Anvisa informa que seus diretores recebem ameaças para negar uso da vacina contra a Covid em crianças

às

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que os cinco membros que compõem a sua diretoria foram ameaçados por e-mail. As intimidações exigiam que o pedido de uso da vacina contra a Covid-19 em crianças, feito pela Pfizer, não seja aprovado.

As ameaças contra a diretoria da agência ocorreram na mesma semana em que a farmacêutica Pfizer anunciou que entrará com pedido de uso emergencial de seu imunizante para pessoas de 5 a 11 anos de idade.

O anúncio foi feito um dia após o comitê consultivo independente da agência reguladora norte-americana (FDA, sigla em inglês) recomendar o uso da vacina produzida pela farmacêutica nesta faixa etária.

No caso dos Estados Unidos, a liberação do comitê independente não é definitiva e nem obrigatória, mas a agência reguladora normalmente a segue à risca as indicações do grupo.

No Brasil, a Anvisa é quem decidirá se aprova ou não o usa da vacina em crianças a partir de cinco anos de idade. De acordo com a Pfizer, ainda não há data definida de quando o pedido será feito, apenas que acontecerá ao longo do mês de novembro.

Após as ameaças, a Anvisa informou que já notificou às autoridades policiais e o Ministério Público, nos âmbitos Federal, Estadual e Distrital, entre outras, para adoção das medidas cabíveis.

Veja também

A futura horta comunitária é fruto do trabalho dos Jovens Agricultores Orgânicos e dos Paisagistas Mirins da Fundação Municipal Casimiro
às
Como parte da comemoração pelos 210 anos do município de Maricá, a Esquadrilha Céu fará acrobacias e desenhos com fumaça
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias