Rio tem 15 dias sem chuva e cariocas como sobrevivem ao ‘maçarico’

Máximas de 38 com sensação térmica de até 50 graus – que é como o nosso corpo percebe o calor. Essa é a realidade do Rio de Janeiro há pelo menos 15 dias, período em que a cidade não registra chuvas e vem enfileirando “títulos” de capital mais quente do país.

A explicação para tanto calor vem de uma massa de ar quente que está bloqueando a chegada de qualquer frente fria à cidade, mas há previsão de temperaturas mais agradáveis nos próximos dias.

Com o maçarico ligado, como se diz entre os cariocas, a solução é lançar mão de alternativas para amenizar o calor de quem trabalha na rua, tem que circular nos horários mais quentes ou fazer qualquer atividade na rua com o sol.

É o caso de funcionários da Secretária Municipal de Obras e Conservação que realizavam um conserto às margens da Avenida Brasil, por volta das 13h da terça-feira (8).

Além do uniforme que protege a pele, todos envolviam a cabeça e o pescoço com tecidos, para evitar queimaduras do sol, usavam óculos escuros e reforçavam na hidratação.

“A gente trabalha na rua o tempo inteiro, não tem como fugir do sol. Até para almoçar às 12h, mas volta às 13h com o sol mais forte do que nunca”, disse um dos trabalhadores.

Já o pedreiro Roberto Mathias, de 50 anos, arranjou solução mais criativa enquanto reformava um quiosque em uma das entradas do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, e lançou mão de um ventilador. O vendedor Gerson Militão também levou o ventilador de casa para o trabalho.

“Está muito quente, e a gente vai se defendendo como pode. Vai ventilador, água, o que der”, disse, enquanto terminava um rodapé.

Chuveirão da Maré

O faz-tudo Nelson Carvalho, de 50, foi mais ousado na hora de se refrescar e tomou uma ducha no chuveirão da entrada do Parque Ruben Vaz, uma das comunidades do Complexo da Maré, e que ganhou a instalação para aliviar os moradores do calor.

“Está muito quente, tem muita gente que trabalha na rua, daí quem quiser jogar uma água na cabeça para se refrescar, pode”, disse um mototaxista que faz ponto próximo ao local.

Em Madureira, bairro que concentra importante centro comercial da cidade, as táticas para fugir do calor eram mais elaboradas para poder circular.

Cropped e sombra do poste

A trancista Tamires Letícia, de 23 anos, que foi ao local comprar cabelo para os seus trabalhos, esperava pelo ônibus na sombra do poste.

“A gente faz o que pode para fugir do sol: procura uma sombrinha onde dá, coloca um cropped fresquinho e coloca uns óculos escuros para dar um estilo”, brincou.

Manual do carioca para enfrentar o maçarico

  • Evite sair de casa nos horários mais quentes;
  • Se for inevitável, use protetor solar e proteção na cabeça que pode ser chapéu ou guarda-chuva;
  • Toalhinha para enxugar o suor;
  • Leve sua própria garrafa com gelo;
  • Única forma possível de enfrentar o calor é colocando um cropped e reagindo; complete o look com óculos escuros, chinelo ou sandália rasteirinha;
  • Na rua, não dê bobeira: espere o ônibus na sombra do poste (na falta de um ponto de ônibus com cobertura);
  • Quando pegar o ônibus, escolha bem o lado para não ficar com a cara no sol;
  • Se precisar fazer uma paradinha, pegue uma fresca em uma loja que tenha ar-condicionado bem geladinho.

 

Crédito: Portal g1

Após recorde, frente fria se aproxima e deve diminuir calor no país em fevereiro; veja previsão

Após uma segunda quinzena de janeiro com temperaturas recordes no Centro-Sul do Brasil, uma frente fria avança e causa uma diminuição nas temperaturas. Com isso, fevereiro deve começar com um tempo mais ameno em boa parte do país. Veja abaixo como seguem os próximos dias, de acordo com o Climatempo:

De acordo com o Climatempo, há chance de “chuva volumosa, com potencial para transtornos, principalmente entre os estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais”.

Rio de Janeiro

Quinta-feira: 40ºC / 22ºC

Sexta-feira: 36ºC / 24ºC

Fim de semana de termômetros perto dos 40ºC para os cariocas

O fim de semana será daqueles de cartão-postal na cidade do Rio: céu limpo e sol a pino. Os últimos dias foram típicos de verão – sensação térmica alcançou os 50ºC -, e o sábado (22) e o domingo (23) devem permanecer iguais. O posicionamento de um sistema de alta pressão sobre o oceano mantém o tempo estável, com temperaturas elevadas.

