Idosos acima dos 70 não perdem benefícios caso não cadastrem biometria

Quem tem 70 anos ou mais não precisa fazer o cadastro da biometria na Justiça Eleitoral – a não ser que queira continuar votando – e muito menos ficará sem o benefício da aposentadoria ou da pensão caso perca o prazo. “O maior de 70 anos não vai ter nenhum problema”, afirmou Bruno Andrade, diretor-geral do TRE-RJ. “O eleitor até 70 anos de idade é obrigado a votar. Esse que tiver o título cancelado pode ter algum problema”, ressalta.

Eleitores de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, tornaram a madrugar na última terça-feira (19) na porta do Tribunal Regional Eleitoral do município para tentar fazer o recadastramento biométrico. Muitos na fila eram idosos, preocupados com a informação — falsa — de suspensão do pagamento.

Caxias é um dos 28 municípios do Estado do RJ que estão passando pela revisão do eleitorado pela biometria. Na segunda (18), a fila era grande. Outros sete já encerraram o processo. O prazo nessas 28 cidades vai até o dia 1º – mas Bruno Andrade afirmou que há chance de prorrogá-lo caso o recadastramento não atinja 80% do eleitorado. Na capital fluminense e em São Gonçalo, por exemplo, o cadastramento ainda não é obrigatório.

Confira os 28 municípios onde o prazo ainda está aberto:

  • Arraial do Cabo
  • Bom Jesus do Itabapoana
  • Carapebus
  • Cardoso Moreira
  • Comendador Levy Gasparian
  • Cordeiro
  • Duque de Caxias
  • Iguaba Grande
  • Italva
  • Itaocara
  • Laje do Muriaé
  • Macuco
  • Magé
  • Mendes
  • Miracema
  • Natividade
  • Porciúncula
  • Porto Real
  • Quatis
  • Quissamã
  • Rio Claro
  • Santa Maria Madalena
  • São Fidélis
  • São João de Meriti
  • São José do Vale do Rio Preto
  • Silva Jardim
  • Varre e Sai
  • Vassouras

Tire duas dúvidas

– É preciso fazer o cadastramento se o eleitor já votou na última eleição com biometria?

Antes fazer o agendamento junto ao TRE, o eleitor deve entrar no site e consultar se o seu título está com pendência no cadastramento da biometria ou se o cadastro está válido. Às vezes o eleitor votou com biometria, mas não foi reconhecido pela urna.

– A biometria será obrigatória para a cidade do Rio na próxima eleição?

Em 2020 não será obrigatório e o título não será cancelado.

– Quem renovou carteira no Detran já renovou a biometria?

Não. Os dados que o TRE-RJ pegou do Detran não foi da habilitação, mas da identidade Civil. Para conferir se a sua identidade civil foi validade, basta entrar no site.

– Quem não fizer a biometria terá o CPF cancelado?

Na realidade, o município Duque de Caxias está passando por um processo de revisão de eleitorado. Quem não faz o título de eleitor, tem o título cancelado e a Receita Federal, por cruzamento de informações, verifica isso e coloca o CPF em suspensão.

– Idosos com mais de 70 anos precisam fazer o recadastramento da biometria?

Se a pessoa quiser votar, é necessário fazer o cadastramento, mesmo para quem é eleitor facultativo.

– O que é biometria?

A biometria é a tecnologia que identifica o eleitor através do reconhecimento de sua impressão digital, conferindo maior segurança à identificação no momento da votação, por meio de um leitor biométrico, acoplado à urna eletrônica. Na votação com identificação biométrica, o eleitor passa a ter a identidade confirmada ao colocar sua digital no terminal da urna eletrônica.

Fonte: G1

Rio Bonito recebe Festival de Churros neste fim de semana

O Festival de Churros desembarca em Rio Bonito nesta sexta-feira, dia 22, sempre a partir das 14h. O evento será realizado até o domingo (24), na Praça Fonseca Portela. A entrada é gratuita.

A atração irá reunir mais de 30 tipos de churros de diferentes sabores e formatos, como o espanhol, tradicional, em cone, com sorvete, Kinderbuenno, Prestígio, Kit Kat e o bubble waffle. Os vários food trucks de diversos cantos do Brasil também irão trazer para a cidade opções de hambúrguer e bebidas artesanais, entre outras comidas.

