Julgamento de acusados pelas mortes de músico e catador em Guadalupe se inicia na Justiça Militar

Dois anos e meio depois da morte do músico Evaldo dos Santos Rosa e do catador de latinhas Luciano Macedo, a Justiça Militar começa o julgamento de 12 militares do Exército acusados pelas mortes. A equipe envolvida na ação deu mais de 257 tiros de fuzil contra o carro onde Evaldo estava com a família.

O caso aconteceu em abril de 2019, em Guadalupe, na Zona Norte do Rio. O músico seguia para um chá de bebê com a esposa, uma amiga dela, o sogro e o filho de apenas 7 anos. O veículo foi atingido por 62 disparos de fuzil e pistola. Luciano foi atingido ao tentar ajudar as vítimas.

Além das mortes, os militares são acusados de tentativas de homicídio contra os parentes de Evaldo que estavam no veículo e por não terem socorrido os feridos.

 

Fonte: BandNews