Aula inaugural do Curso de Realidade brasileira foi realizada em Maricá

A deputada estadual Zeidan e o vice-prefeito Diego Zeidan participaram da aula inaugural do Curso de Realidade Brasileira organizado pelo Partido dos Trabalhadores de Maricá e pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). A atividade iniciada na última sexta-feira, 12, foi o primeiro passo para uma série de aulas temáticas do curso que terá certificação da Fundação Perdeu Abramo.

O primeiro encontro foi realizado de forma híbrida e online estiveram palestrando o dirigente dos Sem Terra, João Pedro Stédile e o ex-ministro, Gilberto Carvalho.

Em sua fala a deputada Zeidan lembrou do desmonte que o país vive neste momento.

“A retirada dos direitos trabalhistas, a tentativa de acabar com o Sistema Único de Saúde, com o Sistema Único de Assistência Social, redução de investimentos na educação, nas universidades, na ciência e pesquisa, além do fim do Bolsa-família são ações concretas do atual governo federal para reduzir a nossa democracia, a nossa sobrevivência. O combate a fome e a miséria continuam sendo pauta em pleno século 21 e após tantos avanços e que agora estão sendo destruídos. Não vamos desistir, vamos continuar na luta, principalmente para eleger no país um novo governo, no âmbito federal, nos estados e nos municípios”, enfatizou Zeidan.

Já o vice-prefeito e também presidente do PT em Maricá, Diego Zeidan, afirmou a importância dos governos populares e da formação para que as conquistas não se percam.

“Em tempos de pandemia a gente conseguiu manter a população de Maricá com um mínimo de dignidade ao oferecer apoios como o aumento da moeda social Mumbuca, auxílio para os empreendedores e para as empresas que conseguiram manter seus funcionários. Aqui a gente governa para o povo e com o povo. Estamos lutando por mais transformações sociais e queremos estar discutindo com as associações de moradores, de pescadores, de empresários e coletivos para enfrentar o que temos pela frente no ano que vem. As conquistas e os avanços do povo precisam retomar o rumo com a volta do governo Lula e isso se reflete aqui em Maricá também. Esse curso vai ajudar a gente a compreender melhor a importância dessa organização e do momento que estamos vivendo”, disse Diego Zeidan.

Entre os objetivos do curso estão a formação política, a compreensão sobre o projeto político do PT para a cidade e para o país; reafirmar o diálogo com as bases, os movimentos sociais e a participação popular. Os encontros são quinzenais, a aula inaugural ocorreu no dia 12 de novembro e encerramento será no dia 19 de fevereiro.

 

Fotos: Vinícius Manhães

Faetec oferece curso de Cibersegurança em parceria com a Cisco

Num intervalo de cinco anos, o mundo acompanhou dois megas vazamentos de dados: o Panamá Papers em 2016; e o mais recente, o Pandora Papers, que disponibilizou dados de milhares de clientes e empresas em paraísos fiscais. O assunto é tão importante e atual que a Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), órgão vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação, está com inscrições abertas para “Maratona CiberEducação”, em parceria com a Cisco Brasil, empresa líder mundial em tecnologia da informação. O curso, com foco em Cibersegurança, teve início no último dia 11 e segue aberto até o dia 31 de outubro. Os interessados, tanto alunos do Ensino Médio da Rede quanto o público externo, podem se inscrever neste link: https://bityli.com/sFdhjL.

Para o idealizador do curso, analista de sistema e professor há mais de 20 anos na Rede Faetec, Alexandre Louzada, o assunto, além de atual, vai demandar especialistas num mundo cada vez mais conectado e informatizado.

– Hoje o tema segurança é o centro de muitos debates. É só acompanhar os vazamentos de dados que de tempos em tempos acontecem. Expondo dados de pessoas e empresas. Esse é o nosso compromisso com a escola técnica e a universidade. Será uma grande oportunidade para alunos do Ensino Médio – afirmou o professor Louzada.

Aberto ao público em geral, a primeira etapa conta com autoaprendizado onde você pode seguir no seu ritmo em uma maratona de três semanas para realizar o curso Fundamentos em Cibersegurança (30h). Ao final desta etapa, os melhores alunos selecionados estarão aptos para avançar no Programa de capacitação profissionalizante, assim como conhecimentos complementares oferecidos em conjunto com nossos parceiros educacionais.

 

Requisitos para um estudante ser elegível

Estar cursando ensino médio-técnico ou ensino superior, que possua interesse em trabalhar no segmento de segurança cibernética. Ter acesso a um computador e conexão à Internet com capacidade mínima para desenvolver as atividades práticas virtuais (Computador: processador i3, Windows 10, 4Gb de RAM e 27GB de disco rígido. Internet: 5Mb).

