Candidato à prefeitura de Búzios Tom Viana é atacado a tiros

Policiais civis da 127ª DP (Búzios) estão investigando mais um ataque a tiros contra um candidato às vésperas das eleições do fim de semana no estado. Dessa vez, o alvo foi o candidato a prefeitura de Búzios, Tom Viana (PSL), que teve seu veículo atacado a tiros, nas imediações no bairro Campos Novos, na noite de quinta-feira (12). Tom Viana não ficou ferido, pois o veículo era blindado e as marcas dos disparos ficaram no carro. O ataque ocorreu na Rodovia RJ-102, na altura do bairro Campos Novos.

Segundo a polícia apurou, dois homens armados, que estavam numa motocicleta, conseguiram se aproximar do carro onde estava o candidato – que retornava de compromissos de campanha – e efetuaram vários tiros na direção de Tom Viana, que atingiram os vidros e espelho retrovisor o veículo. Após o ataque, os agressores fugiram.

Tom Viana (PSL) é policial militar há 20 anos e nunca tinha sofrido uma tentativa de homicídio, segundo o próprio candidato, em depoimento prestado na noite de quinta-feira. Ele seguiu viagem e foi socorrido por guardas municipais, na barreira sanitária do bairro Rasa, nas proximidades de onde foi atacado. Ele disse que não suspeita de nenhum mandante do crime e a Polícia Civil investiga o caso.

 

Fonte: atribunarj.com.br

Equipe de Marcelo Delaroli candidato a prefeitura de Itaboraí sofre ataque

Durante a tarde de quinta-feira (12) o candidato a prefeitura da cidade, Marcelo Delaroli, fez uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook para mostrar que estava na 71ª DP (Itaboraí) registrando uma ocorrência de tentativa de homicídio por parte da família do, também candidato a prefeitura do município, Sérgio Soares.

Marcelo começa o vídeo explicando que vários jornais irregulares com fake news sobre ele e sua família estavam sendo distribuídos por uma equipe que estava em uma van adesivada com foto e número de campanha do candidato Sérgio Soares.

“Nossos apoiadores conseguiram interceptar uma van onde estava guardado o material. Motoristas e pessoas trabalhando cometendo crime, distribuindo esse jornal com informações falsas. Enquanto isso estava acontecendo, algumas pessoa da coordenação de campanha do Sergio chegaram, uma dessas pessoas era o sobrinho dele (Pierre Sant’Ana), que tentou tirar todo esse material criminoso de dentro da van. Depois disso aconteceu algo que nós não esperávamos. Na verdade, esperávamos, porque eles são baixos. Dessa vez ele disparou contra a nossa equipe. Deu tiro contra a gente. Graças a Deus ninguém foi atingido”, relatou Marcelo.

No vídeo, Delaroli diz que o responsável pelos disparos estava utilizando o carro do candidato Sérgio Soares e que agora ele está foragido. “Temos um vídeo com tudo comprovado, onde o sobrinho do Sérgio pega a pistola e começa a atirar. Não sei da onde ele tirou essa arma, porque me parece que ele não é policial militar”.

De acordo com testemunhas o carro utilizado no crime é o modelo Amarok CD 4X4 SE cinza de propriedade da empresa Porto Príncipe Veículos Ltda. As filmagens com todos os fatos, serão entregue a autoridade policial para investigação. A van de campanha e parte da equipe de panfletagem do candidato Sérgio Soares foram encaminhado à delegacia pelos fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TER) e policiais militares para prestar esclarecimentos. Procurada, a equipe do candidato Sérgio Soares não retornou nosso contato até ontem.

 

Fonte: atribunarj.com.br

 

Candidato a prefeito de Bom Jesus do Itabapoana morre durante transmissão ao vivo

O candidato a prefeito do município de Bom Jesus do Itabapoana, no Norte Fluminense, Paulo Sérgio Cyrillo, teve um mal súbito ontem durante transmissão ao vivo e morreu. A assessoria de imprensa do candidato informou que no momento em que ele passou mal era realizada uma entrevista à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no Youtube.

De acordo com Gilberto Cardoso de Matos, presidente da 17ª Subseção da OAB da cidade, Cyrillo participava de uma rodada de perguntas para candidatos a prefeito em parceria com a Faculdade Metropolitana de São Carlos (FAMESC).

“Nós estávamos fazendo a entrevista normalmente, com dois mediadores, um representante da OAB e uma representante da faculdade, e num dado momento, o candidato finalizando uma resposta sofreu um mal súbito”, contou Matos.

Paulo Sérgio Cyrillo, de 73 anos, concorria à Prefeitura de Bom Jesus do Itabapoana pelo partido Republicanos. A FAMESC lamentou o ocorrido através de uma nota publicada em sua página do Facebook.

“É com todo pesar que viemos trazer a triste notícia do falecimento do nosso querido Paulo Sergio Cyrillo. Não temos palavras para expressar os nossos sentimentos. Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor. Muito respeitosamente, prestamos as nossas condolências e deixamos os nossos mais sinceros pêsames”, diz nota assinada pela diretoria, coordenação e professores.

 

Fonte: atribunarj.com.br

Léo Mendes Candidato a vereador de Cabo Frio é atropelado

O candidato a vereador Léo Mendes (DC) foi atropelado na noite de quarta-feira (28), em Cabo Frio. De acordo com os bombeiros, o acidente aconteceu no bairro Palmeira, na rua Porto Alegre. A vítima foi levada para o Hospital Central de Emergências (HCE), e passa bem.

Nas imagens, é possível observar que o rapaz não percebe a aproximação do veículo e é atingido em cheio. A vítima levou alguns pontos na cabeça e sofreu escoriações nas pernas.

A assessoria do candidato informou que ele já se encontra em casa em fase de recuperação.

Fonte: rlagosnoticias.com.br

 

Polícia prende candidato a vereador suspeito de chefiar tráfico em Belford Roxo

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quinta-feira (29) um candidato a vereador que é suspeito de chefiar o tráfico de drogas do Complexo do Roseiral, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. Os agentes também tentam cumprir outros nove mandados de prisão preventiva e 61 de busca e apreensão na operação batizada de Itália.

Segundo as investigações, o candidato, que também é líder religioso na região, teria assumido o lugar do irmão – preso – na hierarquia do tráfico. A decisão de participar da corrida eleitoral de 2020, inclusive, tinha como objetivo ter maior influência na administração pública.

Além do tráfico de drogas, o grupo que atua no Complexo do Roseiral teria começado a desenvolver atividades econômicas típicas de grupos milicianos, como extorsão de comerciantes e motoristas de transporte alternativo e venda de água e gás.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, a quadrilha também indicaria síndicos para os conjuntos habitacionais da região. O inquérito aponta que os moradores desses prédios que não pagavam as taxas de extorsão do grupo tinham o fornecimento de água suspenso e podiam ser expulsos dos apartamentos.

Em nota, a Polícia Civil informou que, ao todo, 24 pessoas foram denunciadas por associação ao tráfico de drogas e constituição de milícia privada durante as investigações que culminaram nesta operação.

Fonte: noticias.r7.com