Vídeo mostra explosão causada por vazamento de gás no Recife; quatro pessoas ficaram feridas

Um vídeo enviado ao WhatsApp da TV Globo registrou o momento de uma explosão causada por um vazamento de botijão de gás, no bairro de Água Fria, na Zona Norte do Recife (veja vídeo acima). O acidente, que aconteceu no domingo (24), deixou quatro pessoas feridas, de acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Os quatro homens foram internados no Hospital da Restauração, no Derby, Centro do Recife. As imagens são fortes. É possível ver, inicialmente, homens entrando numa loja e retirando objetos.

Sai fumaça do imóvel, que fica na Rua São Sebastião. Um dos objetos retirados é um botijão de gás. É possível ouvir, também, a mulher que grava o vídeo falando sobre um vazamento de gás.

Em seguida, um clarão amarelo formado pela explosão toma conta do local e as pessoas começam a gritar. Uma das pessoas parece ser ‘engolida’ pelo fogo. Um homem aparece correndo e, sobre ele, é possível ver partes da roupa que ele usava, que derreteu.

Outro vídeo mostra o interior da loja com vários objetos queimados. Por fim, outras imagens mostram carros do Corpo de Bombeiros. De acordo com a corporação, um homem teve queimaduras no rosto, braços e tórax.

Vizinho do imóvel que pegou fogo, o impressor gráfico Leonardo Arruda contou que a loja vende galetos aos finais de semana. Segundo ele, os homens foram jogados dentro do canal devido ao impacto da explosão.

Ele foi socorrido por bombeiros e levado para o Hospital da Restauração (HR), no Centro do Recife. O Samu informou que houve mais três feridos. Os homens foram identificados como:

  • Maurício Leal Guedes, 49 anos;
  • Marcelo Arthur de Andrade da Silva, 28 anos;
  • Diagmo de Souza Leão, 57 anos;
  • e Wanderson Aragão de Moura, 36 anos.

A assessoria de comunicação do HR confirmou que eles estavam na unidade de saúde, nesta segunda-feira (25), mas não havia detalhes do estado de saúde até a última atualização desta reportagem.

 

Crédito: g1

Explosão em restaurante de Niterói deixa uma pessoa ferida; veja o vídeo

Um maçarico culinário causou a explosão de um restaurante na Rua Nóbrega, em Icaraí, bairro de Niterói, nesta segunda-feira (16). Uma parte do teto do restaurante despencou e a cozinha está destruída. Uma pessoa ficou ferida.

O restaurante, que estava iniciando o atendimento quando ocorreu o incêndio, funciona com o balcão de atendimento no primeiro andar e uma cozinha no segundo andar. Um maçarico teria iniciado o incêndio no segundo andar. Os bombeiros foram acionados por volta das 10h15 e teriam socorrido uma pessoa que ficou ferida. Segundo informações do dono do local, não houve vazamento de gás.

A pessoa que ficou ferida foi André Luiz, de 44 anos, que trabalha em uma barbearia na frente do restaurante em questão. Ele ouviu um pedido de socorro da funcionária de restaurante que percebeu que o maçarico estava pegando fogo.

“A gente percebeu o fogo e fomos correndo ajudar com um extintor. O André estava na minha frente e eu um pouco atrás. Quando atravessamos a rua e chegamos perto, uma explosão jogou ele para trás. Foi aí que ele caiu, se machucou e se ralou, mas teve apenas ferimentos leves. Ele não quebrou nenhum osso, nem nada”, contou Victor Dresjan, de 24 anos, que trabalha com André.

André foi socorrido pelos bombeiros e levado para um hospital particular de Niterói. Ele segue bem e deve receber alta hoje ou amanhã. Ninguém mais ficou ferido.

 

 

Crédito: Jornal O São Gonçalo

Explosão em hotel de Havana, em Cuba, deixa 8 mortos

Uma forte explosão aconteceu no Hotel Saratoga, no centro de Havana, informou a mídia estatal cubana nesta sexta-feira (6). Oito pessoas morreram, segundo o governo de Cuba.

