Influenciadora americana presenteia o marido com com ménage e convidada fica grávida

O casal de influenciadores Jess e Stephen DeMarco, da Flórida, nos Estados Unidos, fazem sucesso nas redes sociais por compartilhar seu estilo de vida inusitado: eles são adeptos do poliamor. Recentemente, os dois ficaram ainda mais em evidência depois que Jess contou no TikTok que presenteou o marido com sexo a três, o famoso mènage à trois. E mais: a convidada ficou grávida!

O vídeo em que o casal conta sua aventura já tem mais de 5,2 milhões de visualizações. “Dei ao meu marido um ménage para o nosso aniversário”, disse Jess nas imagens. “E como resultado, ele a engravidou, já que não temos filhos”, completou a influenciadora segundos depois. Apesar da surpresa, a influenciadora garantiu não ter ficado chateada. “Somos poli. Então, ele é o homem dela também”, disparou.

“Tivemos uma conversa sobre estabelecer regras e como queríamos sair com outras mulheres”, disse Jess ao site de notícias “News24”, no ano passado. “Namoramos cerca de cinco ou seis mulheres diferentes a longo prazo, mas saímos em muitos primeiros encontros com mulheres com as quais acabamos não nos conectando”, explicou.

A influenciadora garantiu que o poliamor melhorou o relacionamento e a vida sexual do casal. Ainda assim, ela confessou que ainda se sente insegura e com ciúmes. “Quando encontramos a pessoa certa, avaliamos sua vida e garantimos que ela se encaixe na nossa e, assim, damos o próximo passo”, disse.

O casal também tem uma conta no Onlyfans, onde posta conteúdo adulto. Para acessar, o assinante deve desembolsar US$ 9,89, o que equivale a cerca de R$ 50.

 

 

Crédito: Jornal O Dia

Influenciadora relata ter sido vítima de racismo em padaria do Rio e faz imagens mostrando acusado, veja o vídeo

A empresária e influenciadora Sarah Fonseca postou um relato em sua rede social dizendo ter sido vítima de racismo em uma padaria em Ipanema, na Zona Sul do Rio, nesta segunda-feira (7).

No post, Sarah conta que um funcionário do estabelecimento pediu que ela deixasse o local porque achou que ela estava “pedindo dinheiro ou perturbando ele”.

Ela disse que se sentiu humilhada com a situação.

“Eu fiquei em choque, me senti HUMILHADA na frente de todos! Eu não consigo descrever a raiva que eu to sentindo. Ele achou que eu estava fazendo o que? Por que eu deveria sair?”, diz a jovem.

Sarah, que tem 468 mil seguidores no Instagram, disse que já está em contato com uma advogada e que vai registrar o caso na delegacia.

“Já estou em contato com advogada e já estou fazendo o BO. Isso não vai ficar assim!”, disse.

g1 tenta contato com a padaria.

Influenciadora diz que funcionário não se desculpou

Sarah conta que estava indo na padaria Baked Cake com o namorado, a mãe dele e o marido, que são Alemães, mas no meio do caminho decidiu voltar para casa porque estava com dor de cabeça. Ao chegar em casa, percebeu que tinha esquecido a chave e voltou à padaria.

Ao reencontrá-los, mal conseguiu terminar de falar que tinha esquecido a chave quando foi abordada pelo funcionário pedindo pra que ela saísse o local.

Ela diz que ainda tentou questioná-lo, mas ele não se desculpou. Sem entender nada, todos, então, se levantaram para ir embora com ela.

Foi quando ela pediu que eles ficassem em um canto e continuou a discutir com o funcionário e começou a gravar a situação.

“Ele ficou sentado e não fez questão alguma de entender o problema ou pedir desculpa”, disse a jovem ao g1.

Ela diz que toda a cena foi testemunhada por outros clientes e que foi vítima de racismo.

“Um absurdo isso! A padaria não instruiu seu funcionário. Ele agiu por puro racismo comigo. Ou será que ele é instruído a tratar pessoas pretas dessa maneira? Ficou a dúvida. Se fosse uma pessoa branca se aproximando da mesa, ele não teria feito nada!”.

“E eu ainda perguntei pra ele: isso tudo só por que eu sou preta? Eu sou moradora da região. A cor da minha pele precisa definir minha atitude? Precisa mesmo definir quem sou? Inacreditável”.

Até a última atualização desta reportagem, o post já tinha sido curtido por mais de 121 mil pessoas.

A cantora Anitta enviou uma mensagem de apoio à influenciadora: “😢 te amo amiga ❤️”.
Crédito: portal g1

Influenciadora faz R$ 1 milhão por mês vendendo seus puns engarrafados

A ex-participante do “90 Dias para Casar”, da TLC, Stephanie Matto descobriu um novo nicho a ser explorado na sua plataforma de conteúdo adulto: vender suas flatulências engarrafadas.

