Competições esportivas seguem durante o mês em diferentes pontos de Niterói

A janela para o Mundial de Bodyboarding nas ondas de Itacoatiara, que reúne profissionais de mais de 20 nacionalidades no Itacoatiara Pro 2022, teve início na última segunda-feira (6/6). No domingo (5) foram realizadas as finais do Campeonato Brasileiro de Bodyboarding O Itacoatiara Pro, que teve início na semana passada, com competições e eventos culturais, conta com apoio da Prefeitura de Niterói.

O secretário municipal de Esportes, Luiz Carlos Gallo, comentou sobre o retorno de um evento desta proporção em Niterói.

“Depois deste fim de semana com eventos tanto em terra, como no mar, shows, programações culturais, eventos esportivos, competições, é a maior prova de que Niterói realmente se consolida, cada vez mais, como a capital do esporte. Esporte é evolução, é entrosamento, é inclusão. E vamos em frente apoiar cada vez mais cada categoria”, disse o secretário.

Os capixabas Lucas Nogueira e Neymara Carvalho conquistaram o título na categoria profissional masculino e feminino, respectivamente. Na categoria Open feminino, a atleta Bianca Simões, também do Espírito Santo, sagrou-se campeã. E no Master masculino, o niteroiense Gugu Barcellos ficou em primeiro lugar. Na prova para Pessoas com Deficiência (PCD), o campeão foi Vagner Andrade, atleta de São Paulo. Destaque para o cearense José Augusto, que subiu ao pódio duas vezes ao conquistar os títulos nas categorias Open e Sub-18.

”Fiquei muito feliz de conseguir essas duas finais aqui em Itacoatiara, uma praia com ondas muito fortes e condições que exigem um alto nível técnico e preparo físico”, contou José Augusto.

As competições fizeram parte de mais um dia de programação do Itacoatiara Pro 2022, que contou ainda com provas de canoagem no domingo (5) pela manhã, na Praia de Itaipu, reunindo 60 atletas em oito categorias. Destaque para a remadora Sofia Crispim de Carvalho, de apenas 14 anos, que fechou a prova de 15km, na categoria Júnior Feminino, com o tempo de 2h e 31 minutos. O megafestival, que reúne centenas de atletas, disputando provas e campeonatos em sete modalidades, recebe, também, mais de 20 shows e exposições artísticas até o dia 26 em Niterói.

”Agradeço aos representantes da Confederação Brasileira, à comissão técnica das provas e campeonatos, e todos os atletas que participaram desse múltiplo evento esportivo que é a ponta do iceberg do megafestival de esportes e música que estamos promovendo na cidade, com o apoio da Prefeitura, diversas grandes marcas e renomados atletas incentivadores”, ressaltou o idealizador do Itacoatiara Pro, Giuliano Lara.

Com etapas no Chile, Brasil, Hawaii, Maldivas, Espanha, Portugal e França, o Campeonato Mundial de Bodyboarding deverá seguir até o dia 16 de junho, no Brasil, sendo uma das principais atrações esportivas do megafestival, envolvendo cerca de cem atletas profissionais na disputa pelo título, e mais de R$ 150 mil em premiações.

”A previsão é de um forte swell entrando na praia de Itacoatiara até o fim desta semana, o que deverá proporcionar ondas de 3 metros ou mais para a disputa das finais desta etapa do mundial. Vai ser bastante desafiador para nós competidores e, ao mesmo tempo, um grande espetáculo para quem assiste”, adiantou o atleta niteroiense, Dudu Pedra, que atuou como árbitro do campeonato brasileiro na cidade e atual Top 8 do circuito internacional da modalidade.

Além das competições esportivas, no fim de semana a praia de São Francisco foi palco para artistas como Nando e Sebastião Reis, Oriente, Marcelo D2, Vitor Kley, Brothers of Brazil (Supla e João), André Frateschi (vocalista da Legião Urbana com a banda do Rock In Rio – Rock Street Band), além de nomes da cena musical da cidade. Todos os locais das disputas e a programação cultural completa podem ser conferidos no site itacoatiarapro.com.br e também nas redes sociais (@itacoatiarapro) do evento.

Surfe, Skate, Parapente, Vela e Mountain Bike Downhill completam o festival

Uma série de outras provas e campeonatos acontecem ainda ao longo de junho, em diferentes pontos de Niterói, nas modalidades Mountain Bike Downhill (11 e 12 de junho), Parapente (17 e 18), Surfe (17 a 22), Vela (25 e 26) e Skate – esta última com dois fins de semana de competições (17 e 18 e 25 e 26 de junho), sob a curadoria do skatista Bob Burnquist, o maior recordista de medalhas dos X-Games, atual campeão da Megarampa e mais de 10 vezes campeão mundial da modalidade.

