Chuva provoca alagamentos em Rio Bonito e Silva Jardim

A chuva que atingiu a região desde a madrugada desta segunda-feira (13) provocou transtornos em diversas cidades, incluindo Rio Bonito e Silva Jardim, onde foram registrados pontos de alagamento e rios que transbordaram, deixando moradores ilhados. Em Silva Jardim, o nível do rio Capivari subiu e está prestes a transbordar, enquanto em Rio Bonito, na localidade do Rato Molhado, a água invadiu diversas casas.

Água invadiu casas no Rato Molhado, em Parque das Acácias, bairro de Rio Bonito (Foto: Reprodução/Internet)

O prefeito de Rio Bonito, José Luiz Alves Antunes, está no local acompanhando moradores para observar a situação. Em imagens divulgadas na internet, é possível ver o nível da água dentro das residências. Segundo o portal Climatempo, a previsão é de chuva intensa durante todo o dia na cidade, com índice de chuva que pode chegar a 80mm. A previsão do tempo no município é de máxima de 29ºC e mínima de 25ºC.

Previsão de chuva para Rio Bonito é de até 80mm (Foto: Reprodução/Internet)

Já em Silva Jardim, a situação levou a Prefeitura a emitir um estado de alerta na cidade devido ao risco de transbordamento do rio Capivari, que corta diversos bairros da cidade. No município, foi registrada chuva de 112 milímetros. A recomendação é que moradores de locais próximos a corpos d’água, como rios e valões, coloquem os móveis em lugares altos e deixem as casas em caso de alagamento.

Rio Capivari está prestes a transbordar em Silva Jardim (Foto: Ellory Rangel)

A água encheu as ruas de bairros como Varginha, Caxito, Nossa Senhora da Lapa e Biquinha. Em Aldeia Velha, distrito famoso pela beleza natural e por atrair turistas, ficou completamente isolada devido o alagamento do principal acesso à localidade, que encheu d’água após o rio que corta a rua transbordar. Porém, segundo a Prefeitura, não há até o momento registro de pessoas desabrigadas. Agentes da Defesa Civil já estão nas ruas da cidade para realizar o monitoramento da situação.

 

 

Maricá em estado de alerta por conta das chuvas

Maricá está em estágio de alerta por conta das chuvas desta segunda-feira (13). Mais de 1500 funcionários da Prefeitura, entre integrantes da autarquia Serviços de Obras de Maricá (Somar), das secretarias de Habitação, Assistência Social, Proteção e Defesa Civil, Trânsito, Educação, Ordem Pública, Esportes e Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher estão nas ruas desde a madrugada para amenizar os transtornos provocados pelas chuvas. As equipes contam com apoio de máquinas, caminhões e barcos para esse trabalho.

Os locais mais atingidos são Itapeba, São José do Imbassaí, Santa Paula, Inoã, Bairro da Amizade e Bananal, além da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106) e de regiões do Centro.

A aproximação de uma frente fria pelo oceano mantém o tempo instável na cidade. Há vários bolsões de água e houve registro de chuva forte a muito forte nas primeiras horas da manhã de segunda-feira, gerando um acumulado em 24 horas na estação pluviométrica da Mumbuca (mede a região do Centro e adjacências) de 177 mm às 10h15.

Segundo parâmetros do Laboratório de Meteorologia da Universidade Estadual no Norte Fluminense (UENF), a partir de 50 mm é considerada chuva de intensidade muito forte e em Maricá choveu quase quatro vezes além da medida de chuva muito forte. No pluviômetro da Barra o acumulado no mesmo horário foi de 3.8 mm.

Até o momento, as equipes da prefeitura fizeram 24 atendimentos, sendo três famílias (oito pessoas) desalojadas e retiradas com barcos e botes nos loteamentos 26 de Maio e São Francisco (São José do Imbassaí). Duas casas desmoronaram no Bananal e Bairro da Amizade, mas ninguém se feriu. Os moradores estão em casa de vizinhos. Equipes da Somar utilizam uma retroescavadeira próximo a ponte da Mumbuca para retirada de gigogas e escoar a água de forma mais rápida.

A sede da Secretaria de Assistência Social também foi prejudicada. A equipe está concentrada no SAPAD que fica na Rua Chebabe (na ladeira em frente à rua do Cineteatro Henfil). O local está aberto para receber doações, como colchonetes, água, roupas, calçados, alimentos não perecíveis, material de higiene pessoal e produtos de limpeza. As doações também podem ser deixadas nos CRAS São José, Inoã, Jardim Atlântico, Itaipuaçu e Santa Paula.

Psicólogos e assistentes sociais do CRAS São José já foram para o CAIC Elomir Silva (São José), onde os desabrigados serão alojados. A Secretaria de Habitação e Assentamentos Humanos realiza o controle das áreas suscetíveis.

Informamos que ainda há previsão de chuva fraca a moderada, podendo ser forte de forma rápida e isolada para as próximas horas.

A Secretaria de Proteção e Defesa Civil orienta as pessoas a evitarem deslocamentos e procurarem locais seguros. O telefone de emergência é o 199.

