestão, o presidente, Cláudio Henrique Viana, e o diretor financeiro, Felipe Ribeiro, sempre foram muito sensíveis às causas sociais. É só olhar um pouquinho as redes sociais da Amperj, que vemos uma série de ações em benefício de inúmeros projetos sociais. É uma gestão democrática”, destaca o fundador da ONG.

 

Faça sua contribuição e seja parte desta história.

Banco: Sicoob Coomperj – Código 756
Agência: 4338-9
Conta: 460-0
Favorecido: Amperj, CNPJ nº 42.177.410/0001-52

 

Fonte: www.amperj.org

Em nota, Prefeitura de Tanguá esclarece que ação foi uma determinação do Ministério Público, após denúncia

A Prefeitura de Tanguá, na Região Metropolitana do estado do Rio, divulgou uma nota na manhã de hoje, quinta-feira (02), sobre a demolição de barracos no bairro Ampliação, ontem, quarta-feira (01), pela Polícia Militar, a Rondas Especiais e Controle de Multidões (RECOM), e a Polícia Ambiental. De acordo com a nota, a ação foi executada pela polícia, após solicitação do Ministério Público, com base em uma denúncia, que resultou em autuação.

Vídeos da operação circularam pelas redes sociais mostrando pessoas que moravam no local indignadas com a ação da polícia e até culpando a Prefeitura pelo ocorrido.

 

Nota da Prefeitura de Tanguá

“A Prefeitura de Tanguá informa que, nesta quarta-feira (01/09), foi fornecido o apoio solicitado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, para medidas cabíveis com relação a alicerces irregulares, que estavam sendo construídos em área pública, no bairro da Ampliação.

A operação foi executada pela Polícia Militar através da RECOM (Rondas Especiais e Controle de Multidões) e pela Polícia Ambiental.

Aproveitamos para ressaltar que, durante a operação, NENHUMA CASA HABITÁVEL FOI DEMOLIDA, e nenhuma família ficou desabrigada como resultado da ação.

A operação foi iniciada a partir de uma denúncia enviada à 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Meio Ambiente e Ordem Urbanística – Núcleo de Itaboraí, via Ouvidoria-Geral do MP (Denuncia Nº 697.232) que resultou na autuação Nº MPRJ 2020.00357575.

Além disso, foram removidas algumas baias de animais, por se tratar de uma tática geralmente utilizada neste tipo de invasão para posteriormente dar lugar à residências e apenas alguns alicerces”.

 

 

Lívia Louzada

Com apenas 7 anos, Miss Mirim Tanguá 2021, está na final regional em São Paulo

Lívia Louzada

Não há como negar que algumas pessoas já nascem com brilho próprio. Esse é o caso da modelo, atriz e Miss Mirim Tanguá 2021, Rebeca Correia, que com apenas 7 anos disputará a final do Concurso de Miss e Mister Estadual, em São Paulo, no dia 15 de novembro, onde representará Tanguá e região. Doce e meiga, a pequena encanta os jurados por onde passa, como no Concurso Musinha de Rio Bonito, em 2019, quando tinha apenas 5 anos.

Para a mãe da miss, Flávia Correia, essa final será muito importante para a carreira da filha. “O concurso regional da Produção Brasil foi um renovo pra ela, porque havia perdido um concurso de beleza em São Paulo, quando ficou em segundo lugar, pela TV VIP Brasil. Mas ela não quis desistir, aí tivemos essa bela notícia que ela ganhou (a vaga para a final)”.

Como uma boa miss, a modelo já sabe a responsabilidade de carregar uma faixa. “Esse concurso de miss regional tem a possibilidade de abrir portas para qualquer área artística. Estar em uma representatividade de uma cidade ou região, nos ensina crescer psicologicamente, pois mostra que ser miss não é carregar uma faixa, e sim um compromisso de mudança e cooperação com problemas de uma cidade”, explica a atriz.

Mas a pequena Rebeca não pretende ficar somente nos concursos de beleza, seu interesse é ser uma estrela da TV. “Como ela mesmo fala, ela almeja chegar na TV, e ela se aperfeiçoa fazendo balé e teatro. Ela ama as passarelas, ama participar, as vezes com um pouco de medo, mas encara as passarelas como gente grande”, conta a mãe.

O começo

Rebeca nasceu em São Gonçalo, e foi através de uma amiga que começou a participar de concursos de beleza e miss. Com o incentivo dos pais, Flávia Correia e Rodrigo Velasco, sua primeira conquista foi o Concurso Musinha Rio Bonito, em novembro de 2019, produzido pela Rio Bonito Fashion Kids.

