Pinacoteca recebe exposição de artistas locais até sexta-feira

A Pinacoteca Municipal Antônio Benevides Filho promove até sexta-feira, dia 27, a Exposição “O olhar do Artista sobre sua cidade’, com obras de 16 artistas plásticos de Rio Bonito. A exposição, que faz parte das comemorações do aniversário da cidade,  aborda temáticas variadas, buscando desenvolver um olhar crítico e sensível, além do desenvolvimento do gosto pela arte, explorando as possibilidades de expressão e interpretação da diversidade cultural local, como uma forma de ver, viver e conviver com a arte.

A Pinacoteca tem essa tradição de abrir espaço para que os mais variados artistas possam expor os seus trabalhos e levar a arte à população. As obras variam entre colagem digital, desenho, pintura e tecelagem, entre outros trabalhos. A exposição é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e estará recebendo o público até sexta, das 9h às 17h. A Pinacoteca fica na Avenida Castelo Branca (Rua dos Bancos), no Centro.

Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres inaugura sala para os artistas locais com homenagem a Bira Alma Reggae

A Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres abre, no próximo dia 13, a partir da 18 horas, um novo espaço de exposições, voltado especialmente para o artista local. A Sala do Artista Local Bira Alma Reggae, anexa ao hall de entrada do prédio histórico, terá sempre o trabalho de algum artista da cidade em cartaz, mesmo quando o salão principal da Casa de Cultura estiver ocupado com alguma exposição visitante, através das diversas parcerias da instituição com museus, centros de memória e universidades.

Segundo o gestor da Casa de Cultura, Alan Mota, é importante que o artista local se sinta sempre representado e que tenha a oportunidade de expor, nesse que é o principal centro cultural de Itaboraí e região.

“É uma necessidade que sentimos no primeiro ano da gestão, pois as grandes exposiçõe que trazemos em parceria com instituições como a UERJ e o Museu do Samba podiam dificultar a agenda para os artistas locais. Com essa nova sala, atendemos à orientação do prefeito Marcelo Delaroli para darmos sempre atenção aos artistas de Itaboraí”, explicou Alan.

A homenagem a Bira Alma Reggae, conhecido por muitos como Bira Rasta, faz justiça a um pioneiro do reggae, que teve canções gravadas por grandes nomes da música brasileira. Para dar mais emoção à abertura da Sala do Artista Local, a primeira exposição será de itens alusivos à carreira e à vida de Bira, com cartazes, fotos, instrumentos, discos e figurinos. Familiares de Bira Rasta estarão presentes.

Bira Rasta é tão importante para o cenário musical no Estado do Rio, por seu pioneirismo no reggae, que, no período de seu falecimento, foi homenageado e teve matérias na imprensa em várias cidades – especialmente Itaboraí e Petrópolis, onde viveu, e Rio Bonito, em que nasceu e tem grande parte de sua família. Ele se apresentou várias vezes na Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres.

O trabalho do compositor, falecido em 2013, continua vivo, graças, em grande parte, ao esforço do filho mais velho, Odara Rodrigues, músico que fez parte de várias gravações do pai, com as bandas Onda R e Alma Reggae. Ele mantém o projeto Alma Reggae em atividade e estará presente à abertura da Sala Bira Alma Reggae, para cantar algumas das canções do pai.

SERVIÇO – A exposição “Bira Alma Reggae”, fica em cartaz até 07 de maio, na Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres – Praça Marechal Floriano Peixoto, 303, Centro Histórico de Itaboraí. Entrada franca.

Prefeitura de Tanguá vai criar corredor de murais e grafites no Centro

A prefeitura de Tanguá vai criar um corredor artístico, no Centro da cidade, com murais e grafites elaborados por artistas locais. A iniciativa, inspirada nos murais da Zona Portuária do Rio, visa revitalizar os espaços abandonados.

O projeto começa a ser executado em março. Um dos locais contemplados é o muro de 120 metros de extensão do Campo do Tanguá, localizado na Avenida Dulce Lopes Garcia, que será preenchido com variados tipos de trabalhos artísticos.

“A gente iniciou a convocação de alguns artistas plásticos locais para a revitalização e pintura do muro na Avenida Dulce Lopes Garcia e de outros pontos do Centro. A intenção é trazer um ar mais colorido para a cidade”, explicou Reginaldo Garcia, secretário municipal de Cultura.

Os croquis foram elaborados pelo artista plástico tanguaense Marcelo Gomes e abordam temas do turismo local, do patrimônio histórico do município e, também, de questões sociais, como a violência contra a mulher.

