Policiais são suspeitos de tentarem levar de hospital bala que atingiu a menina Ágatha

Policiais militares são suspeitos de terem tentado levar do Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Zona Norte do Rio, a bala que atingiu a menina Ágatha Félix, de oito anos, vítima fatal de uma bala perdida no Complexo do Alemão no último dia 20 de setembro. A criança havia sido socorrida para a referida unidade de saúde.

De acordo com a Polícia Militar, que investiga o caso, é comum que agentes vão até hospitais ou unidades de saúde para obter informações sobre vítimas de disparo de armas de fogo.

Nesta semana, na terça-feira (1º), a Polícia Civil realizou uma reprodução simulada da morte de Ágatha. A simulação ocorreu no início da noite. Na ocasião do crime, Ágatha estava com a mãe retornando para casa dentro de uma kombi quando foi baleada.