 

Em 12 horas, chove em Niterói quantidade esperada para todo o mês de janeiro

O município de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, também foi castigado pela chuva entre a noite deste domingo e a manhã desta segunda-feira. De acordo com a prefeitura, num período de 12 horas choveu o que era esperado para para todo o mês de janeiro. O período em que o temporal foi mais intenso foi entre 6h e 7h, atingindo 33% do volume esperado para o mês.

— Não consegui sair de casa. A água já estava chegando à portaria do prédio. Voltei para meu apartamento para esperar a situação se normalizar — disse a funcionária pública Patrícia Azevedo. Ela mora na Rua Mariz de Barros, no trecho próximo à Avenida Roberto Silveira, em Icaraí — um das principais acessos à Ponte Rio-Niterói. A via teve trechos alagados, nos quais somente ônibus conseguiam circular.

— Esse é o quadro de sempre aqui em Niterói. Chove um pouquinho a mais e a cidade para — lamentou o aposentado Julio Oliveira.

Um caminhão é usado nos em pontos de alagamento para agilizar o escoamento da água, informou a prefeitura. Agentes da NitTrans estão distribuídos em pontos considerados estratégicos para orientar o trânsito. A Prefeitura de Niterói informou que mais de 900 funcionários foram mobilizados para atuar na cidade.

De acordo com o Centro de Monitoramento e Operações da Defesa Civil, os núcleos provocaram chuva forte em Niterói já se afastaram. Ainda há registro de chuva fraca a moderada em diversos pontos da cidade. A previsão é que essa situação permaneça ao longo do dia.

Sirene toca em Santa Bárbara

Ainda segundo o governo municipal, não foram registradas ocorrências graves. A sirene do bairro Santa Bárbara foi acionada como medida preventiva. Equipes da Defesa Civil, da Assistência Social e do SAMU seguiram para o local, encaminhando os moradores para o ponto de apoio.

Os maiores acumulados nas últimas 12 horas foram registrados em Santa Bárbara (132,4mm), Morro do Castro (91,4mm), Várzea das Moças (90,8mm), Engenho do Mato (87,6mm) e Sapê (85,2 mm).

A Defesa Civil conta com plantão 24h de monitoramento meteorológico, com envio detalhado de informações sobre a previsão do tempo e de avisos através do aplicativo Alerta DCNIT, SMS (40199) e grupos no WhatsApp. Em caso de emergência, a população deve ligar para o 199 ou 2620-0199.

Fonte: Jornal Extra

Imagens mostram gravidade de acidente envolvendo ônibus em Rio Bonito; uma pessoa morreu

Fotos tiradas do ônibus da viação Rio Ita que tombou às margens da BR-101 no bairro Basílio, em Rio Bonito, na tarde de ontem (12) mostram a gravidade do acidente que feriu 23 pessoas e acabou causando a morte de um homem de 36 anos. O caso aconteceu por volta das 16h20, no último ponto de ônibus antes da divisa de Rio Bonito com Tanguá, na altura do km 273 da BR-101 sentido Niterói.

Entre os feridos, havia seis idosos e uma criança, de seis anos de idade. 20 deles estavam dentro do ônibus, incluindo o motorista. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), o Corpo de Bombeiros e a equipe médica da Arteris Fluminense, concessionária que administra a via, estiveram no local realizando os primeiros socorros. As vítimas, dentro do ônibus, foram retiradas com ajuda de populares e testemunhas que estavam no local.

Imagens

O coletivo de número de série 152.384 envolvido no acidente fazia a linha Rio Bonito x Alcântara e seguia para o distrito de São Gonçalo no momento do acidente, que ocorreu quando o motorista perdeu o controle da direção ao parar no ponto de ônibus do Basílio, próximo ao retorno, onde estavam três pessoas que acabaram atingidas pelo veículo. O ônibus só parou ao atingir uma árvore, que foi arrancada do chão, e tombar próximo à uma residência, às margens da rodovia. Com o impacto, o ponto de ônibus, feito de madeira, ficou completamente destruído.

O motorista do coletivo, que não foi identificado, foi retirado do veículo com ferimentos leves e após ser assistido por funcionários da empresa Rio Ita, deixou o local. A Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal também estiveram no local do acidente.

Acidente deixou um morto

A vítima fatal foi identificada como Luiz Alberto Souza da Costa, de 36 anos. Ele foi socorrido pela equipe médica da Arteris e levado para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, em São Gonçalo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade.

Outras vítimas foram levadas para o Hospital Regional Darcy Vargas, em Rio Bonito, e para a Policlínica de Tanguá. Alguns dos sobreviventes foram identificados como Aladir Pires dos Santos, de 67 anos; Ana Cristina da Silva, de 39; Daniel da Silva Siqueira, de 49 anos; Sabrina Chaves da Silva, de 31 anos; e Ivo Praxedes da Silva, de 67. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Saúde (SES), outros oito feridos no acidente deram entrada no Alberto Torres. Destes, cinco já receberam alta da unidade e três ainda estão internados, com quadro de saúde estável.

