Governo antecipa pagamento de agosto do Auxílio Brasil de agosto é antecipado; veja o calendário

O calendário de pagamento do Auxílio Brasil referente ao mês de agosto foi antecipado pelo governo federal. Os benefícios começarão a ser pagos no dia 9, conforme o final do Número de Identificação Social (NIS). Será o primeiro mês em que os beneficiários vão receber R$ 600, em vez de R$ 400. Confira abaixo.

A mudança foi publicada no Diário Oficial da União, por meio da Instrução Normativa 18, do Ministério da Cidadania.

Confira as datas de agosto:

NIS de final 1 – 9 de agosto

NIS de final 2 – 10 de agosto

NIS de final 3 – 11 de agosto

NIS de final 4 – 12 de agosto

NIS de final 5 – 15 de agosto

NIS de final 6 – 16 de agosto

NIS de final 7 – 17 de agosto

NIS de final 8 – 18 de agosto

NIS de final 9 – 19 de agosto

NIS de final 0 – 22 de agosto

Vale-gás

Em agosto, os beneficiários do vale-gás dentro do Auxílio Brasil vão receber também 100% do valor, em vez de 50% do preço médio nacional do botijão de 13kg considerando os últimos seis meses, como vinha sendo pago. A média é calculada pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O vale-gás de 100% será pago apenas nos meses de agosto, outubro e dezembro de 2022. Depois disso, o valor voltará a ser de 50%.

Cronograma antigo mantido para outros meses

Vale destacar também que o cronograma de pagamentos para os meses de setembro a dezembro não foi alterado. As datas serão as mesmas já divulgadas no início do ano.

Os benefícios serão liberados na segunda quinzena de cada mês, como já acontecia. No caso específico de dezembro, os saques poderão ser feitos um pouco antes, entre os dias 12 a 23, por conta das festas de fim de ano. Confira as datas abaixo.

A previsão é que o valor de R$ 600 seja pago somente até dezembro de 2022.

Calendário de setembro

NIS de final 1 – 19 de setembro

NIS de final 2 – 20 de setembro

NIS de final 3 – 21 de setembro

NIS de final 4 – 22 de setembro

NIS de final 5 – 23 de setembro

NIS de final 6 – 26 de setembro

NIS de final 7 – 27 de setembro

NIS de final 8 – 28 de setembro

NIS de final 9 – 29 de setembro

NIS de final 0 – 30 de setembro

Calendário de outubro

NIS de final 1 – 18 de outubro

NIS de final 2 – 19 de outubro

NIS de final 3 – 20 de outubro

NIS de final 4 – 21 de outubro

NIS de final 5 – 24 de outubro

NIS de final 6 – 25 de outubro

NIS de final 7 – 26 de outubro

NIS de final 8 – 27 de outubro

NIS de final 9 – 28 de outubro

NIS de final 0 – 31 de outubro

Calendário de novembro

NIS de final 1 – 17 de novembro

NIS de final 2 – 18 de novembro

NIS de final 3 – 21 de novembro

NIS de final 4 – 22 de novembro

NIS de final 5 – 23 de novembro

NIS de final 6 – 24 de novembro

NIS de final 7 – 25 de novembro

NIS de final 8 – 28 de novembro

NIS de final 9 – 29 de novembro

NIS de final 0 – 30 de novembro

Calendário de dezembro

NIS de final 1 – 12 de dezembro

NIS de final 2 – 13 de dezembro

NIS de final 3 – 14 de dezembro

NIS de final 4 – 15 de dezembro

NIS de final 5 – 16 de dezembro

NIS de final 6 – 19 de dezembro

NIS de final 7 – 20 de dezembro

NIS de final 8 – 21 de dezembro

NIS de final 9 – 22 de dezembro

NIS de final 0 – 23 de dezembro

Consulta

Para consultar a situação do benefício, basta acessar o aplicativo Auxílio Brasil, aplicativo Caixa Tem ou ligar para telefone 111. Em caso de dúvidas, o beneficiário também pode entrar em contato com o Ministério da Cidadania, pelo telefone 121.

Saques

Tanto o Auxílio Brasil quanto o vale-gás continuarão sendo sacados com o novo cartão com chip do programa social (que vem sendo entregue aos novos beneficiários, com previsão de atender 6,6 milhões de famílias) ou com o cartão do antigo Bolsa Família. Os beneficiários também podem utilizar o app Caixa Tem para pagamentos de contas e transferências bancárias.

A retirada é feita em agências da Caixa, correspondentes bancários e casas lotéricas de todo o país.

Elegibilidade

O Auxílio Brasil é destinado a pessoas em situação de vulnerabilidade econômica e social: cidadãos em situação de extrema pobreza (renda mensal de ate R$ 105 por integrante da família) ou pobreza (renda mensal individual de até R$ 210).