Em torno de 30 pessoas ficaram feridas e, após atendimento no local, foram transferidas para hospitais próximos. As crianças de uma escola ao lado do hotel foram retiradas, segundo o portal Cubadebate.

Ainda não se sabe a causa da explosão. O gabinete do presidente afirma que as investigações iniciais indicam que houve vazamento de gás. Um repórter do canal Habana disse que uma empresa de gás fazia serviços de manutenção no hotel antes da explosão

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, foi até o local após a explosão, acompanhado do primeiro-ministro Manuel Marrero Cruz e o presidente do parlamento Esteban Lazo. Depois ele foi até o hospital Hermanos Ameijeras, para onde foram encaminhados alguns dos feridos.

Hotel Saratoga

O Saratoga, gerido pelo Hotel Saratoga SA Mixed Company, foi inaugurado como um hotel boutique. Ele tem 96 quartos, além de bares e restaurantes. É um dos mais luxuosos de Havana. Tem uma piscina com vista panorâmica, o que levanta questões sobre a estabilidade do que resta do edifício.

É um prédio de estilo neoclássico construído em 1880 no centro histórico de Havana. Em 1935, já era considerado um dos principais hotéis da cidade, segundo informações do Departamento de Patrimônio Arquitetônico.

Crédito: portal g1

Covid-19: Rio já vive explosão de casos no interior do estado

Depois de se alastrar rapidamente pela capital, a variante Ômicron agora assusta as cidades do interior fluminense. O contágio avassalador já impacta a rede de saúde em regiões que historicamente têm baixa oferta de vagas para internação. Sete municípios estavam anteontem com todos os leitos em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) ocupados. O cenário deve piorar nos próximos dias, segundo o secretário estadual de Saúde: Alexandre Chieppe prevê a “interiorização” da onda provocada pela nova cepa.

— Está começando a diminuir a demanda gradativamente por testes na Região Metropolitana. Acreditamos que haverá uma interiorização. Agora é acompanhar. Essa curva da Região Metropolitana está caindo, mas está havendo um aumento em outras cidades — destacou o secretário.

Dados compilados pelo GLOBO disponíveis no painel Covid-19 do governo estadual mostram que 44 das 92 cidades fluminenses registraram um aumento de pelo menos 1.000% nos casos confirmados da doença nas primeiras semanas do ano, em comparação a dezembro de 2021. Desses municípios, três não tinham infectados pelo coronavírus no fim de 2021. A situação mudou radicalmente após a virada do ano e o avanço da Ômicron em Silva Jardim, Santa Maria Madalena e São Fidélis. Em Teresópolis, a prefeitura percebeu expressivo aumento de casos há dez dias, assim como em Cardoso Moreira, cidade a 230 km da capital.

Essas informações se referem ao total de pacientes com a doença, que relataram ter começado a sentir os sintomas da infecção nos primeiros 26 dias de janeiro. Os números ainda devem subir, já que outros casos podem ser inseridos no sistema. Ao longo da pandemia, as cidades do interior tiveram dificuldades logísticas para atualizar informações nos sistemas de notificação.

Atualmente, há 2.800 leitos na rede pública para pacientes com Covid-19, de acordo com a Secretaria de Saúde. O estado por ora descarta implementar novas restrições sanitárias, mas planeja financiar, junto ao Ministério da Saúde, a reabertura de leitos.

Com a disseminação desenfreada da doença, Barra do Piraí, Rio Bonito, Teresópolis, Maricá, Saquarema, Bom Jardim e Miracema estavam anteontem com todos os leitos de UTI para Covid-19 ocupados. Outras duas cidades aproximavam-se da capacidade máxima: Itaboraí (95%) e Bom Jesus de Itabapoana (92%).