Sede do projeto Lona na Lua em Tanguá ganha forma e imensa estrutura impressiona

Lívia Louzada

Esse é apenas um resumo da entrevista. A live completa pode ser encontrada no Instagram do Jornal (@folhadaterrajornal), e no canal do YouTube (Folha da Terra Digital)

Mais uma conquista para o setor cultural. O projeto Lona na Lua, que já possui sede em Rio Bonito, terá também uma unidade no município de Tanguá, o Estação Lona na Lua Tanguá. As obras já estão em andamento e tudo foi mostrado na Live da Folha, no dia 19 de agosto, que aconteceu direto do terreno, localizado na Rua Presidente Dutra, próximo ao viaduto, no Centro da cidade, onde o fundador e diretor do projeto, Zeca Novais e o secretário de Educação de Tanguá, Luciano Lúcio, receberam a reportagem da Folha e falaram como começou a parceria entre a Prefeitura da cidade e o Lona.

O Estação Lona na Lua Tanguá está sendo construído com recursos privados, de um grupo de pessoas que preferem ficar no anonimato, mas que decidiram ajudar o projeto a crescer. O terreno em que a estrutura está sendo erguida, é uma cessão da Prefeitura de Tanguá, e segundo o secretário Luciano Lucio, esse não é um terreno, “é, o, terreno”, ou, como também disse Zeca, localizado em uma área nobre da cidade.

“Esse é um espaço nobre aqui da cidade, e com certeza vai receber crianças dos quatro cantos do município para fazerem muita arte, para terem muita educação e cidadania aqui dentro. Estamos muito felizes”, disse Zeca.

A expectativa para o empreendimento é grande, como explicou Luciano, “o Rodrigo (Medeiros, prefeito de Tanguá) se empenhou para entregar o que há de melhor. Não tenho dúvidas de que é Tanguá de antes, e Tanguá depois do Lona na Lua. Já estou pensando lá na frente em como a Prefeitura pode fazer convênios. Não tenho dúvida de que vai ser uma das coisas mais importantes desse governo e uma das coisas mais importantes realizadas no município de Tanguá até hoje”, disse o secretário.

Emocionado com a conquista, Zeca Novais falou um pouco do quanto lutou para que esse sonho fosse realizado. “É essa lição que fica, tantas vezes humilhado, tantas vezes feito de chacota, ‘ah! o Lona na Lua não, tem outras coisas na frente’. Beleza, a cidade precisa de muita coisa, mas porque não pensar em arte, em educação, em cidadania? Que mais representantes defendam a arte como inclusão social, não só em Rio Bonito, em Tanguá, mas em todo Brasil”, desabafou o diretor.

Estrutura

Na parte da frente estão sendo erguidas a bilheteria, sala de reuniões, banheiro para o público; com adaptação para deficientes, estacionamento; inclusive para pessoas com deficiência, espaço com acessibilidade, rampa para cadeirantes, e piso tátil para pessoas com deficiência visual. No meio, a estrutura de 10 metros de altura, onde ficará a lona que tanto encanta quem conhece o projeto; e ao fundo, a parte dos bastidores, com camarim, vestiário, banheiros e lavanderia.

Histórico de parceria

Com 12 anos completados em maio desse ano, o Lona na Lua coleciona uma bela história de lutas, mas de conquistas também. Esse ano, mais uma vez, o projeto será beneficiado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), através do projeto ‘Criança Esperança’, da TV Globo. Essa é a segunda vez que o órgão dá apoio ao projeto, a primeira vez foi em 2018. Em 2016, o aluno do Lona, Lucas Fernandes, foi o vencedor do ‘Click Esperança’, no Fantástico. No mesmo ano, uma campanha de arrecadação de doações, produzida pelo Lona na Lua, passou a ser veiculada na TV Globo. Já em 2017, Zeca Novais anunciou a abertura do ‘Criança Esperança’ daquele ano, direto do palco do Caldeirão do Huck.

No ano passado, o jovem Wesley Gomes, também formado pelo Lona na Lua, participou de um projeto da TV Globo que foi veiculado nos intervalos comerciais, chamado “motivo para doar esperança”.

A Live da Folha acontece toda semana no Instagram do Jornal Folha da Terra (@folhadaterrajornal), sempre com um entrevistado diferente sobre os assuntos mais diversos.