O Itacoatiara Pro 2022 conta com o apoio da Prefeitura de Niterói, Secretaria de Esportes e Lazer, Secretaria de Meio Ambiente, Funarte, UFRJ, além de marcas e patrocinadores como Grupo Petrópolis, PredialNet, SGA Toyota, EcoPonte, Burnkit e Havaianas.

Confira o resultado do Brasileiro de Bodyboarding:

Categoria Pro Feminino

1⁰ Neymara Carvalho (ES);

2⁰ Maylla Venturin (ES);

3⁰ Maira Viana (ES);

4⁰ Francis Aoto (PR).

 

Categoria Pro Masculino

1⁰ Lucas Nogueira (ES);

2⁰José Willame (CE);

3⁰ Socrates Santana (RJ);

4⁰ Sérgio Machado (SP).

 

Categoria Open Feminino

1⁰ Bianca Simões (ES);

2⁰ Clara Ponte (CE);

3⁰ Yanna Pientznauer (RJ);

4⁰ Duda Vidal (RJ).

 

Categoria Master 35

1⁰ Gugu Barcelos (Niterói – RJ);

2⁰ Felipe Mendes (RJ);

3⁰ Diogo Taboada (RJ);

4⁰ Valdinei Nunes (RJ);

 

Categoria Open Masculino

1⁰ José Augusto (CE);

2⁰ Misael Cesario (BA);

3⁰ Zacarias Nunes (CE);

4⁰ Davi Correa (ES).

 

Categoria Sub 18

1⁰ José Augusto (CE);

2⁰ Misael Cesario (BA);

3⁰ Paulo Galatti (ES);

4⁰ Gabriel Ferrer (AL).

 

Categoria PCD

1⁰ Vagner Andrade (SP);

2⁰ Ricardo Rodrigues (RJ);

3⁰ Everton Luiz (RJ).

 

Confira o resultado das provas de Canoagem (VAA)

Categoria Júnior Feminino

1⁰ Sofia Crispim de Carvalho.

 

Categoria Júnior Masculino

1⁰ Kaique Passos Ramos;

2⁰ Rudah Cariba Bosi;

3⁰ Abner Junior;

4⁰ Mandi Domingues Frias.

 

Categoria Open Feminino

1⁰ Adriana Soares Gomes;

2⁰ Raysa Araujo de Oliveira Ribeiro;

 

Categoria Open Masculino

1⁰ Igor Lourenco Oliveira;

2⁰ Andre Guerbatin Open Masculino;

3⁰ Rodrigo Fernandez.

 

Categoria Master 40 – Feminino

1⁰ Giselle Banjar Leal;

2⁰ Silvana Carsetti Master;

3⁰ Paola Viniegra.

 

Categoria Master 40 – Masculino

1⁰ Gustavo Jacobi de Faria;

2⁰ Chico Viniegra Master;

3⁰ Massimo Emilio Novello;

 

Categoria Master 50 – Feminino

1⁰ Ana Paula Amorim Mendes;

2⁰ Chiche Perez Barbieri;

3⁰ Claudia Badano;

 

Categoria Master 50 – Masculino

1⁰ Carlos Chinês;

2⁰ Alexandre Cumeira;

3⁰ Leonardo Crespo.

 

 

Crédito: Jornal O Dia

 

Senado aprova regulamentação da atividade de educação física

O plenário do Senado aprovou na última quinta-feira (2) o parecer da senadora Rose Freitas (MDB-ES) ao projeto de lei (PL 2.486/2021) que regulamenta as atividades dos profissionais de educação física e a atuação do Conselho Federal de Educação Física (Confef) e conselhos regionais. O texto determina que professores de educação física de escolas públicas e privadas deverão se inscrever nos conselhos para exercer o magistério. O texto vai à sanção presidencial.

Durante a votação de hoje em plenário, o senador Romário afirmou que recebeu quase 1 milhão de manifestações favoráveis à filiação de professores ao Confef e aos Crefs. “Os professores de educação física entendem que o Confef e os Crefs são de fundamental importância para a profissão de professor de educação física”, ressaltou.