O festival, que tem o apoio da Prefeitura, contará também com apresentações musicais ao vivo nos três dias, além de um espaço kids, com tobogã e cama elástica.

Prefeitura de Rio Bonito inicia pavimentação da Travessa do Socorro, no Boqueirão

A Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp) de Rio Bonito deu início a pavimentação da Travessa do Socorro, no Boqueirão, uma antiga reivindicação dos moradores locais. A obra começou nesta segunda-feira (18) e deve durar dez dias.

Além de colocação de meio-fio e construção de rede de esgoto e de água pluvial, a travessa vai ganhar cerca de 100 metros quadrados de pavimentação em paralelos, que facilita a absorção e o escoamento da água.

A Semosp também vai fazer a drenagem e limpeza dos bueiros que margeiam a rua, para evitar alagamentos em dia de chuva.

PIB de Rio Bonito promove palestra sobre violência contra a mulher neste domingo

Com o tema ‘Uma Conversa Necessária’, o Ministério de Mulheres da Primeira Igreja Batista de Rio Bonito vai promover neste próximo domingo (24) uma palestra que aborda a conscientização e os cuidados em relação à violência contra a mulher, em alusão ao Dia Internacional de Luta Contra a Violência Sobre a Mulher, comemorado na próxima segunda-feira, dia 25 de novembro.

A palestra terá início às 10h, com um café-da-manhã, ministrada pela psicóloga Fernanda Reis e pelo Pr. Sandro Costa, advogado e psicólogo. O evento é gratuito e aberto à comunidade e servirá também para esclarecer questionamentos e dúvidas dos presentes sobre o tema.

“O Ministério de Mulheres da Primeira Igreja Batista de Rio Bonito, diante da triste realidade que vivemos com relação à violência contra a mulher, realizará no domingo um painel sobre o assunto. Venha, participe e vamos mudar essa dura realidade”, convida a responsável pela organização da palestra, Fátima Silva.

A Primeira Igreja Batista de Rio Bonito fica localizada na Rua Doutor Matos, 192, no Centro de Rio Bonito.

Segundo Polícia Civil, tiro que matou menina Ágatha foi disparado por cabo da PM

O tiro que atingiu e matou a menina Ágatha Félix partiu da arma de um cabo da Polícia Militar, segundo a conclusão do inquérito feito pela Delegacia de Homicídios da Capital. Segundo o documento, houve “erro de execução” por parte do agente – ele fez um disparo de advertência contra dois motoqueiros que furaram uma blitz. O policial foi indiciado pro homicídio doloso. O relatório da investigação já foi encaminhado ao Ministério Público.

O inquérito tomou como base depoimentos de testemunhas, de policiais militares em serviço na Unidade de Polícia Pacificadora da região, que estavam no local do crime, diversas perícias e o laudo da reprodução simulada, realizada em 1 de outubro.

O resultado dessa perícia aponta o erro de execução por parte do PM. Segundo as investigações, o policial tentara atingir dois traficantes que passavam em uma moto, mas o projétil ricocheteou e atingiu Ágatha no interior do veículo. O inquérito também aponta que o cabo pode ter confundido com uma arma uma esquadria de alumínio carregada pelo homem que estava na garupa.

A informação foi publicada pelo jornal O Globo. No mês passado, o G1 já havia antecipado que essa era a principal hipótese para o crime.

A menina Ágatha Vitória Sales Félix morreu no dia 20 de agosto após ser baleada na comunidade da Fazendinha, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro. Ela ainda foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento do Alemão e transferida para Hospital Getúlio Vargas, mas não resistiu aos ferimentos.

Por meio de nota, a Polícia Militar se posicionou sobre o caso:

“A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar lamenta o triste episódio da pequena Ágatha e reforça solidariedade à família. Sobre a investigação, a corporação esclarece que está dando o apoio necessário à Delegacia de Homicídios da Polícia Civil e em paralelo segue a apuração interna através do Inquérito Policial Militar (IPM). O policial, apontado pela Polícia Civil como autor do disparo, está afastado de suas atividades nas ruas”.

Fonte: G1