A previsão é de que, no sábado, a máxima chegue aos 37ºC, segundo o Alerta Rio – a sensação térmica deve passar dos 40ºC. No domingo, a temperatura pode chegar a 38ºC. Os termômetros seguem nas alturas até terça-feira (25), quando deve haver máxima de 40ºC. Não há previsão de chuva para o período.

Imagens de confusão e correria foram flagrados pela TV Globo durante o feriado de quinta-feira, na praia do Arpoador, na Zona Sul do Rio. Com areias lotadas por conta do dia de sol, alguns banhistas relataram arrastão no local, por volta de 17h. No Twitter, pessoas que estiveram no local comentaram o princípio de tumulto.

“Não é apenas areia. Há casos diários de assaltos com uso de violência contra ciclistas e corredores na orla. Semana passada houve dois casos de arrastão reportados no Arpoador. Sensação é que a cidade está entregue”, comentou um internauta.

Questionada, a PM informou que o comando da corporação empregou o planejamento previsto na Operação Verão. Segundo a corporação, equipes detectaram possíveis princípios de tumulto, com deslocamento repentino de pessoas, como no Arpoador, mas que policiais do 23° BPM (Leblon) estiveram presentes na região e não identificaram ações mais graves. Não houve registro de prisões ou apreensões na região.

 

 

Crédito: Jornal O Dia

 

Em meio a onda de calor, cidade Argentina é invadida por besouros

Uma cidade da Argentina foi invadida por milhares de besouros em meio a uma onda de calor sem precedentes que atinge a região nesta semana.

Como medida para tentar reduzir os efeitos do ataque e tentar enganar os insetos, a prefeitura de Santa Isabel, na província de La Pampa, ordenou apagar a iluminação pública.

Segundo a imprensa local, há registro de danos em propriedades públicas e privadas, e dezenas de fotos nas redes sociais mostram os besouros acumulados em tetos e calhas da cidade.

“É impressionante a quantidade”, disse o chefe de polícia Omar Sabaidini ao site regional Info Huella. “Em alguns casos provocaram danos às construções, na delegacia estragaram a cobertura.”

A medida de apagar as luzes durante a noite é uma aposta de Cristian Echegaray, responsável pela administração local, após reunião com o corpo de bombeiros e polícia.

“Resolvemos apagar a iluminação pública porque esse inseto busca lugares iluminados”, justificou Echegaray ao Info Huella.

Cindy Fernández, funcionária do Serviço Meteorológico Nacional, comentou em sua rede social que os animais – chamados em espanhol de cascarudos – “são inofensivos”, mas que voam descontroladamente e saem trombando com força contra tudo o que estiver pelo caminho.

Os insetos, que pertencem à família Melolonthidae (Coleoptera), vivem parte de seu ciclo como larvas enterradas no solo, e no verão com temperaturas crescentes, os adultos vêm à superfície para iniciar sua reprodução – e depois morrem. Com as altas temperaturas deste ano, essa dinâmica foi alterada.

A esperança da população de Santa Isabel, a 860 km de Buenos Aires, é de que os insetos comecem a evitar a área nos próximos dias, por conta da falta de iluminação.

O engenheiro agrônomo Gabriel Lara afirmou que os besouros – assim como outros insetos – são atraídos pela luz, no fenômeno conhecido como fototaxia.

Enquanto isso, moradores e autoridades locais passam o dia retirando os cascudos e enchendo caixas e carrocerias com milhares de besouros para retirá-los da área urbana.

 

Muito sol e calor no Rio com temperaturas podendo chegar a 39ºC

A previsão do tempo para o Rio nesta terça-feira (19) é de mais sol e calor. De acordo com o sistema Alerta Rio, da prefeitura, os termômetros podem chegar a 39ºC, à tarde.

O céu pode até ficar nublado em algumas ocasiões, mas não há previsão de chuva. Um sistema de alta pressão permanece sobre a região, mantendo a temperatura estável.

Até sábado (23), esse sistema de alta pressão vai continuar influenciando as condições de tempo na cidade. Com isso, o feriado de São Sebastião (20) também será de sol e calor, com ventos de fracos a moderados, sem previsão de chuva.

Desta terça-feira até sábado, a temperatura permanece estável, porém, elevada. Com mínima variando entre 19ºC e 22ºC, e a máxima entre 34ºC e 39ºC.

O mar está tranquilo, com ondas de no máximo um metro de altura, e temperatura em torno dos 24ºC.

Fonte: g1.globo.com