Segundo piloto mais popular da F1, Norris desabafa sobre assédio de fãs

Eleito o segundo piloto mais popular da Fórmula 1 pelo público – perdendo apenas para o líder do campeonato, Max Verstappen -, Lando Norris é a cara dos novos fãs da categoria de acordo com a própria pesquisa; jovem, engajado nas redes e assíduo jogador de games virtuais. No entanto, o piloto da McLaren confessou ter partes da fama recente com as quais ainda lida com dificuldade.

– A única coisa ruim é a minha vida pessoal com amigos ou pessoas que são colocadas sob os holofote por serem vistas comigo, por eu acompanhá-los nas redes sociais ou algo assim. Ainda há muitos fãs desagradáveis, pessoas que não respeitam sua vida pessoal. Essa é definitivamente a pior parte da fama – revelou Norris.

Em 2021, o piloto com recém-completados 22 anos disputa sua terceira temporada na F1 e a de maior destaque. Na primeira metade do campeonato, ele se manteve como o piloto mais regular do grid, sendo o único a pontuar em todas as corridas que disputou até o GP da Hungria, o qual abandonou após ser atingido em um “boliche” provocado por Valtteri Bottas.

Hoje, Norris ocupa a quinta colocação no Mundial de Pilotos com quatro pódios, atrás apenas das duplas das líderes Mercedes e RBR – Verstappen, Lewis Hamilton, Bottas e Sergio Pérez – , e três colocações na frente do novo companheiro de equipe, Daniel Ricciardo.

– É muito, muito estranho e assustador o que algumas pessoas fazem, o tempo que passam tentando investigar coisas ou pessoas. Eu rio e acho engraçado até, mas é esquisito. É desrespeitoso com essas pessoas que não fizeram nada, receberem ódio ou abuso nas redes sociais porque alguém não gosta da camisa que estão usando e porque são meus amigos – continuou o britânico.

Fora das pistas, onde costuma ser vocal sobre temas como a saúde mental, Norris já passou por bons e maus momentos; no Brasil, foi recepcionado com festa pelo público. No entanto, chegou a ser vítima de um assalto na saída do estádio de Wembley em Londres, na final da Euro 2020 entre Inglaterra e Itália.

– Às vezes, se estou jantando com amigos, eu realmente não ligo que as pessoas se aproximam de mim. Claro, talvez não seja a coisa mais simpática se aproximar de alguém no meio de jantar e pedir uma foto. Mas sinto que não posso dizer não, porque me odiariam e não seriam mais meus fãs. Eu odeio dizer não e isso é um problema algumas vezes, mas é uma dificuldade minha – admite.

A pesquisa que elegeu Norris como o segundo favorito entre os fãs mostra que pelo menos 63% do público hoje tem menos de 34 anos. Outro dado mostra que 51% dos participantes joga regulamente games de automobilismo, o que se assemelha ao perfil de pilotos jovens da F1 como o próprio Norris, que faz transmissões de partidas através de seus canais na internet.

O levantamento, que ouviu mais de 167 mil pessoas de 182 países, surpreendeu até mesmo o CEO da F1 Stefano Domenicali por colocar Lewis Hamilton apenas como o terceiro favorito do público. Norris reconheceu a popularidade do próprio compatriota da Mercedes e, apesar de não esconder sua preocupação quanto aos pontos negativos da fama, ponderou:

– Não há muito que se possa fazer contra isso exceto não sair de casa! Há algumas coisas que dá pra fazer pra ficar mais escondido dos holofotes, mas isso faz parte. Não sou do tipo Lewis Hamilton, com sete título e conhecido por mil outras coisas como ele é. Ele é muito popular fora da F1 e eu não diria que estou nesse nível. Mas claro, vendo aquela pesquisa que saiu, há muitas coisas pelas quais os fãs me curtem que é diferente para outros pilotos. Às vezes isso é muito pra lidar, mas ainda é algo legal de se ter.

 

Crédito: ge

Acidente na Formula 1 piloto fica no meio das chamas por 29 segundos

O francês Romain Grosjean escapou da morte no acidente mais assustador da Fórmula 1 nos últimos anos, na primeira volta do GP do Barein, neste domingo. A Haas do francês explodiu em chamas e foi partida ao meio depois de uma batida violentíssima no guard rail após um toque com a AlphaTauri do russo Daniil Kvyat.

Grosjean ficou no cockpit em chamas por 29 segundos, mas, sem ter desmaiado com o impacto, conseguiu sair do que sobrou de seu carro e correu para pular o guard rail enquanto sua Haas continuava pegando fogo. Na confusão, o piloto saiu correndo sem uma das sapatilhas.

O francês sofreu queimaduras leves nas mãos, mas sem nenhuma fratura. Consciente, o piloto da Haas foi levado ao centro médico do autódromo de Sakhir, e, em seguida, transportado de helicóptero ao Hospital Central do Barein, que fica a dez minutos do circuito. O piloto da Haas passará uma noite no hospital.

A prova foi interrompida com a bandeira vermelha porque o guard rail ficou bastante danificado. Os responsáveis pela infraestrutura do autódromo começaram imediatamente o trabalho de reconstrução da barreira. O reinício da corrida aconteceu mais de 1h20 após o acidente.

No acidente, ocorrido na saída da curva 3, Grosjean tentou desviar de outros carros mais lentos à sua frente e derivou para a direita, onde estava Kvyat. O bico do carro do russo tocou no pneu traseiro direito da Haas do francês, que rumou para o guard rail.

O carro foi partido ao meio, com toda a parte traseira de um lado, e a parte do cockpit, pegando fogo com Grosjean dentro, do outro. Dois fiscais de pista com extintores de incêndio se aproximaram do carro em chamas e apagaram o incêndio, enquanto o piloto pulava o guard rail para fugir.

Já internado em um hospital militar após ao grave acidente sofrido durante o GP do Barein, Romain Grosjean gravou um vídeo em um dos seus perfis de redes sociais para tranquilizar os fãs sobre seu estado de saúde. O piloto francês aproveitou a oportunidade para exaltar o Halo, o dispositivo de proteção de cabeça na F1 que parece ter sido fundamental para que o piloto saísse do carro sem ferimentos mais graves.

– Após avaliação médica, o piloto Romain Grosjean permanecerá no hospital durante esta noite para o tratamento de queimaduras em ambas as mãos após ao acidente na volta de abertura do GP do Barein. Os raio x realizados não apontaram fraturas. Atualizaremos o estado de saúde quanto tivermos mais informações a respeito – afirmou o time.

Fonte: globo.com