A defesa de Romário foi motivada por polêmicas ao texto. O senador Paulo Paim (PT-RS) apresentou uma emenda que asseguraria aos professores de educação física o exercício do magistério independentemente de inscrição no respectivo conselho regional e tornaria facultativa a anuidade para os professores de educação física ligados ao ensino regular. Assim como ocorreu durante a votação do texto na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) da Casa, a emenda de Paim foi rejeitada também no plenário da Casa.

Tecnólogos

De acordo com o projeto aprovado, também poderão exercer as atividades da categoria os formados em cursos superiores de tecnologia conexos à educação física (como os cursos de tecnólogo em educação física ou de tecnólogo em gestão desportiva em lazer). Atualmente, conforme a lei, são autorizados a exercer a profissão os diplomados em educação física no Brasil e no exterior, desde que, neste último caso, o diploma seja revalidado pelo Ministério da Educação (MEC). Também podem trabalhar na área os que tenham comprovadamente exercido atividades próprias dos profissionais de educação física até a aprovação da lei, em 1998.

Conselhos

Pelo projeto, caberá ao Conselho Federal de Educação Física (Confef) estabelecer a lista de atividades e modalidades esportivas que exijam a atuação do profissional da área. Entre outras atribuições, o conselho federal deverá ainda examinar a prestação de contas dos conselhos regionais (Crefs), inspecionar a estrutura desses conselhos e, quando for necessário, até mesmo intervir em sua atuação.

Aos conselhos regionais caberá registrar os profissionais e expedir suas carteiras de identidade profissional, exercer a função de conselho regional de ética, arrecadar as taxas e anuidades, julgar as infrações e aplicar as penalidades, fiscalizar o exercício profissional, entre outros.

A fiscalização do exercício profissional por pessoas jurídicas é limitada à regularidade do registro e à atuação dos profissionais de educação física que nelas prestem serviços.

Receitas

Tanto o conselho federal quanto os regionais terão 20 conselheiros e 8 suplentes, eleitos por voto secreto e obrigatório, com mandatos de quatro anos, permitida uma recondução.

O Confef ficará com os valores pagos pela inscrição dos profissionais e das pessoas jurídicas e com 20% das anuidades. Já os Crefs ficarão com 80% das anuidades. Do valor das anuidades destinado ao Confef, 25% serão direcionados ao Fundo de Desenvolvimento dos Crefs.

Os conselhos federal e regionais poderão ainda contar com verbas relacionadas a patrocínio, promoção, cessão de direitos e marketing em eventos promovidos ou autorizados por eles.

Infrações

O projeto lista situações que podem levar a processo disciplinar, como transgredir o código de ética, violar o sigilo profissional, praticar, permitir ou estimular crime ou contravenção no exercício da profissão, exercer a profissão sem registro, entre outras.

Se for condenado, o profissional investigado poderá sofrer advertência escrita, com ou sem aplicação de multa, multa, censura pública, suspensão ou cancelamento. A multa deverá ser equivalente ao valor de uma a cinco anuidades.

A punição poderá ser aplicada em um prazo de cinco anos, contado a partir da data da infração. Nos casos de abuso ou assédio sexual ou moral, o prazo começará a ser contado a partir do início do processo disciplinar.

 

Crédito: agenciabrasil.ebc

“Mesmo velho e gordo, arranco a cabeça dele”, diz Popó a José Aldo

Ex-campeão mundial de boxe, Acelino “Popó” Freitas tem sido destaque no mundo das lutas desde quando duelou contra o youtuber Whindersson Nunes em janeiro deste ano. Na ocasião, o baiano de 46 anos desafiou José Aldo, ex-campeão do UFC. Porém, a resposta do lutador de MMA ao desafio não foi bem digerida pelo pugilista.

Ao podcast Denilson Show, Popó disse que o comentário de Aldo foi ofensivo. “Foi desrespeito, ele falou sério, não foi promoção. Eu falei logo depois da luta que queria desafiar ele. E se eu desafio alguém, é porque acho que ele é bom. Ele deveria ter pensado: ‘Pô, ele acha que eu sou bom, que massa’. Aí ele vai e fala: ‘Ele é tão burro, que nem sabe que eu tenho contrato com o UFC e eles não vão liberar’”.

Sobre uma eventual proibição de José Aldo fazer uma luta fora do UFC, Popó destacou que McGregor, que era campeão dos pesos-leves da organização, fez uma luta de boxe contra Floyd Mayweather.

“Não é isso, não, é que ele não tem moral com o UFC. Ele nunca ganhou mais que 100 mil dólares no UFC. Aí ele fala que ganha não sei quantos milhões. M*** nenhuma. O único lutador que tem moral no UFC se chama McGregor, que o UFC liberou para lutar com o Mayweather. José Aldo não tem moral nenhuma, é feio e o UFC não vai liberar ele pra lutar comigo”.