Para seguir na próxima etapa da Maratona, é necessário ao aluno ter o certificado de conclusão do curso da Maratona – “Fundamentos em Cibersegurança” e ficar entre os melhores na prova de seleção voltada a conhecimentos gerais de TI, Redes e Cibersegurança, bem como habilidades interpessoais.

A inscrição deve ser feita em apenas uma única Academia. Participantes que se inscreverem em mais de uma não serão classificados. Somente os alunos que concluírem o curso até 31/10/2021 serão elegíveis para concorrer a bolsas de estudos na fase de capacitação profissional do Programa CiberEducação Cisco Brasil. Inscrição: https://bityli.com/sFdhjL

Estrutura da Maratona CiberEducação Cisco Brasil:

  • Duração do Curso 30 horas a serem cumpridas em, no máximo, 3 semanas
  • Custo gratuito
  • Nível Iniciante ou Intermediário
  • Tipo de Aprendizagem: On-line, Autodidata

Prefeitura de Maricá abre inscrições para cursos gratuitos na área de audiovisual

A Prefeitura de Maricá abre nesta segunda-feira (06/09) as inscrições para cursos gratuitos de capacitação e aperfeiçoamento na área audiovisual. Os interessados têm até o dia 15 de setembro para realizar o cadastro.

Ao todo, serão mais de 300 vagas distribuídas em 19 cursos oferecidos gratuitamente e de forma totalmente virtual, através da Tambellini Filmes. O início das aulas será em 18 de setembro.

Os cursos, que têm carga horária variando entre 6 e 24 horas, são preferenciais para os moradores de Maricá, mas estão abertos a pessoas de outras localidades, uma vez que ocorrerá por meio de plataforma digital.

Os links para acesso às aulas serão disponibilizados aos alunos pelo e-mail cadastrado no ato da inscrição. Vale lembrar que somente aqueles que completarem 75% da carga horária poderão receber o certificado de participação. A iniciativa é realizada Secretaria de Cultura e pelo Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM).

Como se inscrever

Para participar, o candidato deve acessar o site www.tambellinifilmes.com.br/cursos , preencher os campos e clicar em “enviar”. Outra forma é fazer o download do formulário de inscrição e enviá-lo para o e-mail cursos@tambellinifilmes.com.br. É importante escrever “INSCRIÇÃO” no assunto do e-mail.

A seleção será feita por sorteio no dia 16 de setembro, em local a ser indicado, mediante inscrição online. Os sorteados serão informados via e-mail cadastrado no ato de inscrição. O aluno pode se inscrever em vários cursos, mas não será permitido cursá-los em horários conflitantes.

Os cursos terão 20 vagas cada. Caso haja mais interessados em determinado curso, uma análise do item “Experiência e Interesse no curso” será utilizada como critério de classificação para o preenchimento das vagas disponíveis.

Para o diretor-presidente do ICTIM, Celso Pansera, os cursos ampliam o acesso democrático ao conhecimento e potencializam o aperfeiçoamento dos profissionais já existentes no mercado.

“Maricá tem cada vez mais apostado na diversificação da economia local, incluindo o segmento audiovisual e, dentro desse cenário, a capacitação se torna parte do processo”, destacou. “Pensar numa bateria de oficinas de audiovisual é permitir a capacitação profissional e a inclusão da juventude, como um exercício diário de cidadania. Cinema é um instrumento de transformação social”, acrescentou o secretário de Cultura, Sady Bianchin.

Para ampliar o acesso, o calendário foi planejado para que todas as aulas ocorram à noite e em dias de semana e, em alguns módulos, também aos sábados. Vale ressaltar que os cursos têm horários de aula variados.

“Além de aperfeiçoar o pensamento crítico, as habilidades práticas e o conhecimento de linguagens e técnicas de comunicação, o participante também obterá uma compreensão de uma mídia moderna que o permitirá florescer em qualquer ambiente profissional”, ressalta o cineasta Flávio Tambellini.

Polo audiovisual

A capacitação faz parte de uma Encomenda Tecnológica do ICTIM. O projeto é um estímulo à produção cujos eixos principais são a instalação de polo audiovisual, para produzir conteúdo com criadores e trabalhadores locais, e a abertura de um canal de streaming, que irá compor o Portal Mumbuca, para dar visibilidade à produção e a todo o conteúdo produzido no governo.

No projeto está incluída ainda, a produção do filme “Malês”, uma obra que irá tratar de uma das maiores rebeliões de escravizados da história do Brasil.

A direção será de Antônio Pitanga e terá atores da cidade. A Aula Magna dos cursos, com o anúncio do filme e apresentação do sistema de streaming, terá a presença de Antônio Pitanga e Patrícia Pillar, em 23 de setembro.

