Alerj aprova projeto de lei que concede pagamento de hora extra para policiais intimados pela Justiça

O plenário da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta terça-feira (28/09), em segunda discussão, o projeto de lei 388/2019, do deputado Filippe Poubel (PSL), para que policiais militares e policiais civis que estiverem de folga e forem intimados pela Justiça estadual possam receber o Regime Adicional de Serviço (RAS) mínimo de oito horas. A proposta segue para análise do governador Cláudio Castro (PL).

De acordo com o projeto de lei, o pagamento do RAS só ocorrerá quando o policial for testemunha ou autor de prisão ou apreensão. A gratificação não poderá ser paga para ocasiões de comparecimento ao Judiciário para ações de natureza cível e nem quando o agente for réu.

A proposta aprovada pela Alerj também estabelece a realização de um estudo de impacto orçamentário-financeiro e que caberá ao Poder Executivo regulamentar a lei mediante à aprovação do Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal do Estado do Rio enquanto perdurar sua vigência.

“Os deputados entenderam a covardia feita aos policiais, que são obrigados a prestar depoimento no dia de folga, perdendo o tempo que deveriam estar descansando, com a família, ou resolvendo assuntos particulares. Para piorar, muitas vezes a audiência se estende ou é cancelada, é mais do que justo que os policiais sejam ressarcidos”, argumenta o deputado Filippe Poubel.

Caixa paga 3ª parcela do auxílio emergencial para nascidos em janeiro

A Caixa inicia hoje (18) os pagamentos da terceira parcela do auxílio emergencial 2021. Os beneficiários nascidos em janeiro serão os primeiros a receber os recursos em suas contas digitais.

Os valores podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem para pagamento de boletos, compras na internet e pelas maquininhas de estabelecimentos comerciais.

Os beneficiários também conseguem movimentar os recursos usando o Caixa Tem na Rede Lotérica.

A Caixa lembra que o calendário da terceira parcela foi antecipado. Marcado inicialmente para encerrar em 12 de agosto, com a possibilidade de saques para os nascidos em dezembro, o terceiro ciclo agora finaliza no dia 19 de julho.

Os beneficiários que recebem o crédito nesta sexta-feira, terão o saque liberado a partir do dia 1º de julho. Amanhã será a vez dos pagamentos para nascidos em fevereiro, com saque liberado a partir de 2 de julho.

Bolsa Família

O pagamento da terceira parcela do auxílio emergencial 2021 para beneficiários do Bolsa Família com final de NIS (Número de Identificação Social) 2.

O recebimento do auxílio emergencial é realizado da mesma forma e nas mesmas datas do benefício regular para quem recebe o Bolsa Família. Para quem recebe por meio da Poupança Social Digital, os recursos podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem e na rede lotérica de todo o Brasil, ou sacados por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante quatro meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.

 

fonte: agenciabrasil

Caixa paga auxílio emergencial a nascidos em julho

Trabalhadores informais nascidos em julho começam a receber hoje (20) a nova rodada do auxílio emergencial. O benefício tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a quatro semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.

O saque da primeira parcela foi antecipado em 15 dias. O calendário de retiradas, que iria de 4 de maio a 4 de junho, passou para o período de 30 de abril a 17 de maio.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O calendário de pagamentos foi divulgado pelo governo no início do mês.

O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada (veja link do guia de perguntas e respostas no último parágrafo).

 

Começa hoje o pagamento da 1ª parcelada do Auxílio Emergencial

Para aqueles que aguardam o Auxílio Emergencial de 2021, a Caixa Econômica Federal começou nesta terça feira, 06 de Abril a depositar a  primeira parcela.

Os pagamentos seguem sendo feitos por mês de nascimento de cada pessoa que tem o direito ao Auxílio.

Cerca de 45,6 milhões de brasileiros vão receber o  auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O calendário de pagamentos foi divulgado pelo governo na semana passada. Hoje começam a receber os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em janeiro. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a quatro semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente.

 

Veja o calendário de pagamento e o calendário de saque em dinheiro:

 

Profissional da Saúde denuncia falta de pagamento em Cabo Frio

Uma profissional da Saúde de Cabo Frio-RJ, que não quer ser identificada, mandou uma denúncia para os canais de comunicação do nosso portal de notícias.

Ela afirmou que os novos contratados da Saúde de Cabo Frio ainda não receberam salário e que não há uma previsão para o pagamento ser efetuado.

A denunciante afirma, que muitos profissionais que trabalham nos Postos de saúde do município não foram vacinados com a primeira dose do imunizante contra a covid-19.

De acordo com o relato dela, aqueles que foram vacinados com a Pneumo 23 no dia 26/01/2021, foi pedido a eles que aguardassem 14 dias para tomarem a vacina contra o coronavírus, e que à Secretaria de Saúde iria reservar as doses para que todos os trabalhadores dessas unidades fossem imunizados em 09/02/2021.

No entanto, essa data já passou e nada foi cumprido. Segundo a profissional, uma funcionária que se apresentou como chefe da Secretaria mandou um áudio grosseiro sem dar datas para a solução do problema, dizendo que eles eram de casa e que poderiam esperar até que tudo fosse resolvido.

A profissional da saúde municipal também relatou, que todos os seus colegas de trabalho estão revoltados, porque estão vendo professores de educação física e biólogos serem imunizados, e eles que são da linha de frente sendo deixados pra trás da fila de imunização.

Procurado pelo Rlagos, a Prefeitura de Cabo Frio informa que está finalizando os trâmites burocráticos relacionados às contratações mencionadas. A previsão é de o pagamento para este grupo seja concluído nos próximos dias.

A Prefeitura informa ainda que aguarda o envio de nova remessa da vacina contra a Covid-19 pelo Ministério da Saúde, para continuar a vacinação do primeiro grupo estabelecido pelo calendário do Governo Federal.

Este grupo é composto por profissionais de saúde, idosos residentes em abrigos, pessoas com deficiência institucionalizadas, indígenas e quilombolas. De acordo com o Ministério da Saúde este público-alvo é de 7.196 pessoas.

Apesar de o intervalo entre as as vacinas já ter de cumprido, o município ainda não recebeu nova remessa para continuar a vacinação do grupo citado. O Ministério da Saúde e a Secretária de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES/RJ) ainda não deram previsão para o envio do imunizante.

 

 

 

Fonte: rlagosnoticias.com.br