“É uma fatalidade, infelizmente, que só quem dirige entende”, comentou uma testemunha, que trabalha dirigindo. “Meu cunhado ia pegar o ônibus nesse ponto. Minha mãe é acamada e ele se atrasou dois minutos porque foi ajudar ela a ir no banheiro. E ele ia comemorar o aniversário dele na igreja, quer dizer, foi um livramento, né?”, relatou outra testemunha, que mora atrás do local do acidente.

Impacto no trânsito

O acidente afetou profundamente o trânsito no local durante toda a noite. A BR-101 apresentou retenção de mais de 10km, com reflexos no bairro do Rio do Ouro, em Rio Bonito, chegando até o município de Casimiro de Abreu, além da entrada da Via Lagos (RJ-124), no bairro Boqueirão, também em Rio Bonito. A espera no deslocamento em direção à Niterói ultrapassou 1h para  os motoristas.

Congestionamento também afetou Estrada Via Verde (Foto: Bruna Rodrigues)

A estrada Via Verde, que liga o Green Valley ao Basílio, também apresentou até o fim da noite de ontem (12) tráfego intenso desde o Centro de Rio Bonito, passando pela Rua Rodrigues Coelho. Na rodovia, o acostamento do sentido Niterói foi fechado, mas o tráfego na faixa da direita foi liberado algumas horas depois.

Trânsito ficou lento devido ao acidente na BR-101 (Foto: Bruna Rodrigues)

Posicionamento da empresa

Em nota, a viação Rio Ita lamentou profundamente o acidente e garantiu estar “acompanhando o estado de saúde das pessoas socorridas e prestando toda a assistência necessária”. A empresa também afirmou que está apurando o que pode ter provocado o acidente.

 

Uma pessoa morre e 23 ficam feridas em acidente de ônibus em Rio Bonito

Um ônibus da linha Rio Bonito x Alcântara da viação Rio Ita se envolveu em um acidente que deixou uma vítima fatal e cerca de 20 feridos no fim da tarde deste domingo (12), na BR-101 na altura do bairro Basílio, em Rio Bonito, por volta das 17h30. Entre as vítimas, estão o motorista do coletivo e três pessoas que estavam no ponto de ônibus atingido pelo veículo.

Segundo testemunhas, o motorista perdeu o controle da direção quando se aproximou do último ponto de ônibus do Basílio, próximo ao retorno, a poucos metros de distância da balança de Tanguá. As três pessoas que estavam no local foram atingidas pelo veículo, que deixou a pista, derrubou uma árvore e só parou quando tombou próximo a uma casa às margens da rodovia.

Ainda de acordo com testemunhas, os passageiros que apresentavam ferimentos leves deixaram o ônibus pela saída de emergência no teto, com ajuda de moradores e pessoas que estavam no local. Uma das vítimas ficou presa às ferragens do coletivo, próximo à arvore derrubada pelo ônibus, e por pouco, não foi esmagada pelas ferragens. Todos foram socorridos e levados para emergências da região. Uma vítima mais grave foi levada para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), em São Gonçalo. A SAMU e o Corpo de Bombeiros estiveram no local.

“É uma fatalidade, infelizmente, que só quem dirige entende”, comentou uma testemunha, que dirige. “Meu cunhado ia pegar o ônibus nesse ponto. Minha mãe é acamada e ele se atrasou dois minutos porque foi ajudar ela a ir no banheiro. E ele ia comemorar o aniversário dele na igreja, quer dizer, foi um livramento, né?”, relatou outra testemunha, que mora atrás do local do acidente.

Imagens mostram destruição dentro do veículo, tombado às margens da pista (Foto: Bruna Rodrigues)

Em nota, a Rio Ita lamentou o ocorrido e informou que as causas do acidente estão sendo apuradas. “A Rio Ita lamenta profundamente o acidente ocorrido hoje (12/01), por volta das 16h, na BR-101, altura do km 273, com um ônibus da empresa que seguia de Rio Bonito para Alcântara. A empresa está acompanhando o estado de saúde das pessoas socorridas e prestando toda a assistência necessária. As causas do acidente estão sendo apuradas”.

A Polícia Militar esteve no local, acompanhada de agentes da Arteris Fluminense, concessionária que administra a BR-101, e de funcionários da Defesa Civil de Rio Bonito. A área do acidente foi isolada e o ônibus ainda está no local aguardando remoção. O motorista do coletivo, que não foi identificado, foi retirado do veículo com ferimentos leves e após ser assistido por funcionários da empresa Rio Ita, deixou o local. Com o impacto, o ponto de ônibus foi completamente destruído, assim como a árvore atingida.

O acidente afetou o trânsito no local, que segue em retenção na BR-101 sentido Niterói até a altura do bairro Rio do Ouro, em Rio Bonito, com reflexos até a entrada da Via Lagos (RJ-124), no bairro Boqueirão. A estrada Via Verde, que liga o Green Valley ao Basílio, também apresenta tráfego intenso desde o Centro de Rio Bonito, passando pela Rua Rodrigues Coelho. A BR-101 no sentido Rio Bonito está com fluxo normal.