Prefeitura do Rio autoriza capacidade máxima em cinemas, teatros, shoppings e museus

A Prefeitura do Rio libera 100% de ocupação da capacidade máxima em espaços como cinemas, teatros, shoppings e museus, sem necessidade de distanciamento de um metro entre uma pessoa e outra.

O uso de máscara obrigatório está mantido.

Estádios de futebol ainda não estão inclusos no decreto. A Secretaria Municipal de Saúde prevê liberar a capacidade máxima nesses espaços quando 65% de toda a população da capital fluminense estiver com o esquema vacinal completo. Máscaras em ambientes abertos também vão deixar de ser obrigatórias.

 

Crédito: https://bandnewsfmrio.com.br/

Novo protocolo da NBB exigi vacinação contra a Covid-19

O Novo Basquete Brasil (NBB), principal campeonato do basquete brasileiro, vai exigir a vacinação contra a Covid-19 dos atletas dos 17 clubes participantes.

A Liga Nacional de Basquete (LNB) divulgou nesta semana, em seu site, um documento com uma série de protocolos para a temporada 2021/2022, que terá início com o jogo entre São Paulo e Flamengo, finalistas da última temporada, no dia 23 de outubro, às 16h, no ginásio do Morumbi.

A vacinação é um dos principais tópicos do documento, que prevê que atletas com vacinação completa estarão liberados para participar dos jogos. As demais situações possíveis são as seguintes:

  • vacinação iniciada, mas incompleta: liberado para participar dos jogos, desde que cumpra a sequência de vacinação conforme previsto no cronograma;
  • sem vacinação, mas com comprovação do clube de que a faixa etária do atleta ainda não foi alcançada pelo cronograma do município: liberado para participar dos jogos, desde que cumpra o cronograma de vacinação local;
  • sem vacinação, mas com o atleta dentro de uma faixa etária já atendida no município: sem condição de jogo. O atleta não poderá participar de nenhuma partida antes de, pelo menos, tomar a primeira dose ou dose única (conforme a vacina).

Com relação aos membros do staff das equipes, somente aqueles com vacinação completa poderão ficar no banco de reservas.

A LNB informou que, antes do início do NBB, os clubes enviarão uma documentação com o “status vacinal” de seus atletas e do staff para o departamento técnico-operacional da entidade.

A vacinação contra a Covid-19 tem sido um tema polêmico entre alguns atletas da NBA, por exemplo. Um deles é o armador Kyrie Irving, que foi afastado pelo Brooklyn Nets nesta semana. Irving faz parte de um grupo pequeno de atletas que recusaram a vacinação, o que os torna inelegíveis para partidas em vários estados.

Testagem

O documento também determina qual será o protocolo de testagem durante o NBB. As equipes deverão realizar teste de antígeno no período da manhã em todos os dias de jogos.

Além disso, será preciso realizar o teste de antígeno na véspera ou no dia da viagem para a equipe que for jogar fora de casa. No caso de times que não viajarão, também é necessário realizar o teste dois dias antes de uma partida ou de uma sequência de jogos.

Caso um atleta teste positivo sem apresentar sintomas, ele poderá retornar às atividades dez dias após o primeiro teste positivo, ou cinco dias depois do primeiro teste positivo desde que apresente dois testes de PCR negativos, com intervalo de pelo menos 24 horas entre eles.

Se um atleta testar positivo apresentando sintomas, o prazo para retorno às atividades é de no mínimo dez dias após o aparecimento do primeiro sintoma e de pelo menos 72 horas após o total desaparecimento dos sintomas.

O investimento em testes de Covid-19 para atletas e comissão técnica serão de responsabilidade dos clubes. Já os testes dos árbitros ficarão a cargo da LNB.

Presença de público

No que diz respeito à presença de público nos ginásios, o documento informa que “a LNB respeitará a legislação de cada município/estado”. Vale lembrar que toda a temporada 2020/2021 do NBB foi realizada sem público.

Alguns jogos do basquete brasileiro já voltaram a ter torcedores no ginásio. É o caso, por exemplo, do Campeonato Paulista. O primeiro jogo da decisão do estadual, entre São Paulo e Franca, nesta sexta-feira, em Franca, poderá contar com 50% da capacidade do público.

Além disso, o Torneio Integração, realizado em Campina Grande, na Paraíba, entre as equipes da Unifacisa, do Minas e do Flamengo, também contou com a presença do público neste mês.

Fonte: ge

Dia D de Multivacinação neste sábado

A Prefeitura de Angra, por meio da Secretaria de Saúde, convoca toda a população para o Dia D da Multivacinação, que será realizado neste sábado (16), das 9h às 16h, em várias unidades de saúde do município.

