Chinês que saiu de casa há 33 anos volta pedindo metade dos bens da ex

às
Screenshot_4

Um homem que abandonou mulher e filha há 33 anos na China apareceu de repente pedindo metade dos bens da ex. Liu Yusheng, hoje com 73 anos, abandonou sua família e foi morar ilegalmente nos EUA. Segundo o South China Morning Post, ele voltou ao país natal e agora demanda que a ex-mulher venda o apartamento onde vive para lhe dar 50% do valor obtido. O caso repercutiu nas redes sociais chinesas, gerando indignação entre internautas, que criticam a atitude de Liu.

O jornal SCMP relatou que o homem imigrou há três décadas para os EUA junto com seu irmão. Eles teriam acreditado que melhorariam sua condição financeira. Na ocasião, a filha de Liu tinha 8 anos. Desde então, ele teria ficado sem manter qualquer contato com sua família que continuou na China.

O irmão de Liu teria voltado para a China ao não conseguir se adaptar aos EUA e se manter de forma ilegal. Liu, por outro lado, permaneceu no continente americano por três décadas e passou a viver em situação de rua. A situação dele deu uma virada quando, no início de 2022, encontrou por acaso uma mulher de origem chinesa nas ruas de Nova York. Ela então o teria conduzido a uma associação de apoio a chineses nos EUA. Este grupo angariou doações para Liu e conseguiu lhe arrumar um abrigo.

Em vídeos gravados pela associação e publicados nas redes sociais, Liu diz que gostaria que sua família o perdoasse. Ele explicou que não entrou mais contato com as pessoas na China desde que chegou aos EUA porque tinha ficado sem dinheiro e seu passaporte teria sido roubado.

Em seguida, a entidade arrecadou US$ 15 mil para custear a viagem de Liu para a China. O homem teria se comprometido a voltar para casa e trabalhar duro para ganhar dinheiro.

Em novembro de 2022, Liu chegou a Xangai. Um tempo depois, a associação americana obteve o contato da família dele. No entanto, tanto a mulher quanto a filha não quiseram falar com ele.

— Você está longe de casa há muitos anos. Você sempre ignorou sua família. Portanto, nossa família também o tratará como inexistente. Não vamos nos reunir com você — disse o genro à mídia chinesa, em nome da mulher e da filha de Liu, descrevendo-o como um “velho desagradável”.

Liu teria ameaçado entrar com medidas legais visando a obter metade do valor do apartamento da ex-mulher. Outra possibilidade que ele apresentou foi poder também morar no local.

Atualmente, ele vive num abrigo em Xangai.

Um advogado afirmou ao SCMP que, se o casamento não for mais considerado válido, Liu não teria permissão para dividir o imóvel. De acordo com Shen Bo, a mulher pode buscar, no decorrer do processo, uma compensação do ex-marido por ter criado sozinha a filha deles.

— Se Liu entrar com uma ação de divórcio, é bem provável que o tribunal considere-o um malfeitor por ter abandonado sua mulher e filha anos atrás — disse Shen.

Crédito: O Globo

Foto: Weibo / Reprodução

Veja também

As companhias aéreas Azul e Gol anunciaram, nesta quinta-feira (23), acordo de cooperação comercial que vai conectar as suas malhas aéreas
às
Cerca de 200 ciclistas deverão participar do GP das Montanhas de ciclismo que acontece neste domingo, dia 26 de maio
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Últimas Notícias