Empresa chinesa quer testar ‘carro voador’ sem piloto no Rio

A empresa chinesa EHang busca a liberação junto a Agência Nacional de Aviação (Anac) para operação de um futuro “carro voador”
às
carro voador
Foto: Divulgação

A empresa chinesa EHang busca a liberação junto a Agência Nacional de Aviação (Anac) para operação de um futuro “carro voador” sem piloto no Rio de Janeiro. O nome da companhia do país asiático integra uma lista de corporações que tiveram projetos selecionados no segundo ciclo do Sandbox.Rio – programa regulatório experimental que permite a empresas testarem produtos, processos e serviços inovadores na capital fluminense.

Ao todo, seis projetos foram escolhidos. Além do veículo aéreo com piloto automático, há serviços de carro compartilhado, uma estação pública de carregamento de bicicleta elétrica, um modelo de fazenda vertical dentro de containers, um projeto de delivery para favelas e uma empresa de patinetes elétricas, este último da empresa Whoosh, que iniciou as operações na cidade neste sábado (22/6).

Carro Voador
O modelo do “carro voador” – EH216-S é o eVTOL (sigla em inglês para “veículo elétrico de pouso e decolagem vertical”) da EHang, é uma aeronave elétrica de pouso e decolagem vertical. O projeto demonstrará o vôo autônomo (sem passageiro) do novo modal. O veículo não precisa de piloto presente para operar.

Segundo a fabricante, o EH216-S pode transportar dois passageiros (sem piloto) em voos de até 30 quilômetros com apenas uma bateria. Já a futura aeronave da Eve, subsidiária da Embraer que prevê seu primeiro voo em 2026, deverá ser capaz de levar até seis pessoas em trajetos de até 100 quilômetros. O véiculo, que mede pouco mais de 1,90 metros de altura, pode atingir a velocidade máxima de 130km/h.

A empresa demonstrará como será o “user experience” de passageiro e/ou de carga ao longo do processo. O projeto apresenta desafios regulatórios semelhantes à selecionada Eve Air Mobility, no primeiro ciclo, porém se trata de modelo de eVTOL distinto, que poderá ofertar transporte de carga futuramente. A parceira que desenvolve o veículo, Ehang, é a primeira empresa a obter um certificado de aeronavegabilidade para eVTOL, emitido pela Administração de Aviação Civil da China.

No âmbito nacional, a Anac também analisa pedidos das fabricantes dos eVTOLs que serão usados por Gol e Azul para que as certificações que receberam em seus países de origem também sejam consideradas no Brasil.

Contudo, a EHang é quem está nas fases mais avançadas de desenvolvimento de um eVTOL. Em outubro, seu modelo recebeu a “certificação tipo” na China, o sinal verde para ser usado em operações comerciais.

Fonte: diariodorio.com

Veja também: Passagem de uma frente fria deve derrubar temperaturas na terça-feira e nos acompanhe nas redes sociais.

Veja também

Light afirma que teve que fazer uma parada emergencial por causa de um defeito na rede subterrânea.
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
trackback

[…] também: Empresa chinesa quer testar ‘carro voador’ sem piloto no Rio e nos acompanhe nas redes […]

trackback

[…] também: Empresa chinesa quer testar ‘carro voador’ sem piloto no Rio e nos acompanhe nas redes […]

Últimas Notícias