Apesar dos empecilhos à realização do combate, o ex-campeão mundial de boxe não se esquivou de analisar como seria o combate com Aldo.

“Tenho certeza de que ele não passa do 3º round. Certeza absoluta. Se for boxe, é certeza. Se for MMA ou kickboxing, que é o que ele luta, eu não passo do 1º (round). Mas, se ele vier pro boxe, arranco a cabeça dele. Certeza absoluta. Mesmo velhinho e gordo, eu te bato”.

 

Crédito: Metrópoles

“Ganharam a Copa do Mundo?”, ironiza Neymar sobre festa argentina após finalíssima

Os jogadores da Argentina fizeram enorme festa após a vitória por 3 a 0 sobre a Itália na quarta-feira, no estádio de Wembley, em Londres. Durante a comemoração, sobrou provocação para a seleção brasileira. E Neymar rebateu.

– Ganharam a Copa do Mundo?

O comentário de Neymar foi feito na página futeousadia no Instagram. O post destacava a provocação dos argentinos aos brasileiros. Depois da vitória sobre a Itália, os jogadores cantaram uma música com a seguinte tradução:

“O que aconteceu, brasuca? Ainda está esperando
O que aconteceu, brasuca? Na favela estão todos chorando
Os anos passam, você lembra da Copa de 50
Estão todos cagados, têm medo que aconteça de novo
Porque Messi tem a coroa
E a perna esquerda com a magia que encanta
Para piorar, lembra do Maradona
Sei que te dói, que te lastima, mas essa Copa é da Argentina”

A Finalíssima confrontou a Argentina, atual campeã sul-americana, e a Itália, campeã europeia. Os argentinos venceram a partida em Londres com facilidade por 3 a 0 e fizeram enorme festa.

Até o título da Copa América de 2021, conquistado diante da seleção brasileira, a equipe principal da Argentina ficou 28 anos sem ganhar um título. Nas últimas 24 horas, os jogadores destacaram o fato de levantarem taças em estádios tão simbólicos como Maracanã e Wembley.

Neymar é amigo de diversos jogadores da seleção argentina. Na última temporada, atuou ao lado de Messi, Di María e Paredes no PSG.

Nesta quinta-feira, Neymar fez dois gols de pênalti na vitória do Brasil sobre a Coreia do Sul por 5 a 1, em Seul. A atuação do jogador no meio-campo rendeu elogios do técnico Tite.

– Neymar é arco e flecha, conforme as circunstâncias do jogo. Ele tem essa capacidade. No PSG, jogando mais atrasado em relação a Mbappé e Messi. Aqui, ele fica mais premiado, mais flecha, a equipe trabalha em função de dar criatividade a ele nesse aspecto. Temos uma equipe solidária.

Crédito: ge

Jogos Estudantis de Rio Bonito começam dia 11 de junho

O espírito esportivo vai tomar contar da Escola Municipal Professor Honesto Almeida de Carvalho (EMPHAC), na Mangueirinha, que vai receber, a partir do dia 11 de junho, os Jogos Estudantis das Escolas Municipais (JEMs), que acontecem em parceria entre as secretarias de Esporte e de Educação. As modalidades esportivas como handebol, xadrez, tênis de mesa, atletismo, voleibol, futsal, além de vôlei sentado e goalball, serão disputados por alunos das escolas municipais Astério Alves de Mendonça, Emphac, Raulbino Pereira de Mesquita, Kingston Motta, Governador Roberto Silveira, Professora Maria Thereza Chehab de Carvalho, Professora Anitta de Souza Moraes, Romulo Tude, Posse, Maria Lídia Coutinho, Mauricio Kopke e Castro Alves.

A abertura dos jogos acontece às 8 horas, com a presença do prefeito Leandro Peixe, e dos secretários municipais Adalmir Cardoso (Educação) e Bernardo Oliveira (Esporte), entre outras autoridades. Logo em seguida, a bola vai rolar com a disputa das partidas de handebol masculino e feminino.
O retorno dos Jogos Estudantis Municipais (JEMs) é um dos destaques do Calendário Esportivo lançado este ano pela secretaria de Esporte e Lazer. O objetivo principal JEMs é incentivar a interação entres os alunos de todas as escolas participantes, já que o primeiro contato de uma criança no esporte é na escola. A abertura e todas as competições acontecerão no Emphac.

Crédito: Secom Rio Bonito – Denilson Santos.