Zé Pereira se foi

O cachorro mais amado da história da cidade partiu. Idoso e com muitas complicações de saúde, nosso Zé Pereira deixa Rio Bonito mais triste.

O verdadeiro Rei da Praça!

Sem pedir licença, entrava em qualquer agência bancária para tirar uma soneca no frescor do ar-condicionado.

Um vira-latas que não precisava virar lata nenhuma. Zé era amado por todos. E nunca faltou nada.

Zé não passava fome, todos cuidavam dele. Além da comida que amigos colocavam em seu pratinho estrategicamente localizado atrás da Banca da Praça, todas as noites Zé ganhava um hambúrguer no Trailer do Cabeludo e petiscos de outros carrinhos de lanches.

Em alguns momentos pessoas da cidade patrocinavam banho e tosa para o cachorro mais amado da história de Rio Bonito. Também ganhava roupinha em tempos de frio.

A tia da Banca de jornal cuidou de Zé com tanto amor, com tanto carinho, que emocionava a gente. Se ele adoecia, ela acionava o veterinário. Se ele estava meio sumido, era ela quem o procurava pela praça.

Algumas vezes pessoas da cidade até tentaram levar Zé Pereira para suas casas. Queriam adotá-lo. Mas, Zé nunca se adaptou. Queria voltar pra rua.

Escolheu viver ali. E ser o Rei da Praça.

Zé não tinha dono.

Zé era de todos.

Zé Pereira levou alegria e companhia a muita gente: pessoas no ponto de ônibus, estudantes, crianças que brincavam na praça, funcionários das lojas do Centro descansando seu almoço e até bêbados da madrugada, que encontravam em Zé Pereira um amigo para uma boa conversa.

Zé marcou uma época em Rio Bonito. Zé é um símbolo da cidade. Ganhou até uma bela arte em sua homenagem, pintada na escadaria do hospital.

Pai de inúmeros “Zezinhos”, sempre se metia em confusão, algumas vezes sendo atropelado por estar atrás de alguma cachorrinha no cio, ou caindo no valão, por não estar enxergando muito bem.

Com o tempo, motoristas começaram a andar mais devagar pelo Centro. Era preciso ter cuidado. Zé Pereira poderia estar ali perto da banca e ninguém poderia atropelar o cachorro mais amado da história da cidade.

Zé Pereira merece uma placa, um busto, uma estátua na Praça Fonseca Portela!

Zé Pereira é eterno.

Com certeza existe um céu para os cachorros. E é bom que tenha ar-condicionado… Porque Zé Pereira está chegando.

Zeca Novais