Para fazer jus ao pagamento, as famílias precisam se enquadrar nos critérios e ter os dados atualizados no Cadastro Único nos últimos 24 meses. As informações declaradas não podem ser divergentes das de outras bases de dados federais.

“A seleção é feita de forma automática, considerando a estimativa de pobreza, a quantidade de famílias atendidas em cada município e o limite orçamentário anual do Auxílio Brasil, por meio do Sistema de Benefícios ao Cidadão (Sibec)”, explica o Ministério da Cidadania.

 

Crédito: Jornal Extra

Foto: André Melo Andrade/Immagini/Estadão Conteúdo

Caixa começa a pagar parcela de junho do Auxílio Brasil

A Caixa começa a pagar hoje (17) a parcela de junho do Auxílio Brasil. Hoje recebem os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 1. O valor mínimo do benefício é de R$ 400. As datas seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Atualmente, 17,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa. No início do ano, 3 milhões de famílias foram incluídas no Auxílio Brasil.

Auxílio Gás

O Auxílio Gás também é pago hoje às famílias cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 1. Com valor de R$ 53 em junho, o benefício segue o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias, até o fim de 2026, com o pagamento de 50% do preço médio do botijão de 13 quilos, conforme valor calculado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) nos últimos seis meses. Pago a cada dois meses, o Auxílio Gás tem orçamento de R$ 1,9 bilhão para este ano.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga um emprego ou tenha um filho que se destaque em competições esportivas ou em competições científicas e acadêmicas.

Podem receber o benefício as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e aquelas com renda per capita de até R$ 200, consideradas em condição de pobreza.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para integrar o programa social e o detalhamento dos nove tipos diferentes de benefícios.

 

crédito: agenciabrasil

Auxílio Brasil extraordinário: saiba até quando vai o pagamento

O pagamento do Auxílio Brasil será retomado na próxima semana, e nele está incluída mais uma parcela do benefício extraordinário. Mas, por não se tratar de um pagamento permanente, o benefício extraordinário do Auxílio Brasil vai até quando? Confira o que se sabe sobre esse pagamento.

Benefício extraordinário do Auxílio Brasil vai até quando?  

O benefício extraordinário do Auxílio Brasil vai até dezembro de 2022, de acordo com o decreto nº 10.919/2021. Inicialmente, a previsão era de que esse pagamento fosse feito apenas em dezembro, mas como houve a regulamentação do Auxílio Brasil por meio da Lei 14.284, o governo decidiu prolongar a concessão do benefício extraordinário para garantir a quantia mínima de R$ 400 às famílias ao longo de 2022.

 

Crédito: Metrópoles

Prefeitura de Itaboraí disponibiliza carnê empresarial para simplificar pagamento de taxas anuais

A Prefeitura de Itaboraí, por meio da Secretaria Municipal de Fazenda e Tecnologia (SEMFAT), lançou o carnê empresarial neste ano. A unificação das taxas anuais (fiscalização, sanitária e publicidade) traz comodidade ao contribuinte, pois simplifica todo o processo de emissão do carnê. Profissionais liberais e empresas estarão contemplados.

Para as empresas, o pagamento poderá ser efetuado em cota única, com o vencimento no dia 7 de março ou parcelado em até quatro vezes (4x) sem acréscimos, com as datas de vencimento das parcelas em 07/03, 06/06, 05/09 e 05/12. Os profissionais autônomos poderão também quitar em cota única, com o vencimento no dia 7 de março ou dividir mensalmente em até 12 vezes, com a última parcela vencendo em 16/01/2023.

“O carnê empresarial chegou para simplificar a vida dos contribuintes, porque unifica todas as taxas anuais e traz a possibilidade de ser parcelado em até quatro vezes sem acréscimos. O carnê de ISS Autônomo também é uma novidade e traz comodidade ao trabalhador liberal em poder ser parcelado em até 12 vezes sem juros. O ISS Autônomo e as taxas são receitas que serão convertidas em qualidade de vida para os itaboraienses. A cada dia que passa, Itaboraí avança mais e é de suma importância que os itaboraienses façam parte dessa transformação”, frisou o subsecretário de Fiscalização de Tributos e Atividades Econômicas, Cesar Alexandre.

Os carnês empresariais serão encaminhados para os contribuintes, sendo possível também a emissão via internet através do Portal do Contribuinte: contribuinte.ib.taborai.rj.gov.br. A SEMFAT ressalta que não houve nenhum acréscimo nos valores, apenas atualização do IPCA em 10,052%.

 

 

Contribuição mensal do MEI tem aumento e vai para R$ 60,60 a partir deste mês

Crédito: Jornal O Dia