Prefeitura de Maricá libera Cachoeira do Espraiado e Gruta da Sacristia

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, liberou a Cacheira do Espraiado e a Gruta da Sacristia para visitação turística e o banho de mar e/ou rio, mas há restrições que precisam ser seguidas, para que a segurança dos moradores e visitantes seja mantida, devido ao fundo rochoso irregular do local.

Placas foram afixadas pelas equipes da Defesa Civil em ambos os pontos turísticos para alertar os visitantes sobre os riscos geológicos e a importância do turismo consciente. Está proibida a circulação de pessoas em períodos de chuva e/ou ressacas; assim como a montagem de barracas, levar mesa e cadeiras; fazer churrascos e piqueniques; subir ou escalar nas rochas; e mergulhar e ficar embaixo das rochas, pois há risco de quedas.

“Estamos fazendo a liberação da Cachoeira do Espraiado e da Gruta da Sacristia, mas vamos deixar algumas restrições. A Sacristia também fica liberada para visitação e fotos, mas é necessário seguir as orientações das placas e as orientações que os agentes da Defesa Civil. Seguimos trabalhando para o melhor da população maricaense”, explicou o secretário de Proteção e Defesa Civil, Fabrício Bittencourt.

Laudo sobre a Gruta da Sacristia

Após monitoramento das áreas, vistorias, consultas e pesquisas, os laudos emitidos pelos agentes da Defesa Civil estabelecem as normas, as restrições para o uso e as ações a serem desenvolvidas no manejo dos recursos naturais das Unidades de Conservação e seu entorno. A ideia é minimizar os impactos negativos, garantir a manutenção dos processos ecológicos e prevenir a simplificação dos sistemas naturais.

A região da gruta da Sacristia está inserida no geoparque Costões e Lagunas do estado do Rio de Janeiro, que envolve porções litorâneas e abrange desde o município de Maricá até São Francisco de Itabapoana, no norte do estado do Rio de Janeiro. O local compreende áreas de interesse científico, didático-pedagógico, turístico, histórico, pré-histórico e ecológico.

Ainda segundo o laudo, por ser um ambiente natural de grande valor turístico e com legislação que define o uso, proteção e manejo, recomenda-se que o município desenvolva mecanismos permanentes no tocante da prevenção e da conscientização ambiental da região. Recomenda-se, a alteração do Auto de Interdição (T1005-2022) para o Auto de Notificação da Risco (AN-00G021-2022), além da inserção de placas de cunho educativo para que a população tenha a percepção do risco e não escale os afloramentos rochosos da área.

Laudo sobre a Cachoeira do Espraiado

Na Cachoeira do Espraiado, foi constatada a presença de blocos rochosos em várias partes da margem florestada do canal principal. Há arbustos e árvores entremeados aos afloramentos rochosos e riscos de rolamento de rochas, inclusive, em períodos de baixa ou nenhuma pluviosidade. Dessa forma, mantém-se a interdição parcial (AI-GT 003-2022) ao público na margem florestada da cachoeira, uma vez que os blocos soltos naturalmente podem representar risco para os turistas no local.

Por ser um ambiente natural de grande valor turístico e com legislação que define o uso, proteção e manejo da mesma, recomenda-se que o município desenvolva mecanismos permanentes no tocante a prevenção e a conscientização ambiental da região. Assim, mantém-se a interdição parcial da cachoeira, além de inserção de placas de cunho educativo para que a população tenha a percepção do risco e não escale os afloramentos rochosos da margem florestada do canal.

Vale destacar que, a cachoeira está liberada para banho, permanecendo apenas a margem florestada com acesso proibido. Mas, sempre que os boletins meteorológicos, elaborados pelos profissionais da Secretaria de Proteção e Defesa Civil, registrarem “estado de atenção” em Maricá, a interdição de toda a Cachoeira do Espraiado voltará a valer.

Vereador George Jardim alerta sobre a importância das ações de conscientização dos turistas na Região Serrana

O vereador protocolou um pedido de fiscalização nas cachoeiras, que foi atendido pelo município, no último fim de semana

Visando organizar a presença dos turistas nas principais cachoeiras da cidade, o vereador de Macaé e morador da região serrana, George Jardim, ficou satisfeito com a operação realizada pela Prefeitura de Macaé, no último fim de semana, . A ação foi realizada após o parlamentar fazer um requerimento, na última semana, pedindo providências, depois de observar o descontrole dos visitantes na região. Agora o vereador solicita que a ação seja mantida.

“Como morador da região serrana solicitei, através de um requerimento, a intervenção do governo, para olhar pela nossa região, principalmente as cachoeiras. Teve um fim de semana, que haviam mais de mil carros na Bicuda Grande e Pequena, além de churrasqueiras. As duas ações realizadas pela prefeitura, neste fim de semana, foram muito bem organizadas e agora eu peço que continuem acontecendo nos fins de semana e feriados, principalmente, com a chegada do Carnaval, quando nossa Serra recebe um grande número de visitantes”, declarou o vereador.

George Jardim lembrou que aquela região fica dentro da área de preservação ambiental. Para ele, o turismo é importante, mas precisa ser consciente. “Não queremos afastar os turistas, mas é necessário que seja organizado. Temos que entender a capacidade que temos de receber os visitantes, informar sobre a importância dos banhistas recolherem seu lixo, para que não polua as cachoeiras e o meio ambiente, dentre outras medidas”, ponderou o vereador.

De acordo com a Prefeitura, no último fim de semana, foi iniciada a “Operação Carnaval” na região serrana, que priorizou a abordagem, com orientações educativas nas Bicudas Pequena e Grande e Cachoeira da Laje (distrito de Cachoeiros de Macaé), locais que têm recebido grande número de turistas. A ação reúne diversas secretarias e a Polícia Militar também participa da fiscalização, realizando rondas em viaturas. A fiscalização seguirá até o dia 22 deste mês, segunda-feira após a semana do Carnaval.

Outros requerimentos para a região serrana:

De acordo com o vereador George Jardim seu gabinete já tem outros dois requerimentos prontos solicitando melhorias para a Região Serrana.

O primeiro deles é com relação à falta de manutenção na rede de energia elétrica, que vem gerando falta de luz na região, causando transtornos aos moradores. “A Enel não tem realizado a manutenção necessária. São galhos que interferem nos fios e acabam, muitas vezes, deixando os moradores sem energia elétrica. Apresentaremos na sessão de hoje (terça-feira, dia 09 de fevereiro), um requerimento pedindo providências”, contou o vereador.

Já para a próxima semana, seguindo os protocolos na Casa Legislativa, será apresentado um requerimento pedindo melhorias nas estradas viscerais da região. “Precisamos ter uma estrada em perfeito estado para que os produtores possam utilizá-la, além dos turistas. Todo mundo sai ganhando”, frisou o vereador.

 

Fonte: rjnewson.com.br