WSL: Filipe Toledo e Samuel Pupo vencem suas semis e fazem a final do Rio Pro

Samuel Pupo e Filipe Toledo farão a final do Rio Pro 2022, a etapa brasileira do Circuito Mundial de Surfe. Nesta terça, na histórica e inédita semifinal 100% brasileira em Saquarema, Samuca eliminou ninguém menos que o campeão olímpico e número 4 do mundo, Italo Ferreira com uma vitória por 11.44 a 10.83. Pouco depois foi a vez de Filipinho, líder do ranking, derrotar Yago Dora por 17.36 a 14.34. A final será na sequência com transmissão do sportv e tempo real no ge.

Samuca vira sobre Italo

Italo Ferreira começou melhor na semifinal 1, saindo na frente com uma onda de 4.33. Pouco depois, o campeão olímpico surfou para 3.50, passando a ter 7.83 de somatório. Samuel não se abalou, iniciando a reação na sequência. Primeiro o paulista pegou uma onda de 5.27. Na sequência, o paulista obteve um 6.17, conseguindo a virada.

Precisando de 7.11 para virar, Italo conseguiu trocar suas duas notas nos minutos seguintes, com ondas 4.93 e 5.10. A 44 segundos do fim, Samuel usou a sua prioridade para entrar numa onda que fechou, dando-lhe poucos pontos. Ainda deu tempo para Italo pegar uma última onda, gerando apreensão no público. No entanto, a nota foi 5.73, insuficiente para a virada. Vitória de Samuca por 11.44 a 10.83.

Terminada a bateria, Samuel vibrou muito na água, batendo no peito e repetindo seguidas vezes a seguinte frase:

– Eu tô aqui!

Filipe Toledo bate Yago Dora

Na semifinal 2, Yago Dora saiu na frente com uma onda de 5.67 logo nos primeiros minutos. Confiante, Yago arriscou um aéreo instantes depois, recebendo 8.67 dos juízes, o que jogou Filipe Toledo numa combinação de 14.34. O líder do ranking, porém, não se abalou, conseguindo um 8.34 na sequência.

A 18 minutos do fim, Filipinho arriscou um aéreo e recebeu apenas 4.92 dos juízes, gerando muita vaia da torcida presente em Itaúna. A redenção, porém, viria minutos depois. Com mais uma onda arrojada, com direito a rasgada e aéreo, o camiseta amarela levantou o público e dessa vez recebeu 8.93, assumindo a liderança. A partir de então, coube a Filipinho administrar a vantagem até confirmar a vitória por 17.36 a 15.34.

Semifinal masculina

1. Samuel Pupo (BRA) 11.44 x 10.83 Italo Ferreira (BRA)
2. Filipe Toledo (BRA) 17.36 x 15.34 Yago Dora (BRA)

 

Crédito: ge

Saquarema recebe a partir do dia 23 etapa do Campeonato Mundial de Surfe

Entre os dias 23 a 30 de junho, Saquarema será palco de mais uma etapa do Campeonato Mundial de Surfe. A Liga Mundial de Surfe (WSL) divulgou na última segunda-feira (20) quem serão os surfistas convidados e substitutos da etapa de Saquarema que tem início da janela nesta quinta-feira e vai até o dia 30 de junho. Destaque para a presença de Yago Dora que substitui Kelly Slater contundido. Além dele completam a lista brasileira João Chianca, o Chumbinho, e Michael Rodrigues. O evento no Brasil é o oitavo da temporada.

Yago Dora retorna ao palco que o colocou em outro patamar do surfe mundial. Foi em Saquarema no ano de 2017 que ele ficou conhecido como “Estragodora”. Na ocasião, derrotou três campeões mundiais e acabou eliminado nas semifinais por Adriano de Souza. O paranaense radicado em Santa Catarina ocupa a vaga do onze vezes campeão mundial pois também vem de uma lesão na primeira fase da temporada, uma ruptura nos ligamentos do tornozelo esquerdo.

Na etapa última etapa do WQS, segunda divisão da liga, realizada em Saquarema no ano de 2021, Yago Dora foi o campeão e fez final justamente com João Chianca. Chumbinho iniciou a temporada 2022 na elite, mas não conseguiu se manter na linha de corte para a reta final. Dessa vez, ele ganha a oportunidade de retornar ao Circuito como convidado da casa, já que é nascido e criado em Saquarema.

Michael Rodrigues também substituirá um surfista lesionado. Trata-se de outro campeão mundial: John John Florence. Michael ocupa a vaga por ser o brasileiro mais bem colocado no ranking 2022 do WSL Challenger Series. O também havaiano Seth Moniz, é outro que segue se recuperando de contusão e será substituído pelo peruano Miguel Tudela, atual líder do ranking regional da WSL Latin America, mesmo critério utilizado para convidar a peruana Sol Aguirre.

Ao todo serão dez brasileiros participando no masculino e Tati Weston-Webb no feminino. Confira abaixo todos os surfistas relacionados e como ficaram as baterias da primeira fase.

Confira Round 1

Masculino

  1. Italo Ferreira (BRA) x Kolohe Andrino (EUA) x Yago Dora (BRA)
  2. Griffin Colapinto (EUA) x Matthew McGillivray (AFS) x João Chianca (BRA)
  3. Jack Robinson (AUS) x Jake Marshall (EUA) x Michael Rodrigues (BRA)
  4. Filipe Toledo (BRA) x Samuel Pupo (BRA) x Miguel Tudela (PER)
  5. Kanoa Igarashi (JAP) x Connor O’Leary (AUS) x Gabriel Medina (BRA)
  6. Ethan Ewing (AUS) x Jordy Smith (AFS) x Jackson Baker (AUS)
  7. Callum Robson (AUS) x Caio Ibelli (BRA) x Jadson Andre (BRA)
  8. Barron Mamiya (HAV) x Miguel Pupo (BRA) x Nat Young (EUA)

Feminino

  1. Brisa Hennessy (CRC) x Lakey Peterson (EUA), Tatiana Weston-Webb (BRA)
  2. Carissa Moore (HAV) x Courtney Colongue (EUA) x Sol Aguirre (PER)
  3. Johanne Defay (FRA) x Isabella Nichols (AUS) x Caroline Marks (EUA)
  4. Stephanie Gilmore (AUS) x Tyler Wright (AUS) x Gabriela Bryan (HAV)

 

Crédito: ge.globo.com

Foto: Douglas Silva