Cursos oferecidos:

Produção Audiovisual de A a Z

História e Produção do Cinema brasileiro de baixíssimo orçamento

Introdução ao Roteiro de Longa-Metragem de Ficção

Construindo uma Série de Ficção

Introdução ao Roteiro de Documentário e Série Documental

Introdução ao Roteiro de Curta-Metragem

Direção Cinematográfica

A Experiência do Documentário – Direção em Não Ficção

Cinema Experimental

Assistência de Direção

Continuidade

Direção de arte no Audiovisual

Figurino para o Audiovisual

Cinema Africano

Som no Cinema – Captação, Edição e Mixagem

Era Uma Vez, a Música de Cinema – Trilha Sonora

Introdução à Direção de Fotografia

Introdução à Edição de Imagens e Sons e Colorimetria

Introdução à Teoria e Prática na Edição de Filmes e Séries Documentais

Novas Vagas de curso online para professores de alfabetização são abertas pelo MEC

Nesta quarta-feira (24), 40 mil novas vagas no curso online Alfabetização Baseada na Ciência (ABC) foram abertas pelo Ministério da Educação (MEC) por meio da  Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Segundo o MEC, a oferta inicial foi dobrada devido à procura. As primeiras 40 mil vagas já  abertas em 8 de dezembro foram preenchidas em 10 dias.

A capacitação é gratuita, destinada a profissionais da educação que atuam na alfabetização de crianças e a estudantes de licenciaturas. Com carga horária de 160 horas, o curso terá início em 11 de janeiro de 2021.

Aulas

As aulas serão realizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem do MEC (Avamec), por meio de vídeos, material de leitura e tarefas de estudo, concebidos de acordo com os princípios da gamificação (uso de mecânicas e dinâmicas de jogos para engajar pessoas).

“O objetivo é melhorar a qualidade da alfabetização das nossas crianças, um compromisso do governo brasileiro. Para isso, é preciso preparar e valorizar os nossos professores”, disse o presidente da Capes, Benedito Aguiar.

Intercâmbio

A produção do curso, que é parte do programa de alfabetização escolar Tempo de Aprender, resulta da cooperação internacional entre a Capes, a Secretaria de Alfabetização (Sealf) do MEC, a Universidade do Porto (UP), o Instituto Politécnico do Porto (IPP) e a Universidade Aberta de Portugal (Uab).

A parceria prevê, além da formação a distância, levar professores alfabetizadores a Portugal, em 2021 e 2022.

As inscrições podem ser feitas pela internet.

 

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br

Maricá terá tecnologia 5G e Faetec anuncia curso voltado para aviação

Maricá receberá o primeiro teleporto com tecnologia 5G da América Latina e terá curso, na Faetec, voltado para área de aviação.  O anuncio foi feito durante assinatura da joint venture, um acordo entre duas ou mais empresas que estabelece alianças estratégicas por um objetivo comercial comum, entre a Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar) e a empresa italiana Leonardo, voltada para projetos nas áreas de aviação e segurança.

De acordo com o presidente da Codemar, José Orlando, a nova tecnologia permitirá cobertura de 100% do território brasileiro e faixa marítima, atendendo as operações de Offshore. O investimento também permitirá que a cidade receba mais empresas de telecomunicações.

“Será o 1º Teleporto da América Latina, serão 3 na América do Sul (Maricá, Fortaleza e Chile). Teremos 900 satélites em uma órbita específica para gerar esse fluxo de dados permitindo a cobertura nacional. Nossa expectativa é que esta torre seja instalada próximo ao Parque Tecnológico, o que também irá impulsionar a região. Não é só isso, a chegada desta tecnologia nos permitirá receber grandes investimentos na área de telecomunicação com a chegada de novas empresas”, disse José Orlando.

O prefeito de Maricá, Fabiano Horta, falou dos desafios a serem percorridos.

“Sabemos que com a chegada desta tecnologia ainda temos uma imensa distância a ser percorrida. Já estamos desenvolvendo projetos na área de ciência, tecnologia, inovação e desenvolvimento. Acho que estamos dando um grande salto, teremos um conjunto de empresas com investimentos em tecnologia de ponta. Nosso cronograma para instalação é de nove meses e vamos tentar acelerar, pois é de grande importância para cidade”, falou o prefeito.

O secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Leonardo Rodrigues, aproveitou para reforçar a presença da Faetec no município, além de já definir um dos cursos da unidade.

“Em demonstração desta parceria com a cidade de Maricá quero anunciar a construção da Faetec voltada para área da tecnologia e para formação de mecânicos de manutenção de aeronaves. Sabemos da importância desta atividade e tenho certeza que esta escola terá os cursos 100% gratuitos”, disse o secretário.

O que é Joint Venture?

É o acordo entre duas ou mais empresas que estabelece alianças estratégicas por um objetivo comercial comum.