Detran.RJ reúne 70 municípios fluminenses para incentivar adesão ao Sistema de Notificação Eletrônica (SNE)

O presidente do Detran.RJ, Adolfo Konder, se reuniu nesta quinta-feira (3/2) com representantes de 70 municípios do Estado do Rio de Janeiro para falar sobre a importância de as cidades fluminenses aderirem ao Sistema de Notificação Eletrônica (SNE). O sistema facilita a comunicação de multas aos motoristas, gera economia e agilidade na emissão das penalidades, além de permitir um desconto de até 40% no pagamento das infrações – podendo aumentar a base de arrecadação das prefeituras, uma vez que muitos condutores recorrem ou mesmo deixam de pagar as multas.

O Detran.RJ aderiu ao SNE no último dia 7. E, até o momento, cerca de 560 mil motoristas já aderiram também ao sistema. Com a possibilidade de adesão das prefeituras, o motorista fluminense passará a ter também a chance de pagar multas, com descontos, emitidas por outros municípios que participarem do sistema.

A reunião foi pela plataforma digital Zoom e contou com a participação de 88 pessoas, incluindo o Secretário Nacional de Trânsito (Senatran), Frederico Carneiro; o diretor de Gestão da Senatran, Eduardo Sanches; o titular da Coordenadoria de Julgamento de Condutores de Detran.RJ, Hugo Leonan; entre outros especialistas do setor de trânsito federais e municipais.

“Essa mobilização foi muito relevante e demonstra que os municípios do Estado do Rio de Janeiro estão empenhados em estruturar um trânsito cada vez mais seguro e eficaz. O SNE é uma importante ferramenta tecnológica que favorece o cidadão fluminense. Além do desconto de até 40%, as pessoas passam a ter acesso a todas as informações, a qualquer momento, em seu telefone”, diz Adolfo Konder, presidente do Detran.RJ.

“A notificação das multas, no meio físico, de forma tradicional, pelos Correios, tem um custo mais elevado e pode demorar mais tempo para que o condutor tenha ciência da infração”, explica o coordenador Hugo Leonan.

Participaram da reunião representantes dos principais municípios fluminenses, como
Angra dos Reis, Armação dos Búzios, Campos Dos Goytacazes, Duque de Caxias, Iguaba Grande, Itaguaí, Macaé, Maricá, Miguel Pereira, Niterói, Nova Friburgo, Nova Iguaçu, Paraty, Petrópolis, Resende, Rio Bonito, São Gonçalo, Teresópolis, Volta Redonda, Cabo Frio, entre outros.

Mais informações sobre o SNE
Para obter o desconto, o motorista fluminense deverá ter uma conta no Gov.br e, em seguida, baixar o aplicativo – Carteira Digital de Trânsito (CDT) – no seu celular –  ou fazer o cadastro no site da Senatran. Com a vantagem de que, com a adesão, o cidadão deixará de receber as multas do Detran.RJ pelo meio físico e receberá todas as notificações de forma eletrônica.

Ao receber as multas, o cidadão poderá visualizar todos os detalhes de cada infração no próprio aplicativo. Caso o usuário reconheça o cometimento da infração e abra mão de recorrer, poderá emitir o boleto de pagamento com desconto de 40%. Caso não opte e queira recorrer, os procedimentos continuam tramitando e o desconto será de 20%. Vale ressaltar que os descontos só poderão ser solicitados e pagos dentro do vencimento.

O acesso de Pessoa Jurídica ao SNE é feito através do uso de Certificado Digital ou por meio de um cadastro de colaborador. Mesmo que haja várias empresas, o acesso sempre estará vinculado ao CNPJ e ao e-mail cadastrado para obtenção do Certificado.

Mais informações sobre o Sistema de Notificação Eletrônica: https://servicos.serpro.gov.br/sne/

 

Crédito: Ascom Detran RJ

Detran RJ adere ao Sistema de Notificação Eletrônica

O Detran.RJ aderiu ao Sistema de Notificação Eletrônica  (SNE), da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran), na última sexta-feira, dia 7/1. Com a novidade, o cidadão do Estado do Rio de Janeiro já pode receber infrações dos seus veículos por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) e obter descontos de até 40% no pagamento de multas emitidas pelo Detran.RJ. Os usuários também podem receber as notificações de autuação e/ou penalidade dos órgãos autuadores que adotaram a ferramenta de forma imediata.

Para aderir ao sistema, o cidadão fluminense deverá ter uma conta no Gov.br e, em seguida, baixar o aplicativo – Carteira Digital de Trânsito (CDT) – no seu celular –  ou fazer o cadastro no site da Senatran.

Com a adesão, o cidadão deixará de receber as multas do Detran.RJ pelo meio físico e receberá todas as notificações de forma eletrônica.

Ao receber as multas, o cidadão poderá visualizar todos os detalhes de cada infração no próprio aplicativo. Caso o usuário reconheça o cometimento da infração e abra mão de recorrer, poderá emitir o boleto de pagamento com desconto de 40%. Caso não opte e queira recorrer, os procedimentos continuam tramitando e o desconto será de 20%. Vale ressaltar que os descontos só poderão ser solicitados e pagos dentro do vencimento.

Mesmo aderindo ao SNE é preciso solicitar o desconto toda vez que houver nova notificação de penalidade para seus veículos, além de consentir em não apresentar recursos. Após a solicitação, haverá análise do órgão autuador que decidirá em concedê-lo ou não. Fatores como prazo, adesão ativa e recursos serão verificados.

“O SNE é uma importante ferramenta tecnológica que favorece o cidadão fluminense. Além dos descontos, as pessoas passam a ter acesso a todas as informações, a qualquer momento, em seu telefone”, diz Adolfo Konder, presidente do Detran.RJ.

“O aplicativo dá mais agilidade tanto para o Detran quanto para o cidadão, além da economia com a emissão postal. Outros serviços de infrações também estão disponíveis no aplicativo Carteira Digital de Trânsito”, complementa Hugo Leonan , coordenador de Julgamentos de Condutores do Detran.RJ.

O acesso de Pessoa Jurídica ao SNE é feito através do uso de Certificado Digital ou por meio de um cadastro de colaborador. Mesmo que haja várias empresas, o acesso sempre estará vinculado ao CNPJ e ao e-mail cadastrado para obtenção do Certificado.

O Detran do Estado do Rio de Janeiro foi o primeiro a aderir ao Sistema de Notificação Eletrônica, desenvolvido pelo Serpro (Serviço de Processamento de Dados do Governo Federal), em 2018, quando a adesão era facultativa. Por conta da pandemia, o serviço foi suspenso e voltou a ser oferecido agora, após adequações sistêmicas para atender à Lei 14.071/2020. Para o cidadão que já tinha aderido ao SNE antes de 18/09/2020 e não cancelou a adesão, o serviço continuará disponível via Carteira Digital de Trânsito – CDT.

 

 

Crédito: Detran RJ