Megaoperação da polícia deixa mortos e feridos em comunidades do Rio de Janeiro

Rio de Janeiro, As polícias Civil e Militar começaram uma megaoperação, na manhã desta terça-feira (27) em comunidades.
às
operacao
Foto: Reprodução rede social

As polícias Civil e Militar começaram uma megaoperação, na manhã desta terça-feira (27), em comunidades dominadas pelo Comando Vermelho, maior facção criminosa que atua no Rio de Janeiro.

Até a última atualização desta reportagem, quatro suspeitos foram mortos em um cerco, e outras seis pessoas foram baleadas, incluindo um policial.

Cerca de 15 linhas de ônibus foram afetadas na zona norte da cidade. De acordo com o Rio Ônibus, funcionários da garagem da Viação Nossa Senhora de Lourdes ficaram no meio do fogo cruzado, afetando a saída dos coletivos.

Segundo as forças de segurança do estado, o Bope (Batalhão de Operações Especiais) e outros agentes da Polícia Militar estão em atuação desde as primeiras horas do dia nos Complexos da Penha e Maré, na zona norte, e Cidade de Deus, na zona oeste.

Outras comunidades no entorno também estão no cronograma de ações, como as do Flexal (Inhaúma), Engenho da Rainha, Juramentinho e IPASE (Vicente de Carvalho), Guaporé, Tinta e Quitungo (Brás de Pina e Cordovil).

Na Comunidade da Flexal, quatro criminosos foram atingidos em confronto e duas pistolas foram apreendidas.

No Complexo da Penha, um policial militar foi atingido no braço e socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, no Estácio. O estado de saúde do agente é estável.

Em nota, a corporação informou que a ação “visa reprimir o crime organizado e prender lideranças e integrantes da facção que promove a maioria dos ataques armados e tentativas de expansão territorial nas regiões norte e oeste da capital, na Baixada Fluminense e em algumas cidades do interior do estado”.

Criminosos mortos no cerco da polícia
Durante um cerco da polícia em São João de Meriti, na região metropolitana do Rio, agentes entraram em confronto com criminosos que tentavam fugir em um veículo.

Os quatro ocupantes do carro foram baleados e socorridos à UPA de Jardim Íris, mas não resistiram aos ferimentos. “Tomate” e “Gato”, são apontados como lideranças do tráfico de drogas na região e estão entre os mortos.

Rio de Janeiro / Foto: Reprodução

Fonte: noticias.r7.com

Veja também: Ataque que matou advogado no Centro do Rio durou 14 segundos e nos acompanhe nas redes sociais.

Veja também

A futura horta comunitária é fruto do trabalho dos Jovens Agricultores Orgânicos e dos Paisagistas Mirins da Fundação Municipal Casimiro
às
Como parte da comemoração pelos 210 anos do município de Maricá, a Esquadrilha Céu fará acrobacias e desenhos com fumaça
às

Deixe aqui sua opinião

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias