Técnico do Flamengo elogia apetite ofensivo do clube, mas declara que o time não é o Favorito.

Onze jogos, dez vitórias, goleadas e uma lua de mel sem fim. O início de Renato Gaúcho como treinador do Flamengo é arrebatador. A goleada sobre o Olimpia ontem, quarta-feira (18), no Mané Garrincha, em Brasília, garantiu a classificação para a semifinal da Libertadores e tornou ainda mais impressionante a estatística de um time que não cansa de demonstrar fome de gol. O Flamengo venceu por 5 a 1 o Olimpia e chegou ao 9 a 2 no agregado. Foi um desfile do arsenal ofensivo rubro-negro. O time chegou a 101 gols em 44 partidas disputadas este ano. Uma média de 2,3 por jogo. Nada que fizesse o comandante abrir mão do discurso polido que se tornou habitual desde que chegou ao clube.

Com o placar diante dos paraguaios, são 101 gols em 44 jogos em 2021. De quebra, o trio Bruno Henrique, Arrascaeta e Gabigol alcançou a marca de 201 desde que se juntaram, em 2019. Sob o comando de Renato, são 36 gols marcados, nove sofridos e um treinador orgulhoso de sua equipe, mas que prega pés no chão:

“Não temos que pensar na decisão. O objetivo é esse, mas temos uma semifinal pela frente. Não acho que o Flamengo seja favorito. Vamos respeitar Barcelona e Fluminense, e fizemos a nossa parte. Vamos esperar o adversário sabendo que é uma partida de 180 minutos e encontraremos dificuldade”, disse Renato.

 

Fonte: globoesporte.com