Neste dia, crianças de dois meses até jovens de 14 anos, 11 meses e 29 dias poderão atualizar a caderneta de vacinação, com imunizantes como Tríplice Viral, HPV, Varicela, Rotavírus, Hepapite B, Pentavalente e Febre Amarela. É importante que a caderneta seja apresentada.

Vale lembrar que a Multivacinação continua até o dia 29 de outubro em todos os módulos de Estratégia de Saúde da Família (ESF) do município. Para ser imunizado, basta agendar a vacinação no posto de saúde mais próximo. A lista com todos os endereços e telefones das ESFs está no site www.angra.rj.gov.br/unidadesdesaude.

DIA D – LOCAIS DE VACINAÇÃO

1º DISTRITO: Clínica da Família, ESFs Marinas, Balneário, Glória e Peres

2º DISTRITO: ESFs Japuíba, Banqueta 2, Areal, Campo Belo, Nova Angra, Belém, Gamboa, Encruzo, Serra D’Água

3º DISTRITO: ESFs Camorim, Jacuecanga e UBS Monsuaba

4º DISTRITO: ESFs Parque Mambucaba 2, 4 e 6, Frade 2 e UBS Bracuí

Brasil recebe mais um lote de vacinas da Pfizer contra covid-19

Chegou ao Brasil, pelo Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, mais uma remessa de vacinas da Pfizer contra covid-19 entre as previstas para serem entregues nesta semana. O lote de hoje é de 912.600 mil doses. Até domingo chegam ao país mais 9.128.512 doses.

As entregas são parte do segundo contrato entre a Pfizer e governo federal, assinado em 14 de maio, que prevê mais 100 milhões de doses de vacinas entre outubro e dezembro. O primeiro lote desse contrato chegou ao Brasil no último sábado (9), com 1.989.000 doses.

A tecnologia de fabricação da Pfizer consiste na injeção de parte do código genético do novo coronavírus para que o organismo humano seja capaz de identificar o vetor em caso de contaminação.

Segundo o Ministério da Saúde, desde o início da campanha, em janeiro de 2021, já foram distribuídas mais de 94 milhões de doses da Pfizer. Antes de serem distribuídas, as vacinas passam por um rigoroso controle de qualidade para que cheguem com segurança aos braços dos brasileiros.

Vacinação em números

Até agora, o Ministério da Saúde já distribuiu 310 milhões de doses a todas as unidades federativas. Mais de 150 milhões de pessoas tomaram a primeira dose – o que representa cerca de 93% da população (160 milhões). Mais de 100 milhões de pessoas completaram o esquema vacinal.

 

Fonte: Agência Brasil

Covid-19: 105 mil idosos do Rio não tomaram dose de reforço da vacina

Ao menos 105 mil idosos a partir de 75 anos que completaram o esquema vacinal contra a covid-19 ainda não retornaram aos postos de saúde para receber a dose de reforço, que começou a ser aplicada no dia 13 de setembro, na cidade do Rio de Janeiro.

De acordo com o painel da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), na faixa etária a partir de 80 anos, um total de 8.941 não se vacinaram e 9.622 tomaram apenas a primeira dose. O esquema completo com as duas doses foi aplicada em 55.394 pessoas e 146.309 receberam a dose de reforço.

Entre as pessoas de 75 a 79 anos, a estimativa é que 100% do público-alvo tenha tomado ao menos a primeira dose, sendo que 13.725 tomaram apenas a primeira dose, 49.954 receberam as duas doses regulares e 96.414 tomaram a dose de reforço.

Na faixa de 70 a 74 anos, a estimativa é que 8.721 pessoas não se vacinaram contra a covid-19, 4.971 receberam apenas a primeira dose, 117.125 estão com as duas doses do imunizante e 99.340 tomaram a dose de reforço.

Calendário

Pelo escalonamento por idade, podem voltar hoje (13) aos postos para receber a dose de reforço as pessoas com 70 anos ou mais. Até sábado (16), a SMS conclui o reforço nos idosos de 67 anos.

Os trabalhadores da saúde que tomaram a segunda dose em fevereiro também podem se vacinar a partir de hoje, assim como as pessoas com alto grau de imunossupressão que tomaram a segunda dose na cidade do Rio de Janeiro até 31 de março.

O painel da SMS indica que 85,8% da população total do município receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a covid-19 e 58,5% estão com o esquema completo. Dentro do público-alvo, a partir dos 12 anos, 99,2% receberam a primeira dose e 68,3% tomaram as duas doses ou a dose única.

Hoje, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) entrega 308.880 doses da vacina da Pfizer aos 92 municípios do estado, destinadas à segunda aplicação do esquema vacinal.

 

Fonte: Agência Brasil