Policial agride empresária para cobrar dívida

Uma empresária do Distrito Federal viveu momentos de terror após ser espancada, enforcada e permanecer sob a mira de uma pistola. O autor das agressões e ameaças é um sargento da Polícia Militar (PMDF), lotado no 17º Batalhão de Águas Claras. O episódio ocorreu dentro do escritório da vítima, no Riacho Fundo, na tarde dessa quarta-feira (13/10).

Câmaras de segurança flagraram o momento em que um policial militar agrediu uma empresária . Ele foi até o local para cobrar dívidas da mulher com a esposa dele, que comprou dólares da comerciante, mas não recebeu o valor devido. Na discussão, ele bate nela e aponta uma arma. No fim, ainda leva produtos para compensar o débito.

O PM, identificado como Osiel Alves da Silva, entrou no local para cobrar uma suposta dívida, estimada em R$ 40 mil. A vítima, que estava no escritório, afirmou não poder quitar o valor integral e sugeriu o parcelamento do passivo. Contrariado, o sargento discutiu com a mulher, exigindo a quantia em sua totalidade.

Vídeo Completo:

Cantor Belo faz shows sem receber cachê para pagar dívida com ex-jogador Denilson

A antiga batalha judicial entre o cantor Belo e o ex-jogador de futebol Denilson de Oliveira, parece estar perto do fim. Belo está quitando a dívida de R$ 5 milhões que tem com o ex-jogador. Por uma determinação judicial, o pagodeiro tem feito uma série de shows no Rio sem receber um Real. O dinheiro arrecadado com as apresentações do projeto “Belo in Concert”, numa casa de shows na Barra, está caindo diretamente na conta de Denilson.

No sábado, ele volta a se apresentar no espaço, e não será diferente. O artista não tem direito nem a cota de convites para seus convidados. O compositor continuará sem receber pelos shows até que a dívida seja integralmente paga.

 

Entenda

Denilson e Belo travam essa briga há cerca de 20 anos. A dívida se deu por quebra de contrato e foi aumentando desde então. Tudo começou quando o pagodeiro resolveu deixar a banda Soweto, na época empresariada pelo ex-jogador, para seguir carreira solo. Em 2004, a Justiça condenou o cantor a indenizar Denilson. Não cabem mais recursos. Em março de 2020, Belo chegou a dizer numa entrevista que a dívida seria paga até o fim daquele ano, o que não aconteceu.

 

 

Fonte: Jornal Extra