O popular “pum” é colocado em um vidro e vendido para os clientes no valor de 755 libras — aproximadamente R$ 5,662 mil. Segundo o jornal britânico Daily Star, ela consegue faturar cerca de 35 mil libras na semana, o que daria R$ 262 mil.

Ela participou da quarta temporada do spin-off em 2020. O reality casamenteiro, em que as duas pessoas se conhecem pela internet e, depois, um deles vai para os Estados Unidos adquirir o visto para casamento — que dá 90 dias para as duas pessoas organizarem a cerimônia.

Stephanie se envolveu com Erika Owens, da Austrália. Mas é fora dele que a vida está gerando surpresas para ela: Stephanie tem mais de 260 mil seguidores no Instagram e anunciou a produção de ‘puns especiais’ para os fãs.

Devido à demanda popular, finalmente decidi começar a vender meus peidos na minha página! Além do meu conteúdo picante, agora você também pode comprar meus peidos em uma jarra!

Ela, que é dona de um site próprio de assinaturas para conteúdo adulto, disse ao jornal britânico que mantém uma alimentação para a produção de flatulências. Os alimentos, como feijão, ovos cozidos, um shake de proteína e um pouco de iogurte, são consumidos no café da manhã.

No frasco, ela coloca uma pétala de flor sob a justificativa de fazer o cheiro durar mais tempo e por adicionarem mais um perfume ao recipiente.

“Ao longo dos anos, recebi algumas mensagens de homens e mulheres querendo comprar meus sutiãs, calcinhas, cabelos, água de banho usados, etc. Achei que peidos eram super nicho, mas também é algo divertido, peculiar e diferente. É quase como uma novidade!”, disse ela ao Buzzfeed.

 

Crédito: uol

Influenciadora de 38 anos é morta a facadas pelo marido em Valinhos, São Paulo

Uma influenciadora digital de 38 anos foi morta a facadas pelo marido em um apartamento no bairro Ribeiro, em Valinhos (SP), na noite do último domingo (5). De acordo com a Guarda Municipal, o homem, que ainda tentou atacar a filha do casal, se matou em seguida.

Bruna Quirino tinha 25,4 mil seguidores no Instagram e era influenciadora de moda, beleza e cabelo. Ela também dava aula de Zumba em uma academia de Valinhos. A Guarda Municipal, que foi a primeira a chegar na ocorrência, afirmou que foi chamada por volta das 23h para atender uma briga de casal, mas, quando chegou, a mulher já estava morta, com o corpo do marido ao lado.

Ainda de acordo com a corporação, a filha dos dois, de 20 anos, ouviu a briga dos pais, saiu do quarto e viu a mãe esfaqueada. O pai ainda tentou ir para cima dela, mas a jovem se trancou no quarto. A vítima ainda saiu do apartamento e tentou procurar socorro após ser esfaqueada, mas caiu na escadaria do prédio. Na sequência, o marido cometeu suicídio.

filha ficou em estado de choque e precisou ser encaminhada à UPA de Valinhos. Ela recebeu alta e retornou à residência. A Prefeitura de Valinhos se colocou à disposição caso ela opte por fazer um acompanhamento psicológico na rede pública do município.

Na tarde de domingo, horas antes de ser assassinada, a mulher fez uma sequência de postagens mostrando que iria gravar vídeos para o canal dela no YouTube. Nas redes sociais, ela fazia várias gravações para contar como era a sua rotina, inclusive com muitas participações do marido. Em seu perfil no Instagram, Rodrigo Quirino, de 40 anos, se definia como “casado, pai, família e feliz”.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-SP), a faca e os dois celulares foram apreendidos. A ocorrência foi registrada como homicídio, suicídio e violência doméstica. O caso será investigado pelo 1º Distrito Policial de Valinhos.

Crédito: G1

Digital influencer de 21 anos esfaqueia e arranca o coração da própria mãe

Anna Leikovic, de 21 anos, foi presa essa semana na Moldávia sob acusação de ter matado a própria mãe, Praskovya Leikovic, de 40 anos. Segundo as investigações, a jovem, que é estudante de Medicina e digital influencer, teria esfaqueado a mãe com uma faca da cozinha e, enquanto a vítima ainda estava viva, abriu o corpo e arrancou o coração, os pulmões e os intestinos.

De acordo com o jornal Komsomolskaya Pravda, a mãe havia retornado de um trabalho na Alemanha e estava preocupada, porque a filha estaria usando drogas. A investigação segue a linha de que a agressão teria ocorrido depois de Praskovya ter contratado um tratamento de reabilitação para Anna, que reagiu de forma violenta.

Após o crime, Anna tomou banho para lavar o sangue da mãe e saiu para encontrar o namorado, de acordo a polícia de Comrat, cidade onde a estudante vive.

 

Fonte: odia.ig.com.br