Já as vagas em enfermarias estavam com lotação esgotada em Rio Bonito, Valença, Cachoeiras de Macacu, Teresópolis, Nova Friburgo, Três Rios, Nova Iguaçu, Rio das Ostras e Cardoso Moreira. Em Volta Redonda, a taxa de ocupação bateu 98%. Esses números de pacientes são enviados pelas prefeituras diariamente ao governo estadual.

Historicamente, municípios pequenos dependem da rede pública de outras cidades para ter serviços médicos de média e alta complexidades, como uma UTI. Por causa disso, o Estado do Rio é dividido em oito regiões de saúde, que trocam pacientes entre si, quando necessário. Apesar da situação crítica em algumas cidades, em todo o estado a taxa de ocupação de leitos de tratamento intensivo anteontem estava em 62%.

Com a maior rede pública, a capital tinha ontem 745 pacientes infectados pelo coronavírus internados. Apesar de ter 29 pessoas na fila de espera, a taxa de ocupação total era de 64%. A prefeitura abriu leitos para enfrentar a explosão de casos de Ômicron: só ontem foram 21.103 novos diagnósticos confirmados. No estado, esse número chegou a 34.764.

A região com maior taxa de ocupação de leitos é a Noroeste, que anteontem tinha 89% das suas vagas para terapia intensiva ocupados. Dos 14 municípios que compõem a região, na divisa com Minas Gerais, apenas três têm leitos de UTI para atendimento de pacientes com Covid: Itaperuna (três vagas disponíveis), Bom Jesus de Itabapoana (cinco disponíveis) e Miracema (sem vagas).

Na Região Serrana, pelo menos duas cidades enfrentam problemas para atender quem chega aos hospitais. Sem mais vagas, Teresópolis precisou enviar dez pacientes graves para outros municípios nos últimos dez dias. Com apenas dois leitos de UTI para tratar pacientes com Covid-19, Bom Jardim transferiu quatro pessoas para cidades vizinhas. A situação se repete na cidade de Rio Bonito, que faz parte da Região Metropolitana II. Segundo a prefeitura, dois pacientes tiveram que ser levados para Maricá e Itaboraí. Segundo o município, a espera na fila por leito varia de quatro a dez dias dentro sistema de regulação estadual.

Com a chegada de mais pacientes, Quissamã anunciou que irá contratar na rede privada novas vagas de UTI e enfermaria.

A sanitarista Ligia Bahia, da UFRJ, diz que o avanço da variante Ômicron para o interior do estado é preocupante. A especialista em saúde pública lamenta a falta de um “legado” de leitos das outras ondas de Covid-19:

— Vemos essa situação novamente, e temos uma transmissão rápida. Sabíamos que haveria uma pressão nos sistemas de saúde, ainda que em menores proporções. Não estamos deixando como legado da pandemia um sistema de saúde com uma oferta mais adequada à nossa necessidade.

 

Crédito: Extra

Em Três Rios, motorista morre após caminhão capotar e explodir na BR-040

O motorista de um caminhão morreu depois de capotar com o veículo na manhã deste domingo (7) na BR-040 (Rodovia Rio-Juiz de Fora), em Três Rios (RJ). O acidente aconteceu entre os bairros Hermogenio Silva e Alberto Torres, em Areal, na Região Serrana.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o veículo estava carregado com gás liquefeito de petróleo, GLP. Após capotar, o caminhão pegou fogo e explodiu.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros esteve no local para conter as chamas. O tanque de carga se desprendeu, rolou as duas faixas da rodovia e caiu no Rio Piabanha.

A vítima, identificada como José Geraldo Gregório não resistiu as queimaduras e morreu no local.

Agentes do Inea foram acionados para avaliar os efeitos do acidente ao meio ambiente. O trânsito chegou a ser interditado nos dois sentidos da rodovia.

Por volta das 10h55, uma das faixas foi liberada. Durante a tarde, o trânsito passou a fluir nos dois sentidos, apenas em uma faixa.

 

 

Fonte: rlagosnoticias.com.br