Prefeitura do Rio não investiu em prevenção para enchentes e desastres em 2019

às

Um levantamento realizado pelo Globo nesta terça-feira (9), com base no portal Rio Transparente, aponta que a Prefeitura Municipal do Rio não investiu, até o momento, em manutenção na drenagem da cidade e na contenção de encostas. O valor pago para empreiteiras contratadas para realizar serviços de drenagem, de mais de R$ 8 milhões, foi utilizado somente para quitar serviços prestados no ano passado. O temporal que atingiu a cidade e o Estado do Rio no início desta semana e que causou três mortes é o terceiro só em 2019.

A Prefeitura também não destinou recursos para a contenção de encostas. Na chuva da noite desta segunda-feira (8) e na madrugada de hoje (9), duas irmãs, vizinhas, morreram devido a um deslizamento de terra no Morro da Babilônia, no Leme, Zona Sul da cidade. As vítimas foram identificadas como Doralice do Nascimento, de 55 anos, e Gerlaine do Nascimento, de 53. Além delas, um homem também desapareceu no local A Geo-Rio não autorizou o investimento de verba para esse tipo de obra neste ano.
Em 2018, a prefeitura gastou pouco mais de R$ 37 milhões com a drenagem, incluindo faturas pagas em 2018. No ano anterior, o investimento foi ainda menor: R$ 27,4 milhões. Em 2016, último ano de Eduardo Paes à frente da Prefeitura do Rio, a prefeitura aplicou cerca de R$ 62 milhões para o serviço.

Veja também

Ministério Público do estado, Secretaria de Polícia Civil e Delegacia de Homicídios também foram oficiados
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias