Número de homicídios cresce na Região dos Lagos

Os moradores da Região dos Lagos estão assustados com o aumento do número de homicídios na área. Isso porque, em um mês, do dia 19 de agosto até o dia 19 de setembro, 25 mortes foram registradas. Em Cabo Frio, por exemplo, 14 pessoas foram mortas neste período de tempo. Entre eles, um policial militar que separou uma briga e foi morto na Praça de São Cristóvão, além de um jovem motorista de aplicativo que foi encontrado morto em Guriri.

Em Araruama, o vereador Ciraldo Fernandes da Silva foi assassinado também durante o período. Já em Arraial e em Búzios, ossadas foram achadas em estágio de decomposição. Mortes também marcaram o período nestas regiões e em Cabo Frio também.

Para o Gestor de Segurança, José Maria Cadimo, os índices de crime estão maiores e os “crimes mais comuns estão sendo banalizados, aprimorando os mais sofisticados, sem que haja punição eficaz para esta crescente delinquência”. Esse índice contraria a campanha feita pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, que afirma que “o número de homicídios dolosos é o menor em quase 30 anos”.

Ainda segundo José Maria, as políticas públicas estão sendo incapazes de combater a violência. “Os investimentos realizados no setor de combate à criminalidade são aplicados de forma inadequada e não conseguem baixar as estatísticas alarmantes.”

Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), na área do 25º Batalhão de Polícia Militar, o número de homicídios dolosos em 2019, de janeiro a julho, caiu 25,5% em relação ao mesmo período de 2018. Já o número de mortes por intervenção de agentes do Estado, quando há confrontos armados, aumentou 33%.

Para Cadimo, é necessária a ação do poder municipal “principalmente no que tange à prevenção da violência primária, já que esse tipo envolve ações focadas em fatores sociais, econômicos, psicológicos e ambientais”.

Ele ainda completa: “Reconhecemos o trabalho da polícia, no entanto, sem os investimentos necessários há décadas, o aumento do número de ocorrências foi inevitável, absorvendo praticamente todo o efetivo das Polícias Civil e Militar para o atendimento às vítimas, comprometendo todo o trabalho preventivo que deveria ter sido realizado.”

As ações da polícia que apreenderam drogas e armas na região tem também inibido a venda dessas substâncias. “A vulnerabilidade por deficiência no controle e fiscalização pelos órgãos competentes, durante vários anos, vem motivando o ingresso e comercialização de drogas, que consequentemente, são o motivo de disputa e crimes violentos”. Segundo a Polícia Civil, todos os crimes denunciados estão sendo investigados.

Fonte: O São Gonçalo 

Policiais de Maricá apreendem R$ 3 mil em drogas

Policiais Militares do Patrulhamento Tático Móvel (PATAMO) da 6ª Companhia de Maricá apreenderam na tarde desta sexta-feira, 20, uma carga de drogas avaliada em R$3000, na Comunidade do ‘Cantinho’, Região Central de Maricá. O caso aconteceu por volta de 12h30. De acordo com um levantamento feito pelo LSM, após receberem denúncias de que marginais estariam instalado uma ‘boca de fumo’ na Comunidade, os Policiais foram até a localidade para averiguar.

Chegando no local, os militares avistaram três elementos em atitude suspeita, que fugiram com a aproximação da viatura. Os Policiais realizaram uma varredura no local e encontraram uma carga de drogas, contendo 116 pinos de cocaína de R$10, 88 pinos de cocaína de R$5 e 56 trouxinhas de maconha de R$10.

As drogas foram apreendidas e levadas para a Delegacia de Maricá (82ªDP).

Fonte: Portal LSM

Homem suspeito de assalto a ônibus morre após ser atropelado pelo mesmo coletivo em São Gonçalo

O suspeito de um assalto a coletivo em São Gonçalo morreu ao ser atropelado pelo mesmo ônibus que é acusado de ter roubado, na manhã de hoje (19). O homem ainda não foi identificado. O caso ocorreu na Rua Presidente Kennedy, principal via do Centro de São Gonçalo, por volta das 9h da manhã.

De acordo com a Polícia Militar, o homem teria assaltado o ônibus e caiu ao descer do coletivo com o dinheiro na mão, sendo atropelado pelo veículo, cuja roda acabou passando por cima da cabeça dele. O homem morreu na hora. O motorista do ônibus fugiu do local, e ainda não foi identificado. Com o homem, foi encontrado apenas uma certa quantia em dinheiro, que estava em sua mão. Ele não estava armado.

O caso foi registrado na 72ª DP do Mutuá, também em São Gonçalo.

Foto: Ibici Silva. 

Polícia prende suspeitos de integrar quadrilha de roubo de cargas que atuava em Silva Jardim

Cinco pessoas foram presas na manhã de ontem (18) em uma operação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) e da Polícia Civil. Os detidos são suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em roubos de cargas de caminhões que atuavam na BR-101, entre Silva Jardim e Campos. A operação, chamada “Pista Segura”, contou ainda com o Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP-RJ e com a 123ª Delegacia de Polícia de Macaé.

Os suspeitos foram presos em Campos e Rio das Ostras. Na ação, também foram apreendidos documentos, aparelhos eletrônicos e celulares. A operação ainda teve o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Inteligência (CSI) do MPRJ, da 128ª DP de Rio das Ostras, da 146ª DP de Guarus e da 134ª DP do Centro de Campos.

Segundo as investigações, o grupo atuava na região desde 2016, abordando caminhoneiros com violência. Eles utilizavam veículos clonados, além de portarem armas de fogo. Agressões verbais e psicológicas também faziam parte do modo de atuação da quadrilha, que contaria, ainda, com um especialista no desarmamento de sistemas de rastreamento dos caminhões de carga. As vítimas abordadas eram mantidas em cativeiro até que os veículos fossem totalmente descarregados, segundo o Ministério Público.

Quatro caixas eletrônicos são roubados em Maricá

Quatro caixas eletrônicos foram arrombados e roubados na madrugada de ontem (18) em Maricá, dentro de um shopping na RJ-106. Um restaurante no mesmo local também chegou a ser invadido. Porém, segundo a Polícia Militar, os criminosos levaram o dinheiro de apenas um dos caixas.

Segundo informações dos lojistas, os suspeitos invadiram o shopping pela lateral por meio de um buraco na parede. Câmeras de vigilância no local onde os caixas ficam, no segundo andar, foram destruídas. A quantia de dinheiro levada não foi divulgada.

“Eles entraram no meu restaurante e estouraram o caixa, conseguiram levar dinheiro, água, refrigerantes e isotônicos”, relata Adriano Oliveira, dono de um dos restaurantes que funcionava no shopping e que também foi invadido. Ele soube do ocorrido pela manhã e recebeu a notícia com desespero.

Até agora, ninguém foi preso. O caso está sendo investigado pela 82ª DP de Maricá.