“Diversos projetos pelo país mostram o quanto a arte urbana vem sendo cada vez mais valorizada. Esses painéis vão colorir e valorizar ainda mais a nossa cidade”, disse Marcelo.

Artistas se unem para fazer doação de cilindro de oxigênio para Manaus

Whindersson Nunes está de férias no México, mas está ciente da situação que vive o sistema de saúde de Manaus, após crescente números de casos da Covid-19 no Amazonas. Por meio do Twitter, o humorista revelou que vai doar 20 cilindros, que comportam 50 litros de oxigênio, para os hospitais e ainda pediu a ajuda de amigos famosos.

“Providenciando 20 cilindros de 50L de oxigênio para distribuir nas unidades mais urgentes em Manaus! Alô meus amigos artistas. Na hora de fazer show é tão bom quando o público nos recebe com carinho, não é? Vamos retribuir?”, escreveu Whindersson no Twitter.

Em seguida, a primeira pessoa que confirmou adesão foi a apresentadora Tatá Werneck, que se pronunciou no Instagram. “Eu vi que o Whindersson achou uma maneira de doar e de comprar cilindros, então eu também vou comprar 10 cilindros e queria pedir aos amigos que eu sei que podem também para ajudarem”, pediu Tatá.

Whindersson ainda confirmou mais nomes de famosos nessa corrente de solidariedade, como o do comediante Tirullipa, das cantoras Simone, da dupla com Simaria, e Marília Mendonça, Tierry, do casal Wesley Safadão e Thyane  e do jogador Richarlisson, que joga atualmente na Inglaterra.

Outros famosos responderam a mensagem e disseram que também vão ajudar, como o jornalista Hugo Gloss, o ator Bruno Gagliasso e o apresentador Luciano Huck. Estima-se que mais de 150 cilindros tenham sido doados.

O sertanejo Gusttavo Lima também pretende doar e disse estar “desenhando a logística”. “Sábado estará chegando em Manaus 150 cilindros de oxigênio… Estou com todos vocês, manauaras”, publicou o cantor no Twitter.

Famosos pedem urgência

Além de doações, artistas têm compartilhado informações sobre a situação em Manaus, além de formas do público ajudar também. “Por favor, ajudem com qualquer quantia para as instituições abaixo. Todas são sérias e estão ajudando a salvar vidas em Manaus”, pediu o influencer Felipe Neto ao compartilhar contas de instituições que estão na linha de frente.

Taís Araújo elencou as necessidades da região e clamou por ajuda. “A situação é desesperadora! Além de oxigênio os hospitais precisam de: remoção urgente, máscaras, válvulas tipo Y, borrachas para colocar os oxigênios. Toda a ajuda e mobilização é bem vinda agora”, postou.

Até o ator mexicano Alfonso Herrera, da novela “Rebelde” e da série “Sense 8”, também entrou na corrente. “Oxigênio para Manaus”, pediu, em espanhol, em seu Twitter pessoal.

 

Fonte: odia.ig.com.br

 

Prefeitura de Maricá garante o pagamento dos artistas selecionados pela Lei Aldir Blanc

Os artistas de Maricá que foram selecionados através das ações emergenciais destinadas ao setor cultural e desenvolvidas pela Secretaria de Cultura, tais como: Subsídio Emergencial, Edital Claudinho Guimarães e Prêmio Sidney Santos, previstos na Lei Federal 14.017/2020 (Lei Aldir Blanc), estão com os seus pagamentos garantido, conforme previsto no artigo 58 da Lei 4.320/1964 .

A Secretaria de Cultura do município esclarece que devido a trâmites burocráticos o repasse será creditado nas contas dos grupos e artistas nos primeiros dias de janeiro de 2021. Vale lembrar que o Subsídio Emergencial estabelece o pagamento de três a dez mil reais mensais para a manutenção de espaços artísticos e culturais, micro e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias que tiveram suas atividades interrompidas em função das medidas de isolamento social provocadas pela pandemia da Covid-19.

O Edital Claudinho Guimarães (iniciativa batizada em homenagem ao cantor e compositor, morador de Maricá, que faleceu em junho de 2020), prevê o subsídio de R$ 1.500 para cada um dos 122 habilitados, de acordo com os critérios estabelecidos pela equipe de seleção. Já o Prêmio Sidney Santos, destina o pagamento de R$ 3 mil aos artistas com mais de 60 anos e que estejam há 30 anos ou mais em atividade dedicada à cultura brasileira.