Preso em Cabo Frio acusado de pornografia infantil. O mandado é da Justiça de Santa Catarina

Policiais civis da 126ª DP (Cabo Frio) prenderam em flagrante, na última terça-feira (30/11), um homem acusado de pornografia infantil. Contra ele foi cumprido um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça do estado de Santa Catarina.

Os agentes foram ao endereço do suspeito, na Praia do Siqueira, em Cabo Frio, Região dos Lagos do Rio de Janeiro, e encontraram diversas imagens de pornografia infantil, com dizeres que lembravam rituais satânicos, além de dois cadernos contendo senhas de acesso a sites de pornografia infantil.

Os policiais também observaram o nome de uma vítima escrito nas paredes de um cômodo da casa, que consta no procedimento de investigação do estado de Santa Catarina, e no qual o autor faz ameaças de morte contra ela.

No imóvel foram apreendidos um notebook, quatro pendrives, um telefone celular, diversas fotografias de pornografia infantil e dois cadernos de anotações, além de fotografias da vítima catarinense.

 

Crédito: www.osaogoncalo.com.br

Vítimas do desabamento de calçada recebem alta de hospitais em Joinville

Trinta e três pessoas que foram encaminhadas ao hospital após a queda de uma calçada que cedeu em Joinville, no Norte catarinense, na noite de segunda-feira (22), receberam alta. Em nota divulgada na madrugada desta terça-feira (23), a administração municipal informou que nenhuma das vítimas sofreu ferimentos graves.

O caso ocorreu durante uma apresentação de Natal e a estrutura que desabou passa sobre uma galeria fluvial. Equipes isolaram a área após o acidente. O trânsito na Avenida Beira-rio também foi bloqueado no trecho. Nesta manhã, às 10h, está previsto uma perícia no local.

O g1 SC tentou contato com a Defesa Civil para saber o que motivou a queda da estrutura e há risco de novos desabamentos. Até as 9h, não houve retorno.

Inicialmente, a prefeitura informou que o Hospital Infantil de Joinville recebeu 11 crianças. Outros 19 adultos teriam sido atendidos no Hospital Municipal São José de Joinville. A confirmação da internação de outros dois adultos e uma criança foi feita somente durante a madrugada.

 

Crédito: g1

Mulher vai a UPA com cólica renal, descobre que estava grávida e acaba dando à luz

Uma mulher descobriu que estava grávida de cerca de 8 meses ao procurar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) reclamando de uma suposta cólica renal.

A paciente de 43 anos deu entrada na unidade em Araranguá (SC), na manhã de terça-feira (19), alegando fortes dores abdominais, abaixo do ventre, e na coluna, mas destacando que tinha histórico de disfunção nos rins. Enquanto esperava pelo atendimento, ela pediu para usar o banheiro e foi surpreendida pelas fortes contrações.

Ellen Lazzaretti, enfermeira obstetra e coordenadora da UPA, conta que a primeira profissional que chegou ao banheiro, alertada pelos gritos da grávida, já viu o bebê “coroando”, etapa do parto em que a parte mais larga da cabeça passa pela abertura da vagina. Poucos segundos depois, o recém-nascido acabou caindo no vaso, sendo rapidamente socorrido.

Todo o processo entre a chegada da paciente e o nascimento da criança levou cerca de 40 minutos.

O bebê, um menino, veio ao mundo pesando 2,2 kg. “Não tem como a gente saber a prévia exata do tempo de gestação porque ela não sabia que estava grávida, eu enviei as fotos do bebê para um pediatra, e ele estima que estava com 35, 36 semanas, até pelo peso dele”, detalhou Ellen em entrevista ao UOL.

Ainda segundo a enfermeira obstetra, a paciente realmente não sabia que estava esperando um bebê, já que achava sentir os primeiros sintomas da menopausa e tem dois filhos mais velhos, um deles já adulto.

“Ela falou que realmente não sabia, foi uma reação de susto, porque ela trabalhou até meia-noite no emprego dela, com dores nas costas, achando realmente que era cólica renal, por isso ela veio de manhã cedinho, antes de trabalhar. Os filhos dela, um de 20 e um de 14, também ficaram bem assustados, mas é um pacotinho de surpresa bem-vindo, né?”, destacou a profissional.

Depois de receberem os primeiros socorros na UPA, mãe e bebê foram encaminhados de ambulância ao Hospital Regional da cidade. Ambos passam bem, mas o recém-nascido continua internado em observação, por ser prematuro.

“Isso se chama gravidez silenciosa, que não é rara, mas é incomum. Ela tem 43 anos, estava acima do peso, entrando no período de menopausa. Menstruava, não menstruava…então para ela, depois de 14 anos, ela não imaginou que estava grávida. Ela não sentiu o bebê mexer”, concluiu Ellen.

 

Crédito: noticias.uol.com.br

Quatro jovens ficam presos em ilha, em Santa Catarina, após usarem colchões como barco

Parece que o final de semana de quatro jovens, em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, não foi tão bom como o planejado. No último domingo (4), o grupo precisou ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros, da Ilha das Cabras, na mesma cidade, depois que o “transporte” deles, dois colchões infláveis, furou. Os quatro, que não sabiam nadar, chegaram a passar a noite de sábado (3) para domingo, na ilha, sem comida nem água potável.

Segundo informações, o grupo não contava que os colchões infláveis estourariam ao se chocar com as pedras, e quando se viram presos na ilha, pensaram que iriam conseguir pedir ajuda para algum barco ou lancha que passasse pelo local, o que não aconteceu. Na manhã de domingo, decidiram então acionar o Corpo de Bombeiros, que os retirou um a um por medida de segurança, pois por conta da ondulação, a embarcação poderia jogá-los contra as pedras.

 

 

Fonte: Metrópoles