Vem aí o 1º Festival de Vela em Barra de São João, Casimiro de Abreu

Nos dias 23 e 24 de outubro, Barra de São João irá sediar o primeiro Festival de Vela, fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Casimiro de Abreu, por meio da Secretaria de Esporte e Lazer e Confederação Brasileira de Vela (CBVela).

A sede do Festival de Vela será na Beira Rio, em frente à Biblioteca Municipal Carlos Drummond de Andrade, e as áreas de regatas serão no Rio São João. As regatas estão previstas para começar às 12h no sábado e no domingo, terminando por volta de 16h com a entrega dos prêmios.

Estão convidadas as classes Laser (ILCA 4, ILCA 6 E ILCA7), Snipe, Optimist, Dingue, Europa, Holder, Hobie Cat 14, Hobie Cat 16, Multicasco e Bico de Proa. A previsão é receber mais de 40 veleiros e 60 atletas de todo o Estado do Rio de Janeiro enfeitando o belo Rio São João.

“Queremos fazer de Barra de São João uma referência no turismo náutico e nas competições náuticas com foco na vela. O rio São João é perfeito para a atividade náutica, tudo colabora, assim como a sua beleza natural. Além disso, o evento vai alavancar o turismo em nossa cidade e aquecer a economia local”, disse Cosme Batista, secretário de Esporte e Lazer.

A inscrição do evento pode ser feita através do link https://forms.gle/bmpkTGGMt2ZGJZ4A7 e, no local, deverá ser feita a entrega de um quilo de alimento não perecível.

Escolinha de Vela do Rio São João

A  Escolinha de Vela do Rio São João, fundada em março de 2016, é um projeto social sem fins lucrativos mantida por doações e pelo trabalho gratuito de seus integrantes e instrutores atendendo, todos os sábados, de 9h às 12h cerca de 50 alunos, sendo boa parte vinda de famílias com baixa renda e que vivem em áreas de situação de risco.

O projeto tem como objetivo a inserção da cultura náutica através de aulas teóricas e práticas de vela, além de reparos e manutenção de suas embarcações, visando o desenvolvimento do esporte na região, o treino para regatas e, como consequência, busca estimular a disciplina, o trabalho em equipe, proteção do meio ambiente, a diminuição de ociosidade e a educação geral de seus alunos.

“Os alunos da EVRSJ tem grande potencial competitivo e, mesmo com a precariedade da maioria das embarcações, apresentam resultados expressivos nas regatas que participam, provando que todo esforço e dedicação valem a pena. Um evento dessa magnitude torna muito mais palpável o sonho desses pequenos atletas, os estimula a se dedicarem e se aprimorarem cada vez mais na vela, além de atrair mais atenção para a cultura náutica no nosso Rio São João.” afirmou Dayane Marçal, secretária da escolinha.

 

Crédito: Secretaria de Comunicação de Casimiro de Abreu