Radares móveis saem de circulação nas rodovias federais no Estado do Rio

Os radares portáteis utilizados pela Polícia Rodoviária Federal já não estão mais em uso a partir desta quinta-feira (15) nas vias federais do Rio de Janeiro. A medida, que é de caráter nacional, e foi confirmada pela PRF do Rio, foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta (15) após determinação do presidente Jair Bolsonaro.

O despacho não especifica quando a medida entra em vigor, mas Bolsonaro disse na manhã desta quinta-feira que a suspensão passaria a valer a partir de segunda-feira (19).

De acordo com a medida, estão suspensos os radares móveis nas rodovias federais, que estão divididos nas seguintes categorias:

  • Portátil: direcionado manualmente pelos agentes para os veículos
  • Estáticos: mesmo radar portátil, mas instalado em veículo parado ou sobre suporte
  • Móvel: instalado em veículo em movimento

A decisão, que não atinge os radares fixos – conhecidos como pardais, abrange importantes vias que cortam o Rio, como a Via Dutra (BR-116), que liga o Rio a São Paulo, além da Rodovia Washington Luís (BR-040) e a BR-101.

A ordem publicada nesta quinta-feira (15) fica em vigor até que uma revisão das normas sobre fiscalização eletrônica de velocidade seja concluída pelo Ministério da Infraestrutura.

De acordo com o a medida assinada por Bolsonaro, a suspensão tem como objetivo “evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória” dos equipamentos.

Fonte: G1