Prefeitura de Niterói informa que um decreto será publicado informando que não haverá carnaval

O prefeito de Niterói, Axel Grael informou na última quinta (14) que nos próximos dias será publicado um decreto estabelecendo que não haverá carnaval na cidade em 2021.

“Estarão suspensas atividades de blocos e desfiles de carnaval e todas as atividades que produzam aglomeração. Mesmo com a chegada da vacina, neste momento ainda será preciso manter todos os cuidados e controle necessários para o combate ao coronavírus”, enfatizou.

No Rio, A Sebastiana, Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro da Cidade do Rio de Janeiro, manifestou desaprovação contra o projeto de lei sancionado pelo governador em exercício, Cláudio Castro, definindo que o estado vai ganhar um carnaval fora de época anualmente no mês de julho, o chamado CarnaRio.

“Para nós, é uma condição irreversível que a vacina já esteja presente e que a população esteja realmente coberta e segura. Sem isso, a gente acredita que não dá para fazer carnaval, seja carnaval de escola de samba ou carnaval de rua. O carnaval fica impedido de acontecer em 2021 não havendo a vacina”, afirmou.

Carnaval fora de época

O Rio de Janeiro vai ganhar um segundo Carnval em julho. E não é uma medida apenas para 2021, por causa da pandemia de Covid-19.

É o “CarnaRio – Carnaval fora de época”, um projeto do deputado estadual Dionísio Lins (PP), aprovado na Alerj e sancionado pelo governador interino Cláudio Castro (PSC). A novidade já está no Diário Oficial do governo do estado, publicado na terça-feira (13), que determinou a inclusão do evento no calendário oficial fluminense.

 

Fonte: odia.ig.com.br

Associação de Blocos desaprova projeto de lei sancionado pelo governador Carnaval fora de época

A Sebastiana, Associação Independente dos Blocos de Carnaval de Rua da Zona Sul, Santa Teresa e Centro da Cidade do Rio de Janeiro, manifestou desaprovação contra o projeto de lei sancionado pelo governador em exercício, Cláudio Castro, definindo que o estado vai ganhar um carnaval fora de época anualmente no mês de julho, o chamado CarnaRio.

Segundo o Governo do RJ, o objetivo é estimular o turismo. Porém, a associação afirma que não é hora para a decisão de uma festa no meio da pandemia da Covid-19 e ressalta que vê poucas possibilidades de acontecer carnaval este ano. O grupo destacou ainda que a festa só será possível com a imunização da população e que a determinação não leva em consideração as questões sanitárias atuais.

“Não é o momento de pensarmos em carnaval se a gente não sabe nem quando começa a vacinação. Ele não pode falar no nosso nome, como foi feito, que os blocos vão aderir. Os blocos não vão aderir a nada. Os blocos vão fazer carnaval quando tiver uma situação segura no Rio de Janeiro, que todos estiverem vacinados, que a imunização tiver sido alcançada. Aí a gente pode marcar o carnaval”, afirmou Rita Fernandes, presidente da Sebastiana.

CarnaRio

A lei 9.174/20, do deputado Dionísio Lins, foi sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro, e publicada no Diário Oficial Extra da última terça (12). No texto, o governador diz que o CarnaRio tem por finalidade “a estimulação do turismo, lazer e, principalmente, o aquecimento da economia com a criação de postos de empregos e venda de produtos e serviços”.

Ficou determinado também que a comemoração, que ocorrerá no meio do ano, deverá contar com a participação das ligas, agremiações, blocos carnavalescos e também da Secretaria de Estado, responsável pela Cultura no Rio de Janeiro.

 

Fonte: ofluminense.com.br