Tanguá entrega de oito Academias da Saúde à população

A Prefeitura de Tanguá, por meio da secretaria municipal de Saúde, entregou, na manhã da última terça-feira (21), as oito unidades de Academias da Saúde que foram projetadas e tiveram suas construções iniciadas no ano de 2013.

Os locais, que se encontravam em estado de depredação bastante avançados, foram totalmente reformados com a colocação de pisos cerâmicos, pintura, instalação e reforma de equipamentos de ginástica e musculação, reparos nas redes elétrica e hidráulica, instalação de vidros, sinalização padronizada, entre outras ações de melhorias.

O Programa Academia da Saúde (PAS), lançado em 2011, é uma estratégia de promoção da saúde e produção do cuidado que funciona com a implantação de espaços públicos conhecidos como polos onde são ofertadas práticas de atividades físicas para a população. Esses polos fazem parte da rede de Atenção Primária à Saúde e são dotados de infraestrutura, equipamentos e profissionais qualificados.

Em Tanguá, será feita uma parceria entre as secretarias municipais de Saúde e a de Esportes, Lazer, Juventude, Envelhecimento Saudável e Acessibilidade para o desenvolvimento de projetos para públicos específicos, com vistas à obtenção de melhorias na qualidade de vida da juventude, das pessoas em processo de envelhecimento e das pessoas idosas em conformidade com as diretrizes da Política Nacional da Juventude, dos Idosos e da Pessoa com Deficiência.

As academias estão distribuídas por diversos bairros da cidade. Entre eles, o Centro, com duas unidades; e ainda, Bandeirantes I, Vila Cortes, Ampliação, Pinhão, Duques e Posse dos Coutinhos, cada um com uma unidade.

“A cada passo que damos, devolvemos a sensação de pertencimento da nossa cidade aos nascidos na terra e àqueles que escolheram Tanguá para viver de forma pacífica e cidadã. Estes equipamentos, que durante um longo período estiveram inativos, voltam a pertencer à comunidade, sobretudo aos que dependem de utilizar equipamentos de ginástica para tratamento de alguma enfermidade que demande atividades físicas, como é o caso de muitos idosos ou pessoas com dificuldade de locomoção por força de algum comprometimento muscular, por exemplo. Estou muito feliz por mais esta conquista”, disse o prefeito Rodrigo Medeiros durante a sua fala.

 

Crédito: Ascom Prefeitura de Tanguá